Conecte-se agora

Bahia

Policial militar morre enquanto estava de serviço em quartel de Salvador


O cabo Cássio de Oliveira Santana, de 40 anos, morreu enquanto estava de serviço, na tarde da última segunda-feira (12/8), em um quartel de Salvador. O oficial era lotado no Comando de Operações Policiais Militares (COPPM).ássio passou mal durante o serviço e, em seguida, foi socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris, onde não resistiu. A causa ainda não foi confirmada. O sepultamento será no Cemitério Bosque da Paz, às 16h30, e o velório na sala 06, desta terça-feira (13/8).

O cabo Cássio de Oliveira Santana, de 40 anos, morreu enquanto estava de serviço, na tarde da última segunda-feira (12/8), em um quartel de Salvador. O oficial era lotado no Comando de Operações Policiais Militares (COPPM).

Cássio passou mal durante o serviço e, em seguida, foi socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris, onde não resistiu. A causa ainda não foi confirmada. O sepultamento será no Cemitério Bosque da Paz, às 16h30, e o velório na sala 06, desta terça-feira (13/8).

O militar era casado, deixa esposa e dois filhos, e integrava as fileiras da corporação há 20 anos. (Aratu Online)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Para combater manchas de óleo, navio da Marinha chega a Ilhéus nesta quarta


A fim de reforçar as ações preventivas de proteção ambiental na busca por possíveis manchas de óleo, o Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Almirante Saboia” desatracou do Rio de Janeiro em direção a Ilhéus. O navio chega a cidade baiana na manhã de quarta-feira, 14.

Além da sua tripulação, o navio transporta um Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais composto por 244 militares. Em terra, a tropa desempenhará ações corretivas em apoio à proteção ambiental, por meio da limpeza e do monitoramento dos manguezais, arrecifes e praias da região do sul do estado da Bahia, na faixa compreendida entre as cidades de Caravelas e Ilhéus.

O NDCC “Almirante Saboia” realizará patrulha naval em áreas designadas, ação de presença no porto de Ilhéus e operações de monitoramento, participando, com outros navios, na busca por possíveis manchas de óleo ou agentes poluidores, em especial nas regiões próximas ao Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

No sábado, 18, o NDCC desatracará para ações no mar, com previsão de retorno ao porto de Ilhéus no dia 25. *A Tarde.

Continue Lendo

Bahia

Três pessoas são achadas mortas em sítio de Itamaraju, no sul da Bahia


Três pessoas foram encontradas mortas dentro de um sítio localizado na zona rural Itamaraju, no sul da Bahia. De acordo com a polícia, as vítimas foram encontradas na última terça-feira (13) e até esta quarta (13) não há informações sobre os envolvidos no crime. Ainda segundo a polícia, os corpos estavam com marcas de tiros.

As vítimas, que não tiveram idade revelada, foram identificadas como Edson de Jesus Barbosa, Marcelo de Jesus e Vanessa Pereira Santos.

A polícia investiga a suspeita do crime ter sido motivado por envolvimento com tráfico de drogas.

Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica. Não há informações sobre o enterro. *Varela Notícias.

Continue Lendo

Bahia

Com estiagem, Monte Santo se soma às 201 cidades com decreto de emergência na Bahia


Devido à estiagem, Monte Santo, na região sisaleira, teve nesta quarta-feria (13) um decreto de emergência reconhecido pelo Estado. A medida vale por 180 dias, com início em 6 de novembro quando o decreto foi homologado pelo Município. Segundo informações da prefeitura enviadas para a Defesa Civil do Estado [Sudec], 84% da população local está afetada, o que representa 44 mil pessoas, dos 52,3 mil habitantes da cidade, conforme estimativa populacional 2019 do IBGE.

De acordo com a Sudec, na Bahia 202 municípios estão com decretos por estiagem reconhecidos pelo Estado em vigor. Ao todo, 4,7 milhões são afetados nesses municípios, percentual de 31,9% dos 14,8 milhões de baianos. Na estiagem o município sofre com a falta de chuva por um período [de abril a julho]. Já na seca, não há chuva por dois períodos [de abril a julho e de novembro a fevereiro] ou mais. *Bahia Notícias.

Continue Lendo

Mais Lidas