Connect with us

Esporte

Ex-presidente da Conmebol é banido pela Fifa por causa de suborno


O Comitê de Ética da Fifa informou nesta quinta-feira (12) o banimento do futebol de Juan Ángel Napout, ex-presidente da Associação Paraguaia de Futebol (APF, na sigla em espanhol), da Conmebol e vice-presidente da Fifa, acusado de suborno. Além disso, o ex-dirigente também foi multado em 913 mil euros (cerca de R$ 4,1 milhões).

“A investigação do Sr. Napout está relacionada a uma série de subornos durante o período entre 2012 e 2015, ligados às suas funções na concessão de direitos de televisão e marketing dos torneios CONMEBOL”, explicou a Fifa, em um comunicado oficial, no qual a entidade considerou que Napout “violou o artigo 27 (suborno) do Código de Ética da Fifa”.

Em agosto do ano passado, Napout foi condenado a nove anos de prisão após audiência de cinco horas em Nova York, nos Estados Unidos. A defesa do paraguaio pedia que ele fosse solto imediatamente, enquanto que a promotoria queria 20 anos de detenção.

O paraguaio Juan Ángel Napout foi preso por envolvimento no escândalo de corrupção no futebol mundial, conhecido como “FifaGate”, que também prendeu o brasileiro José Maria Marin, ex-presidente da CBF.

Napout, de 60 anos, tem “uma personalidade oculta, um lado oculto”, e “perpetuava a noção de que era uma boa pessoa ao mesmo tempo em que recebeu 3,3 milhões de dólares em propinas até ser preso e aceitou receber outros 20 milhões mais” em subornos, afirmou a juíza Pamela Chen ao anunciar a sentença na época.

Em dezembro de 2017, Napout foi declarado culpado por formação de uma organização criminosa e de fraude financeira na Copa América e na Copa Libertadores, após sete semanas de julgamento na corte federal do Brooklyn, em Nova York. (Correio)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Bahia perde para o Athlético-PR e estaciona na vice-lanterna da Série A


O Bahia jogou na noite de hoje (26) contra o Athlético-PR e perdeu por 1 a 0, com gol marcado no segundo tempo. A partida foi realizada na Arena da Baixada, em Curitiba, e foi válida pela 12ª rodada da Série A do Brasileirão. O gol foi marcado pelo meia Christian, após cruzamento na esquerda.

O Esquadrão ainda desperdiçou um pênalti marcado com assistência do árbitro de vídeo. Clayson cobrou e Santos defendeu.

O resultado mantém o tricolor na vice-lanterna da competição, com nove pontos conquistados em 11 jogos disputados. O tricolor tem um jogo a menos, que será disputado na quarta-feira (30), no Rio de Janeiro, contra o Botafogo. A partida está marcada para as 21h30. (Metro)

Continue Reading

Esporte

Ministério da Saúde aprova retorno de público a estádios no Brasileirão

Foto : Divulgação/CBF

Os jogos da Série A do Campeonato Brasileiro podem voltar a ter torcida nos estádios a partir de outubro. A medida foi aprovada pelo Ministério da Saúde, em estudo encaminhado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A informação é do jornal O Globo. 

Até 30% da capacidade total do estádio ficará disponível para o público. A permissão deve ser adotada para todos os clubes que disputam a primeira divisão. 

Cada município ou estado deverá adotar sua própria política sanitária e normas de prevenção ao coronavírus nos estádios. (Metro1)

Continue Reading

Esporte

CBF quer ouvir clubes para definir retorno das torcidas aos estádios


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) iniciou o contato com clubes do Brasil para definir um retorno do público aos estádios do país. Ainda não há uma data, mas a entidade tenta uma reunião com os dirigentes brasileiros com urgência. Segundo o colunista Danilo Lavieiri, do portal UOL, a entidade age para diminuir a insatisfação dos times com a possibilidade de volta de torcedores apenas em jogos no Maracanã.

Nesta semana, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e a Prefeitura do Rio anunciaram que o jogo do dia 4 de outubro entre Flamengo e Athletico já terá a venda de ingressos. Este será o primeiro teste com a volta dos torcedores aos estádios do Rio de Janeiro. 

Ontem (18), o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, foi o único que foi a público para se pronunciar contra a medida. Ainda segundo o colunista, também são contra o retorno do público apenas em uma cidade times como Palmeiras, Fluminense, Botafogo, Internacional, Grêmio, Atlético-MG, Ceará e Bahia. Eles defendem uma “isonomia” já que, de acordo com os dirigentes, haverá desequilíbrio técnico caso apenas alguns times tenham apoio do torcedor. Fonte: Metro1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook