Connect with us

Polícia

Corpo de Jiquiriçaense é encontrado enterrado em Mutuípe


O corpo do jovem Jeovani Queiroz, foi encontrado nesta quinta-feira (15), nas proximidades do Alto da Cajazeira, já na área rural de Mutuípe. A polícia chegou ao local após denuncias anônimas.

Populares ajudaram nas buscas, aparentemente Jeovani foi torturado e teve partes de membros arrancadas, essa informação será apurada pela perícia após levantamento cadavérico.

O jovem desapareceu na segunda-feira (12), ao se dirigir à cidade de Mutuípe, numa motocicleta CG vermelha, ainda não encontrada.

Jeovani Queiroz foi visto pela última vez no bairro da Cajazeira em Mutuípe, a motivação do crime é investigada pela Polícia Civil. (MídiaBahia)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Operação Falso Negativo: Polícia apreende material em desvio milionário de testes de Covid-19


Após deflagrar uma operação que investiga irregularidades na compra de testes de Covid-19, a Polícia Civil do Distrito Federal apreendeu notebooks, aparelhos celulares, discos rígidos de computadores e pen drives, além de diversos documentos, onde há registro das transações suspeitas. Policiais cumpriram mandados em sete estados: Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Bahia e Espírito Santo.

As investigações apontam superfaturamento nas compras e baixa qualidade dos testes, que podem dar falso negativo. De acordo com os agentes, o prejuízo aos cofres públicos com as compras superfaturadas é estimado em cerca de R$ 30 milhões.

Todo o material apreendido será encaminhado para o MP do DF que fará análises e prosseguirá com as investigações. A operação contou com a participação de mais de 500 agentes do Estado, entre promotores de Justiça, servidores do Ministério Público e policiais. Além de São Gabriel e Irecê, na Bahia, as diligências ocorreram também nas cidades de Brasília, DF; Formosa e Goiânia, em Goiás; Curitiba, Maringá, São José dos Pinhais e Pinhas, no Paraná; São Paulo, Santana do Parnaíba, Cotia, Itapevi e Barueri, em São Paulo; Joinville, Balneário Camboriú, Ilhota e Navegantes, em Santa Catarina; Serra, Cariacica e Vitória, no Espírito Santo; além de Rio de Janeiro e Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. (Metro1)

Continue Reading

Polícia

Mulher é hospitalizada após tentativa de feminicídio pelo ex-companheiro na BA


Uma mulher sofreu tentativa de feminicídio no último sábado (27), no bairro da Gleba, em Camaçari, na região metropolitana de Salvador. A sobrinha da vítima, relatou ao G1, nesta terça-feira (30), que a tia foi agredida com golpes de martelo pelo ex-companheiro e sofreu traumatismo intracraniano. Ela foi socorrida para o hospital, e o homem fugiu.

“Ela estava na casa dela com o irmão, a filha e a cunhada. Foi uma confusão, eles estavam discutindo, meu tio interveio e disse que ia deixar eles conversando no quarto, mas estaria ali para segurança dela. Eles perceberam que estava muito silêncio, então meu tio entrou no quarto e viu ela jogada na cama, desacordada, com bastante sangramento. Eles ficaram em choque. Então, foi nesse momento que ele fugiu”, relata a sobrinha, que prefere não revelar o nome da tia por segurança.

A vítima foi encaminhada para o Hospital Geral de Camaçari e depois transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador.

“Ela passou certo tempo na zona vermelha e foi transferida para o HGE. Está internada, não temos previsão de quando vai sair e aparentemente está estável”, completa a sombrinha da vítima.

A sobrinha conta que a tia já tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro.

“Ela tinha um relacionamento que vinha apresentando histórico de violência doméstica e tinha reportado à polícia, tinha medida protetiva. […] Ele tinha um relacionamento abusivo, muito agressivo, e não é a primeira vez que ele espancava. Foi por isso que reportou para polícia”, continua.

O caso foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) de Camaçari e, até a publicação desta matéria, o suspeito não foi localizado.

Veja nota divulgada pela Polícia Civil

A Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), localizada naquela cidade, investiga a agressão contra uma mulher, no sábado (27). Conforme informações iniciais, a vítima foi encontrada ferida no quarto da casa de uma familiar, após uma discussão com seu companheiro. A mulher foi socorrida para o Hospital Geral de Camaçari (HGE) e em seguida para o HGE.

Fonte: G1 Bahia

Continue Reading

Polícia

Polícia descobre paradeiro do ‘Homem Pateta’, que induz crianças ao suicídio


A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) descobriu o paradeiro do o “Homem Pateta”, perfil das redes sociais acusado de induzir crianças e adolescentes ao suicídio. A pessoa por trás do personagem macabro se identifica como Jonatan Galindo nas redes sociais e usa fotos que remetem ao personagem Pateta, da Disney. 

Segundo o portal Metrópoles, a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) apurou, preliminarmente, com informação repassadas pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), que o autor do perfil seria italiano e já teria sido preso naquele país.

As apurações ainda estão em fase inicial. As investigadores da DPCA deram os primeiros passos para confirmar a veracidade das notícias sobre a identidade e a prisão do suspeito de publicar nas redes sociais os primeiros textos sobre o Homem Pateta. Ainda não foram  registrados casos envolvendo o personagem no Brasil.

Contudo, identificaram vários perfis com o Homem Pateta, que se aproximam de menores de idade no Facebook por meio de mensagens perturbadoras, podendo induzir ao suicídio. A polícia já apurou que o primeiro deles foi criado na Europa, em 2017, com posts em espanhol.

O personagem se espalhou e, em 2020, diveras contas vinculadas ao Homem Pateta já apresentam conteúdo em português. 

Ameaças
Essa não é a primeira vez que o uso das redes sociais se torna uma ameaça a meninos e meninas, preocupando pais e responsáveis. Em 2017, o desafio da baleia azul, surgido em uma rede social russa, viralizou entre jovens e foi associado a uma onda de suicídios entre crianças e adolescentes.

Além da Polícia Civil, o Ministério Público Federal também está atrás do Homem Pateta após pedido do vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, Rodrigo Delmasso (Republicanos), que solicitou ainda a retirada do conteúdo da internet e multa de R$ 1 milhão ao responsável. O valor será revertido a instituições que cuidam de crianças e adolescentes abandonados.

Além disso, o Facebook Brasil está ciente do caso e tomando providências. “Páginas falsas ou com conteúdos que incentivem a automutilação estão sujeitas à remoção. A rede social também disponibiliza o seu Portal para Mães e Pais, com dicas para o uso e segurança na internet”, declarou a empresa ao Metrópoles, por meio de nota.

Além de cruel, esse tipo de conduta é considerada é crime no Brasil. De acordo com Lei nº 13.968, aprovada no ano passado, induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou a praticar automutilação pode gerar uma pena de 6 meses a 6 anos de prisão.

Continue Reading