Connect with us



Esporte

Ex-presidente da Conmebol é banido pela Fifa por causa de suborno


O Comitê de Ética da Fifa informou nesta quinta-feira (12) o banimento do futebol de Juan Ángel Napout, ex-presidente da Associação Paraguaia de Futebol (APF, na sigla em espanhol), da Conmebol e vice-presidente da Fifa, acusado de suborno. Além disso, o ex-dirigente também foi multado em 913 mil euros (cerca de R$ 4,1 milhões).

“A investigação do Sr. Napout está relacionada a uma série de subornos durante o período entre 2012 e 2015, ligados às suas funções na concessão de direitos de televisão e marketing dos torneios CONMEBOL”, explicou a Fifa, em um comunicado oficial, no qual a entidade considerou que Napout “violou o artigo 27 (suborno) do Código de Ética da Fifa”.

Em agosto do ano passado, Napout foi condenado a nove anos de prisão após audiência de cinco horas em Nova York, nos Estados Unidos. A defesa do paraguaio pedia que ele fosse solto imediatamente, enquanto que a promotoria queria 20 anos de detenção.

O paraguaio Juan Ángel Napout foi preso por envolvimento no escândalo de corrupção no futebol mundial, conhecido como “FifaGate”, que também prendeu o brasileiro José Maria Marin, ex-presidente da CBF.

Napout, de 60 anos, tem “uma personalidade oculta, um lado oculto”, e “perpetuava a noção de que era uma boa pessoa ao mesmo tempo em que recebeu 3,3 milhões de dólares em propinas até ser preso e aceitou receber outros 20 milhões mais” em subornos, afirmou a juíza Pamela Chen ao anunciar a sentença na época.

Em dezembro de 2017, Napout foi declarado culpado por formação de uma organização criminosa e de fraude financeira na Copa América e na Copa Libertadores, após sete semanas de julgamento na corte federal do Brooklyn, em Nova York. (Correio)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Japão terá futebol com público a partir de 11 de julho


A J1 League, campeonato nacional de futebol do Japão, anunciou hoje (29) que vai retomar a competição no dia 4 de julho para a primeira divisão e 27 de de junho para a segunda e terceira. O retorno já terá público nos estádios.

O novo calendário deve ser informado no dia 15 do próximo mês. No início, os times vão disputar apenas contra adversários geograficamente mais próximos, para que as viagens sejam mais curtas e o risco de infecção seja menor. 

Com relação ao público, os torcedores serão liberados para assistir as partidas a partir do dia 11 de julho. A entrada, no entanto, terá restrições: o limite será de, no máximo, cinco mil pessoas ou 50% da capacidade do estádio. A partir de agosto apenas a segunda medida será imposta. Fonte: Metro1

Continue Reading

Esporte

Conmebol planeja voltas da Libertadores e Sul-Americana em setembro e podem ir até 2021


A Conmebol está planejando os retornos das Copas Libertadores e Sul-Americana. De acordo com o secretário-geral adjunto de Futebol e diretor de Desenvolvimento da entidade, Gonzalo Belloso, a ideia é reiniciar as competições de clubes em setembro. Os dois torneios foram paralisados devido a pandemia do coronavírus.

“Estamos organizando reuniões com todos os governos. O futebol é uma indústria de tantas que estão sofrendo com a pandemia. O problema mais difícil que enfrentamos é a da migração das equipes e os aeroportos”, afirmou em entrevista à emissora argentina TyC Sports. “Queremos voltar em setembro a jogar as Copas. De pouco a pouco, vamos tratando de cumprir nosso papel e estamos escutando aos especialistas”, completou.

Gonzalo Belloso reforçou a posição do presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, que as duas competições serão definidas no campo e, se possível, mantendo o formato de disputa, com a mesma quantidade de partidas. Porém, o dirigente admitiu que elas poderão ser finalizadas em 2021.

“Se tiver que terminar ano que vem, que termine ano que vem. Não há nenhum problema terminar em janeiro”, disse. “Também temos que levar em consideração todos os calendários locais para que possam jogar os torneios locais em seus países. Trabalhamos paralelamente com os países para ver o que eles planejam”, destacou.

Suspensas desde meados de março, a Libertadores havia concluído a segunda rodada da fase de grupos. Já a Sul-Americana, foi interrompida antes de começar os confrontos da segunda fase. O Bahia se classificou ao eliminar o Nacional do Paraguai pelo placar agregado de 6 a 1 e aguardava o sorteio para conhecer seu próximo adversário. (BahiaNotícias)

Continue Reading

Esporte

Fifa promoverá jogo para levantar recursos para combater covid-19


A Fundação Fifa anunciou nesta segunda-feira, 18, que promoverá uma partida de futebol com o objetivo de arrecadar recursos para contribuir com a Access to covid-19 Tools Accelerator, iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) que tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento de novas tecnologias essenciais de saúde para combater o coronavírus (covid-19) através de diagnóstico, ações terapêuticas e vacinas.

“A Fundação Fifa se envolverá não apenas com a comunidade mundial de futebol, mas também com outras partes interessadas, de organizações não-governamentais a outras fundações e do setor privado a Governos, para garantir que esta iniciativa seja uma ajuda significativa para aqueles que estão na vanguarda da pesquisa do combate à covid-19”, disse o presidente-executivo da Fundação Fifa Mauricio Macri.

A entidade se comprometeu anunciar futuramente a data, o local, os participantes e o formato do evento. A Fundação Fifa foi fundada em 2018 e se apresenta como “independente com os objetivos de ajudar a promover mudanças sociais positivas em todo o mundo e aumentar o apoio à recuperação e reconstrução de infraestrutura esportiva danificada ou destruída em todo o planeta”.

O trabalho da organização é supervisionado pelo Conselho da Fifa, que é liderado pelo presidente Gianni Infantino. O mandatário explica que o jogo pode demorar a acontecer, levando em consideração a segurança sanitária: “Temos participado ativamente da conscientização por meio de várias outras campanhas, e a Fifa também contribuiu financeiramente para essa causa, mas agora nos comprometemos a organizar esse evento global de captação de recursos quando a situação de saúde permitir, mesmo que seja apenas em alguns meses”. (A Tarde)

Continue Reading