Conecte-se agora

Bahia

Após corte do MEC, Capes suspende verba em mais de 147 bolsas de pesquisa na Bahia


Após o anúncio feito na segunda-feira (2) sobre o corte de verbas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), a Bahia somou mais de 147 bolsas de pesquisas suspensas. De acordo com a Capes, com o terceiro corte deste ano, espera-se economizar R$ 954.621,68 na Bahia.

O órgão alega que por causa do contingenciamento orçamentário, a medida é necessária para garantir o pagamento dos bolsistas já cadastrados. Ao todo, 237 bolsas deixarão de ser oferecidas somente no estado.

Os cortes são feitos nas chamadas bolsas ociosas, período de substituição de alunos que estão concluindo os estudos para os novos candidatos que vão ocupar as vagas.

Em todo o país, a economia deverá ser de R$ 544 milhões, com 5.613 bolsas cortadas a partir deste mês. No Brasil, a Capes vai deixar de oferecer cerca de 11 mil bolsas e não serão aceitos novos pesquisadores neste ano.

Além dos cortes de vagas da Capes, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), que tem 2.399 mil bolsas ativas para estudantes baianos da iniciação científica até pós-doutorado, anunciou que só tem recursos para o pagamento da bolsa referente ao mês de agosto. Na UFBA, são cerca de 260 vagas.

(Metro1)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Licitação da Ponte Salvador-Itaparica é concluída


A última etapa, de homologação, da licitação para o Consórcio que vai construir a Ponte Salvador-Itaparica foi concluída. A informação consta no Diário Oficial do Estado de hoje (24). 

A assinatura do contrato está prevista para março deste ano. O grupo, composto por três empresas, terá um ano para elaborar o projeto e outros quatro para entregar a obra. O investimento será de R$ 5,4 bilhões, com aporte estadual de R$ 1,5 bi.

As companhias CR20, CCCC South America e CCCCLTD serão responsáveis pela gestão e administração do equipamento por 30 anos. Metro1.

Continue Lendo

Bahia

Estudantes baianos vencem desafio mundial da Nasa com projeto sustentável


Uma equipe formada por estudantes baianos entre 18 e 23 anos foi umas das grandes vencedoras mundial do Hackathon da Agência Espacial Americana (NASA) – o Nasa Space Apps Challenge 2019. A competição foi realizada simultaneamente em 230 cidades de 80 países em 20 de outubro do ano passado, com a participação de 29 mil pessoas. A NASA divulgou o resultado na tarde desta última quarta-feira (22/1). Como premiação, os jovens irão conhecer o Nasa Kennedy Space Center, na Flórida, nos Estados Unidos, e ter a oportunidade de fazer a apresentação do projeto.

A equipe Cafeína, formada pelo estudante de Engenharia Química, Ramon de Almeida, 22 anos, pelos alunos de Administração Antônio Rocha, 18, Pedro Dantas, 19, e Genilson Brito, 18, e pelo futuro analista e desenvolvedor de sistemas, Thiago Barbosa, 23, usou como base o Gerador de Van Der Graff para desenvolver um mecanismo que possa atrair e captar resíduos plásticos nos oceanos, que são ingeridos por animais marinhos, comprometendo a vida deles, dos animais que se alimentam deles, inclusive os humanos.

Eles disputaram o primeiro lugar entre 2.076 projetos de todo o mundo, na primeira etapa ficaram entre os 30 finalistas. E agora a vitória final. A representante oficial do Nasa Space em Salvador, Leka Hattori, comemorou a vitória histórica, que veio já no segundo ano de realização do evento na Bahia.

“Eu já estava comemorando estarmos entre os 30 melhores do mundo, mas chegar a esse resultado em tão pouco tempo é, sem dúvida, uma grande conquista para mim, minha equipe, para o ecossistema baianos, todas as empresas e instituições que apoiaram o evento, os mentores, palestrantes, jurados e, principalmente, os jovens da equipe Cafeína, que vão levar o nome da Bahia para o mundo através da ciência e empreendedorismo. Este resultado nacionalmente também impacta, pois São Paulo também teve uma equipe vencedora. No total são 6. O ecossistema nacional como um todo, foi impactado”.

A competição

Em 2019, além da Cafeína, participaram do Hackathon em Salvador mais 29 grupos, chegando a cerca de 200 competidores dos 520 inscritos na primeira etapa do evento. A meta inicial para 2020 era chegar a 500 pessoas disputando os primeiros lugares, “mas com a vitória mundial é possível que esse número dobre”, acredita Leka.

Na edição realizada em outubro do ano passado, as equipes receberam o suporte de 5 palestrantes, 20 mentores e cinco professores de inglês para interpretar os dados da Nasa disponibilizados para consulta durante a competição. A banca de jurados foi composta por 5 jurados, sendo 2 mulheres. O desafio internacional aconteceu em mais 26 cidades brasileiras, entre elas São José do Rio Preto (SP), Aracaju (SE), Belo Horizonte  (MG) – cujo o projeto recebeu menção honrosa nesta etapa final -, Brasília (DF), Curitiba (PR), Goiânia (GO), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

*Aratu On.

Continue Lendo

Bahia

Bahia poderá ter ventos de até 61 Km/h nesta semana, alerta Marinha


Ondas de 3 a 5 metros e ventos de até 61 Km/h (33 nós), em alto-mar, poderão atingir a Bahia entre esta quinta-feira e sábado (23 e 25/1). Conforme alerta da Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), isso se deve à formação de um ciclone subtropical, entre o norte do estado do Rio de Janeiro e o sul do Espírito Santo.

As cidades baianas afetadas serão Caravelas e Ilhéus, ambas no sul do estado.

A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor em seu site. Adicionalmente, as informações meteorológicas podem ser visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook e por meio do aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para download na internet, tanto para o sistema Android quanto para iOS, desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar (Rumar).
*Aratu On.

Continue Lendo

Mais Lidas