Conecte-se agora

Entretenimento

Simone e Simaria e Marília Mendonça gravam clipe da nova música; Jotinha faz participação


A dupla Simone e Simaria e a cantora Marília Mendonça estão gravando um clipe para a nova música. Segundo informações de Hugo Gloss, o vídeo será para a música “O que é o que é”, que deve ser lançado em breve.

Conforme o blogueiro, a direção da produção é de João Monteiro, que assina os clipes de Pabllo Vittar, como “K.O” e “Problema Seu”. O vídeo das cantoras ainda vai contar com as participações de Lexa e dos influencers Gkay, Max Bezerra, Jotinha, Rafael Cunha e Debora Correia.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Grupos religiosos e famosos se revoltam com especial do Porta dos Fundos com Jesus gay


O filme produzido pelo Porta dos Fundos e divulgado pela Netflix, intitulado “A última tentação de Cristo”, que traz Jesus como personagem gay, está sendo duramente criticado desde o lançamento, em 6 de dezembro.

Grupos religiosos pedem boicote ao serviço de streaming e uma petição online, que conseguiu cerca de 180 mil assinaturas, pede a retirada do especial de Natal do catálogo. O advogado vice-presidente da União dos Juristas Católicos de São Paulo, Paulo Henrique Cremoneze, afirmou que a produção é ofensiva e que não justifica o que ele classificou como ataque aos cristãos.

Além dos grupos religiosos, famosos também se pronunciaram contra a publicação. A jornalista Carla Cecato disparou contra o serviço e disse não ter conseguido assistir à produção.

“Eu tentei assistir para poder falar. Não consegui ver… Só uma pequena parte. Senti um embrulho no estômago, uma vontade de chorar, uma série de sentimentos que não consigo descrever”, afirmou.

O ator Carlos Vereza também se pronunciou e detonou o “Porta dos Fundos”. “Vocês são lamentáveis como viventes. Embora Jesus não precise de defesa, principalmente a minha, vocês imaginam que podem debochar, não do Mestre, que é perdão antecipado, mas do maior país católico do planeta e dos que creem num Ser que modificou a história, antes e depois Dele. Vocês são safos, descolados, sub imitação dos filmes trash- refuse-pornô, supostos pós-modernos num país em eterno subdesenvolvimento”, disparou.

A nutricionista Bella Falconi também falou sobre o caso em um vídeo nas redes sociais e frisou que “de Deus não se zomba”. (VN)

Continue Lendo

Entretenimento

Apresentando Jesus gay, especial de Natal de programa de tv revolta grupos religiosos


O Especial de Natal do Porta dos Fundos na Netflix chegou causando entre grupos religiosos. Liberado na semana passada, a produção chamada “A Primeira Tentação de Cristo” não demorou muito para causar polêmica. Na sátira, Gregório Duviviver interpreta Jesus Cristo no seu aniversário de 30 anos. Acompanhado de um amigo (Fábio Porchat), o especial aborda o relacionamento entre os dois, que surpreende José, Maria e até mesmo o próprio Deus.

A revolta de religiosos foi tanta que uma petição online no Change.org foi criada e já soma mais de 516 mil assinaturas. “Pelo impedimento do filme de Natal da Netflix e Porta dos fundos, por ofender gravemente os cristãos“, justificou o criador do abaixo-assinado, Alex Brindejoncy. Enquanto isso, o grupo Porta dos Fundos lidou com as críticas com humor. No Twitter, o grupo de manifestou. “Enquanto tá rolando abaixo assinado contra, a gente comemora o sucesso de mais uma criação de Deus (…). Mas querendo assinar, segue o link”.

Sem-t-tulo

Não apenas internautas, o descontentamento com “A Primeira Tentação de Cristo” atingiu a própria plataforma de streaming. Um movimento nas redes sociais pedem que fiéis cancelem a Netflix.

Por “desrespeito a Jesus Cristo”, Dom Henrique Soares da Costa, publicou no Facebook o apoio dos seguidores para cancelarem o serviço. Ele é o bispo da Diocese de Palmares, em Pernambuco.

Já o deputado federal Marco Feliciano, através do Twitter, relembrou antigos processos contra o Porta dos Fundos. “Em anos anteriores já os processei, mas a ‘Justiça’ diz que é liberdade de expressão. Está na hora de uma ação conjunta das igrejas”, escreveu.
*Aratu On.

Continue Lendo

Entretenimento

Candidata da África do Sul é coroada como Miss Universo 2019


Zozibini Tunzi, Miss África do Sul, é a vencedora do Miss Universo 2019. Ela superou as 89 adversárias e recebeu a coroa em Atlanta, nos Estados Unidos.

A vitória da sul-africana de 26 anos amplia a boa fase recente do país na competição, já que Demi-Leigh Nel-Peters foi premiada em 2017. As outras duas finalistas foram a vice-campeã Madison Anderson, de Porto Rico, e a terceira colocada Sofía Aragón, do México.

A brasileira Júlia Horta chegou ao top 20 da disputa pela coroa, mas não avançou para as finais. O Brasil só venceu o Miss Universo em 1963, com Iêda Maria Vargas, e 1968, com Martha Vasconcellos; portanto, o país amarga 51 anos sem o prêmio.
*Aratu On.

Continue Lendo

Mais Lidas