Conecte-se agora

Bahia

Entidade não descarta greve de PM a partir desta quarta; “revolta maior que em 2014”


Uma assembleia de policiais militares baianos promovida pela Associação de Praças da PM (Aspra) pode decidir, nesta quarta-feira (11/9), pela ocorrência de mais uma greve da tropa. Em pauta, estão antigas reivindicações.

“Existe uma lei estadual que, desde 2001, não é cumprida pelo governo”, ressaltou o coordenador da Aspra e deputado estadual, Soldado Prisco. Dois acordos, segundo ele, já foram realizados anteriormente sem o cumprimento da gestão estadual.

De acordo com Prisco, entre os pontos discutidos até então não atendidos estão os pagamentos de periculosidade e insalubridade, a reforma do estatuto e o plano de carreira dos policiais militares. “Vamos negociar com a categoria, [na quarta-feira], para ver se tem como esticar, ou não, as negociações”, comentou. A assembleia acontece às 15h no Clube Adelba, no bairro de Patamares. 

Por se tratar de reivindicações discutidas em diferentes ocasiões, o coordenador da Aspra diz que o momento atual, para a categoria, é próximo daquele que acabou deflagrando uma paralisação das atividades em 2014. Naquele ano foram três dias de greve. 

Para este ano, o deputado não descarta nem confirma a possibilidade de greve. “É uma incógnita! Não posso dizer que vai ter ou não. A assembleia é majoritária e soberana. O desgaste hoje é pior do que em 2012 e 2014. A revolta é muito maior e não é somente dos praças. Os oficiais, basicamente, tirando o alto escalão, todos estão revoltados”, frisou.

A reportagem do Aratu On pediu um posicionamento da entidade que representa os oficiais da Polícia Militar da Bahia, a Força Invicta, mas até a publicação desta reportagem o grupo não tinha se pronunciado sobre a assembleia da Aspra. 

O representante dos PMs, que já chegou a falar do tema no plenário da Assembleia Legislativa, reforça que não é dos seu interesse, tampouco da tropa, que aconteça uma paralisação e espera que o governo do estado esteja disposto a dialogar sobre a situação. Prisco ressalta que a categoria é a única entre os servidores públicos baianos que não recebe insalubridade e periculosidade. (AratuOn)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Licitação da Ponte Salvador-Itaparica é concluída


A última etapa, de homologação, da licitação para o Consórcio que vai construir a Ponte Salvador-Itaparica foi concluída. A informação consta no Diário Oficial do Estado de hoje (24). 

A assinatura do contrato está prevista para março deste ano. O grupo, composto por três empresas, terá um ano para elaborar o projeto e outros quatro para entregar a obra. O investimento será de R$ 5,4 bilhões, com aporte estadual de R$ 1,5 bi.

As companhias CR20, CCCC South America e CCCCLTD serão responsáveis pela gestão e administração do equipamento por 30 anos. Metro1.

Continue Lendo

Bahia

Estudantes baianos vencem desafio mundial da Nasa com projeto sustentável


Uma equipe formada por estudantes baianos entre 18 e 23 anos foi umas das grandes vencedoras mundial do Hackathon da Agência Espacial Americana (NASA) – o Nasa Space Apps Challenge 2019. A competição foi realizada simultaneamente em 230 cidades de 80 países em 20 de outubro do ano passado, com a participação de 29 mil pessoas. A NASA divulgou o resultado na tarde desta última quarta-feira (22/1). Como premiação, os jovens irão conhecer o Nasa Kennedy Space Center, na Flórida, nos Estados Unidos, e ter a oportunidade de fazer a apresentação do projeto.

A equipe Cafeína, formada pelo estudante de Engenharia Química, Ramon de Almeida, 22 anos, pelos alunos de Administração Antônio Rocha, 18, Pedro Dantas, 19, e Genilson Brito, 18, e pelo futuro analista e desenvolvedor de sistemas, Thiago Barbosa, 23, usou como base o Gerador de Van Der Graff para desenvolver um mecanismo que possa atrair e captar resíduos plásticos nos oceanos, que são ingeridos por animais marinhos, comprometendo a vida deles, dos animais que se alimentam deles, inclusive os humanos.

Eles disputaram o primeiro lugar entre 2.076 projetos de todo o mundo, na primeira etapa ficaram entre os 30 finalistas. E agora a vitória final. A representante oficial do Nasa Space em Salvador, Leka Hattori, comemorou a vitória histórica, que veio já no segundo ano de realização do evento na Bahia.

“Eu já estava comemorando estarmos entre os 30 melhores do mundo, mas chegar a esse resultado em tão pouco tempo é, sem dúvida, uma grande conquista para mim, minha equipe, para o ecossistema baianos, todas as empresas e instituições que apoiaram o evento, os mentores, palestrantes, jurados e, principalmente, os jovens da equipe Cafeína, que vão levar o nome da Bahia para o mundo através da ciência e empreendedorismo. Este resultado nacionalmente também impacta, pois São Paulo também teve uma equipe vencedora. No total são 6. O ecossistema nacional como um todo, foi impactado”.

A competição

Em 2019, além da Cafeína, participaram do Hackathon em Salvador mais 29 grupos, chegando a cerca de 200 competidores dos 520 inscritos na primeira etapa do evento. A meta inicial para 2020 era chegar a 500 pessoas disputando os primeiros lugares, “mas com a vitória mundial é possível que esse número dobre”, acredita Leka.

Na edição realizada em outubro do ano passado, as equipes receberam o suporte de 5 palestrantes, 20 mentores e cinco professores de inglês para interpretar os dados da Nasa disponibilizados para consulta durante a competição. A banca de jurados foi composta por 5 jurados, sendo 2 mulheres. O desafio internacional aconteceu em mais 26 cidades brasileiras, entre elas São José do Rio Preto (SP), Aracaju (SE), Belo Horizonte  (MG) – cujo o projeto recebeu menção honrosa nesta etapa final -, Brasília (DF), Curitiba (PR), Goiânia (GO), Fortaleza (CE), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

*Aratu On.

Continue Lendo

Bahia

Bahia poderá ter ventos de até 61 Km/h nesta semana, alerta Marinha


Ondas de 3 a 5 metros e ventos de até 61 Km/h (33 nós), em alto-mar, poderão atingir a Bahia entre esta quinta-feira e sábado (23 e 25/1). Conforme alerta da Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), isso se deve à formação de um ciclone subtropical, entre o norte do estado do Rio de Janeiro e o sul do Espírito Santo.

As cidades baianas afetadas serão Caravelas e Ilhéus, ambas no sul do estado.

A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor em seu site. Adicionalmente, as informações meteorológicas podem ser visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook e por meio do aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para download na internet, tanto para o sistema Android quanto para iOS, desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar (Rumar).
*Aratu On.

Continue Lendo

Mais Lidas