Conecte-se agora

Política

Liderança regional, Rui encontra Bolsonaro pela primeira vez na sexta (24)

O governador Rui Costa (PT) se encontrará pela primeira vez com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) na próxima sexta-feira (24), em Pernambuco.

O próprio presidente confirmou em reunião com deputados do Nordeste, nesta quarta, que estará na presente no encontro de governadores na Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Na terça (21), Rui já havia garantido a ida a Recife durante o Papo Correria, mas não citou o encontro com o presidente. “Os nove governadores estarão presentes, discutindo os investimentos, planejamentos e ações do Nordeste para gerar emprego e renda”, disse.

Esta será a primeira vez que o petista, que desde o início do ano se tornou uma espécie de liderança regional, se encontrará com Bolsonaro. Em novembro do ano passado, já eleito presidente, Bolsonaro se reuniu com governadores eleitos. A Bahia, porém, foi representada pelo vice-governador João Leão (PP).

Especulado como possível candidato do PT à presidência em 2022, o governador Rui Costa é também o presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste. (Bahia.ba)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Redução da maioridade penal volta a ser debatida em Comissão no Senado

Na quinta-feira (27), a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), no Senado, ouvirá especialistas sobre a proposta de reduzir a maioridade penal no Brasil de 18 para 16 anos nos casos de crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. As informações são da Agência Senado.

A proposta já foi aprovada pela Câmara dos Deputados, com o número PEC 171/1993. A audiência pública será às 10h no Plenário 3 da Ala Alexandre Costa (anexo 2 do Senado). A reunião também pode ser vista em tempo real pelo canal da TV Senado e TV Senado no Youtube (youtube.com/tvsenado).

O relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) 115/2015 na comissão, senador Marcelo Castro (MDB-PI), justificou a audiência dizendo que é preciso atualizar os senadores em primeiro mandato sobre o tema.

Foram convidados o procurador Guilherme Schelb, que é mestre em direito constitucional pela Universidade Federal do Paraná; o presidente da Associação Paulista do Ministério Público, promotor Paulo Penteado Teixeira Junior; o professor de direito constitucional Fabrício Medeiros; o desembargador José Damião Cogan, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ/SP); a advogada Marisa Deppman; e o doutor em segurança e ordem pública Elias Miler da Silva.

Por sugestão do senador Rogério Carvalho (PT-SE), foram incluídos entre os convidados o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo; a advogada Deise Benedito, especialista em relações de gênero e raça e ex-perita do Mecanismo Nacional de Combate à Tortura; e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia.

Ao justificar a inclusão dos convidados, Rogério alegou que a maioria dos juristas e especialistas considera a maioridade penal (artigo 228, que determina que são inimputáveis os menores de 18 anos) como constante no rol das cláusulas pétreas da Constituição (artigo 60) — ou seja, não pode ser mudada nem mesmo por PEC. As cláusulas pétreas são: a forma federativa de Estado; o voto direto, secreto, universal e periódico; a separação dos Poderes; e os direitos e garantias individuais. (Metro1)

Continue Lendo

Política

Boca Quente: Rogério Andrade Filho fustiga o pai

De mala e cuia
Ex-deputado e ex-candidato a presidente da República, o baiano Eduardo Jorge não livrou nem mesmo a mulher ao comentar o pagamento do embarque de bagagens nos aeroportos. No Twitter, afirmou: “Almoço grátis? Minha mulher despachou mala e pagou. Bem feito! Eu não. É racional”.

Fogo amigo
Neófito e deputado estadual mais jovem da Bahia, com apenas 21 anos, Rogério Andrade Filho (PSD) criticou, através das redes sociais,  o trânsito em Santo Antonio de Jesus. Até aí, tudo bem. O problema é que o pai dele, Rogério Andrade (PSD), é o prefeito do município. Será que tomou bronca?

Galvão em alta
Secretário de Saúde de Salvador, Luiz Galvão ganhou moral com o prefeito após conseguir trazer R$ 56 milhões de Brasília para a operação do sistema SUS em Salvador. A articulação deve desafogar, ainda mais, o sistema público e tirou um pepino da mão de Neto.

La morte 
O São João de Cachoeira, no Recôncavo da Bahia, vai ter de tudo, menos forró. A programação, feita especialmente pelo prefeito Tato (PSDB), tem até mesmo a banda de pagode La Furia. A cidade enche, mas a tradição, ano após ano, vai ficando cada vez mais esvaziada.

Rabo de fora
A pretexto de aumentar os salários do Executivo e do Legislativo em Feira de Santana em 2021, a Câmara Municipal da cidade quer votar a majoração essa semana. Como perguntar não faz mal, lá vai: precisa ser tão cedo? Precisa ser tão perto do São João? 

Tsunami no interior 
Ex-prefeito de Filadélfia, na Bahia, Barbosa Júnior, o Barbosinha (PDT), se enrolou ainda mais com o TCM. Em votação esta semana, a Corte mandou ele devolver R$ 6 milhões por irregularidades no Fundef. Ele pretende disputar a eleição de 2020, mas a onda contra ele não é favorável.

Igor Bolsonaro
Deputado de primeiro mandato e bastante reconhecido com as classes mais populares de Salvador, Igor Kannário tem sido ferrenho apoiador do presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional. De acordo com o Basômetro, do Estadão, das 46 votações que participou, 43 foram com o governo.

Fonte: Metro1.

Continue Lendo

Política

Abro mão da reeleição se Brasil passar por reforma política, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse na tarde desta quinta (20), após participar da 27ª edição da Marcha Para Jesus, em São Paulo, que abriria mão da reeleição se o Brasil passar por uma séria reforma política. 

Bolsonaro salientou os problemas do país e destacou que o seu governo pode reverter a situação. “Podemos ser o ponto de inflexão mas entendemos que é possível fazer com que um dia o Brasil seja colocado no local de destaque que merece”, disse.

A Marcha para Jesus é uma manifestação que tem como objetivo reunir igrejas cristãs do país e do mundo. O presidente, em discurso, disse compartilhar responsabilidade com evangélicos.

“Vocês [evangélicos] foram decisivos para mudar o destino dessa pátria maravilhosa chamada Brasil. Todos nós compartilhamos dessa responsabilidade, onde primeiro Deus, depois a família respeitada e tradicional acima de tudo”, afirmou.

Continue Lendo