Conecte-se agora

Brasil

“Bandido virou mocinho”, diz presidente do Sindpoc após prisão de delegada e investigadores


O presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia, Eustácio Lopes, criticou nesta terça-feira (8/10) a prisão de três agentes que trabalham na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Salvador. A titular da unidade, Carla Ramos, também acabou presa. 

Lopes diz que os servidores foram denunciados na segunda-feira (7/10) pela funcionária de uma casa lotérica que estaria sendo investigada na DRFR por desvio de verbas. No mesmo dia em que a queixa foi protocolada, os quatro acabaram presos. “A Corregedoria, ao invés de apurar, representa pela prisão dos servidores de forma injusta e equivocada gerando danos morais aos policiais civis”.

A Polícia Civil se limita a informar que investiga “uma denúncia de excessos que teriam sido praticados por equipes da Delegacia”. A assessoria confirmou que mandados contra a titular da unidade e os investigadores Agnaldo Ferreira de Jesus, Carlos Antônio Santos da Cruz e Iraci Santos Leal foram cumpridos. O Sindpoc diz que Carlos e Iraci estavam de folga no momento da ocorrência.

Menos de 24h depois da ocorrência, todos foram liberados após um pedido na Justiça feito pelo Sindpoc. Os homens estavam na carceragem da Corregedoria da Polícia Civil, enquanto a delegada Carla Ramos ficou detida em uma sala do edifício-sede da Polícia Civil, no bairro da Piedade.

“O bandido agora virou mocinho e o mocinho virou bandido. O bandido para tentar impedir a investigação criminal, vai à Corregedoria e faz uma denúncia”, alfinetou Eustácio Lopes. Os próximos passos da investigação não foram informados, mas os investigadores e a titular da DRFR devem ser afastados dos cargos até a conclusão do inquérito. *Aratu On.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Contratado pela família, perito diz não haver sinais de tortura em corpo de miliciano


Contratado pela família de Adriano de Nóbrega, um perito particular informou que, a princípio, não há indícios externos de tortura no corpo do miliciano. Nóbrega era suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco, no Rio de Janeiro, e morreu em confronto com a polícia baiana em Esplanada no último dia 9 de fevereiro.

O corpo do miliciano passou por uma nova necropsia na tarde desta quinta-feira (20) no Instituto Médico Legal do Rio (IML). Em entrevista à GloboNews, o perito Talvane de Moraes contou que o exame durou cerca de quatro horas e meia e que a análise não é conclusiva. Ele coletou materiais que passarão por exames laboratoriais. Segundo o especialista, o corpo estava embalsamado, o que altera as condições do exame. Na última quarta (19), o IML do Rio de Janeiro informou à Justiça que o corpo já estava apodrecendo. 

Além do exame feito pelo perito particular, especialistas da Polícia Civil do Rio de Janeiro e do Ministério Público do estado também realizaram nova necropsia, a pedido do MP-BA. Até o momento, os órgãos não informaram se houve uma análise conclusiva.

Adriano de Nóbrega estava foragido há um ano. Após sua morte, políticos levantaram suspeitas sobre as circunstâncias da morte do miliciano.
*Bahia Notícias.

Continue Lendo

Brasil

SAC deixará de emitir carteira de trabalho a partir de março


Onze dos 13 postos da capital deixarão de emitir a carteira de trabalho. A nova regra é válida a partir de 3 de março, conforme determinação do governo federal. Continuarão oferecendo o serviço os postos dos shopping Bela Vista e Barra, mediante agendamento via SAC Digital.

Os postos poderão realizar a emissão da carteira de trabalho prioritariamente para casos excepcionais. Por exemplo, cidadãos que serão contratados por empresas que ainda não aderiram ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhista (eSocial), por organizações não-governamentais (ONGs) e por entes da administração estadual e municipal.

Para atender à demanda por novas carteiras de trabalho, os órgãos orientam o uso da CTPS Digital. A mudança está regulamenada pela Portaria Federal nº 1.065/2019. A CTPS Digital pode ser acessada via aplicativo, disponível nos sistemas Android e iOS, ou através do SAC Digital.

Os usuários podem ter acesso à CTPS Digital na plataforma de serviços do estado, onde serão direcionados para o site do Ministério da Economia para que criem um cadastro com seus dados pessoais, sobre vida laboral e previdenciária. Caso o usuário já tenha conta de acesso único, a consulta à CTPS Digital poderá ser feita mediante número de CPF e senha.

Quem possui a carteira de trabalho física pode guardar o documento, que continua sendo uma forma de comprovar o tempo de serviço em empresas e contratos anteriores. No entanto, o documento não tem mais validade como identificação civil. (Bahia.Ba)

Continue Lendo

Brasil

Bolsonaro autoriza uso das Forças Armadas para conter crise no Ceará


O presidente Jair Bolsonaro autorizou hoje (20), o emprego das Forças Armadas para tentar conter a crise na segurança pública do Ceará, em razão da greve de policiais e bombeiros militares.

O decreto é assinado por Bolsonaro, pelo ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e pelo General Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). A medida prevê que as Forças Armadas fiquem na cidade até o dia 28 de fevereiro.

A crise no estado piorou ontem (19), quando o senador Cid Gomes (PDT-CE) levou dois tiros ao tentar invadir, pilotando uma retroescavadeira, um quartel com policiais militares amotinados.

O senador levou um tiro na clavícula e outro no pulmão. O último boletim médico, divulgado pelo Hospital do Coração na manhã de hoje, afirma que Gomes recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que seu estado de saúde é estável. Fonte: Metro1

Continue Lendo

Mais Lidas