Conecte-se agora

Brasil

Presidente em exercício, Mourão diz que vai ‘manter as coisas funcionando’


O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, afirmou neste domingo (8) que vai “manter as coisas funcionando normalmente, tranquilamente” durante o período em que estiver no exercício do cargo. Segundo Mourão, “não há nada previsto” para ser decidido nos próximos dias. As declarações foram dadas ao blog do jornalista Valdo Cruz, hospedado no portal G1.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro se recupera da cirurgia, Mourão comandará o Palácio do Planalto até a próxima quinta-feira (12).

Nesta segunda (9), Mourão estará em São Paulo e participará da Conferência Anual do Conselho Empresarial Brasil-China. Ele também deve visitar Bolsonaro no hospital.

‘Serenidade’

Mourão também disse ao blog que a interinidade na Presidência terá “serenidade” e “tranquilidade”.

Em outras ocasiões, o vice-presidente chegou a ser alvo de ataques de aliados de Bolsonaro, entre os quais o vereador Carlos Bolsonaro e o ideólogo Olavo de Carvalho, por – em alguns momentos – ter sido visto como espécie de contraponto ao presidente da República.

Diante disso, Mourão passou a evitar dar declarações que pudessem ser avaliadas como contraponto.

Hamilton Mourão é visto entre empresários e economistas como mais moderado e ponderado, além de ter uma posição na economia mais afinada com a equipe do ministro Paulo Guedes.

*Bahia.Ba

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Homem é indiciado por apologia ao nazismo após pendurar suástica em janela


Um homem de 55 anos, natural de São Paulo, foi indiciado nesta quinta-feira (23) pela Polícia Civil de Santa Catarina pelo crime de apologia ao nazismo.

O homem pendurou uma suástica na janela do seu apartamento, na cidade catarinense de São José, na região metropolitana de Florianópolis. A suástica estava estampada em uma camiseta vermelha, lembrando uma bandeira. 

O caso ocorreu no último domingo (19), dois dias depois que Roberto Alvim, então secretário da Cultura de Jair Bolsonaro, divulgou um vídeo copiando o discurso nazista de Joseph Goebbels, ministro de Adolf Hitler.

Cerca de 25 mil jovens brasileiros enfrentaram as tropas de Adolf Hitler durante a Segunda Guerra para ajudar a derrotar o nazismo.

O crime de apologia ao nazismo prevê reclusão de dois a cinco anos e multa por “fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo”, de acordo com o artigo 20, parágrafo primeiro, da Lei 7716/89.

Vizinhos e pessoas que passaram pela avenida onde fica o prédio avistaram a suástica na janela e comunicaram à Polícia Militar (PM). Quando os policiais chegaram ao local, foram xingados.

“Ele gritou com os policiais e disse que estava exercendo seu direito de expressão e que se declarava nazista”, disse à reportagem o delegado Deonir Moreira Trindade. Os policiais deram voz de prisão e o levaram à delegacia.

“Assegurei o direito de silêncio, mas ele resolveu contar sua versão. Deu para perceber um ódio no discurso dele. Ele contou que era sócio de um estabelecimento em São Paulo, que teve prejuízo por causa do sócio, que seria judeu. Demonstrou ódio, mas não só contra judeus, como contra os policiais”, relata Trindade.

O delegado lavrou o flagrante por apologia ao nazismo e, após a audiência de custódia na última segunda-feira (20), a Justiça lhe concedeu liberdade provisória.  

Trindade cumpriu um mandato de busca e apreensão na casa do homem. Na residência havia livros sobre nazismo, incluindo o “Minha Luta”, escrito por Hitler e outra camiseta com uma suástica. A Polícia Civil apreendeu pendrives, notebooks, máquinas fotográficas e chip de celular.
*Bahia Notícias.

Continue Lendo

Brasil

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 mi amanhã


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.227 da Mega-Sena, realizado ontem (23), e o prêmio acumulado deve chegar a R$ 40 milhões amanhã (18). A estimativa é da Caixa.

A quina teve 92 apostas vencedoras, que vão ganhar R$ 27.202,90 cada. Outros 5.732 acertaram a quadra e vão levar R$ 623,73 cada. 

A sequência sorteada foi 06 – 09 – 12 – 27 – 32 – 57. A aposta mínima é de R$ 4,50 e pode ser feita até às 19h do dia do concurso.  
*Metro1.

Continue Lendo

Brasil

Bolsonaro recua e descarta possibilidade de desmembrar ministério comandado por Moro


O presidente Jair Bolsonaro recuou e decidiu que não irá desmembrar o Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Sergio Moro. A possibilidade havia sido ventilada por ele ontem (23), após reunião com secretários estaduais da área. Com a mudança, Moro ficaria na Justiça e um outro ministro comandaria a área da segurança. Ao desembarcar em Nova Déli, na Índia, para uma viagem oficial, Bolsonaro descartou a hipótese.

“O Brasil está indo muito bem. Segurança pública, os números indicam que está indo no caminho certo, e a minha máxima é: em time que está ganhando não se mexe”, afirmou o presidente.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, na coluna Painel, o ministro Sérgio Moro chegou a se queixar com aliados e cogitou deixar o governo caso tivesse o ministério desmembrado. Hoje, Bolsonaro rechaçou a chance de mudança na pasta. “A chance no momento é zero. Tá bom ou não? Tá bom, né? Não sei amanhã. Na política, tudo muda, mas não há essa intenção de dividir [o Ministério da Justiça]. Não há essa intenção”, completou Bolsonaro. (M1)

Continue Lendo

Mais Lidas