Conecte-se agora

Bahia

Menino de oito anos morre após ser picado por escorpião na BA; hospital não tinha soro


Coordenação da unidade comentou procedimento e explicou falta de soro

Um menino de oito anos morreu após ser picado por um escorpião, na zona rural da cidade de Presidente Tancredo Neves, no interior da Bahia, na noite de segunda-feira (15). Segundo denúncia, o hospital onde a criança foi atendida não possuía soro para tratar a picada.

“O menino [estava] gritando de dor e faleceu com parada cardíaca porque não tinha o soro de animais peçonhentos. A família está indignada, inconsolável. E isso está acontecendo sempre”, afirma a auxiliar de desenvolvimento infantil, Valdecir Farias, de 49 anos.

Conforme a coordenação do Hospital e Maternidade Luís Eduardo Magalhães, todo o procedimento foi realizado após a chegada do menino, que começou a apresentar manchas no corpo cerca quatro horas depois da internação.

Conforme a coordenação, a vítima foi medicada e estava consciente. No entanto, após apresentar piora, foi recomendado que o menino fosse levado para o Hospital Regional, mas os familiares informaram que iriam levar a criança por conta própria e não fariam uso da ambulância que havia sido disponibilizada. O menino, então, teria morrido após deixar a Maternidade.

A informação de que não havia soro antiofídico é falsa, conforme a coordenação. Foi informado que, na verdade, a unidade de saúde não dispõe de soro antiescorpiônico, que só é entregue para hospitais de maior porte. *Varela Notícias.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Manifestação cobra construção de retorno na BR-116 em Santo Estêvão


Moradores e trabalhadores  do entorno do Pau de Vela fecharam a BR 116 Sul na manhã desta terça-feira (12), em Santo Estêvão. Eles reivindicam a construção de um retorno e área de serviço para os trabalhadores. 

Após a obra de duplicação da rodovia, não foi construído retorno no local, nem disponibilizado área de serviço para os diversos trabalhadores que precisam do espaço. Todos os comerciantes do entorno no Pau de Vela fecharam as portas em sinal de apoio aos manifestantes.

A manifestação durou 2:30h e prometem realizar uma ainda maior caso não seja definida na planta da obra de duplicação, a construção dos itens solicitamos. “Da próxima iremos paralisar por tempo indeterminado caso não nos atendam”, disse um dos manifestantes. Fonte: Correiodacidade

Continue Lendo

Bahia

Homem se diz agenciador de atletas, cobra por contratos e famílias denunciam golpe na BA


Um homem que se apresentou como agenciador de atletas está sendo acusado de golpista, na cidade de Ibicaraí, no sul da Bahia. As denúncias foram feitas por familiares de garotos que sonham em ser jogador de futebol.

Segundo informações da TV Santa Cruz, o suspeito negociava os preços que cobraria para treinar os garotos por meio de áudios e vídeos nas redes sociais. Vítimas alegam ter perdido até R$ 600.

O suposto agenciador disse que iria levar os meninos para viagens, no entanto, um atraso na documentação por parte dele e dos atletas suspendeu o processo. Ele ainda alegou que irá devolver o dinheiro das famílias até segunda-feira (18). O caso é investigado pela delegacia da cidade. (Varela)

Continue Lendo

Bahia

Pobreza é maior entre mulheres negras que são mães solteiras na Bahia, diz IBGE


Na Bahia, a pobreza é maior entre as mulheres negras solteiras e com filhos menores de 14 anos de idade. O índice foi apontado nesta quarta-feira, 13, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou os resultados do estudo inédito ‘Desigualdades Sociais por Cor ou Raça’.

Segundo o órgão, em 2018, cerca 75,1% das mães solteiras pretas ou pardas e seus filhos tinham menos de R$ 413 por mês, vivendo abaixo da linha da pobreza no Estado. Isso reflete o número de 682 mil pessoas nestas condições, representando 1 em cada 10 pobres na Bahia.

O estudo divulgado pelo IBGE analisa, através da perspectiva de cor ou raça, temas contemplados no Programa de Atividades para a Implementação da Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024), aprovado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O programa tem com o objetivo a promoção do respeito, da proteção e do cumprimento de todos os direitos fundamentais desse segmento populacional.

Além do índicie de pobreza em as mulheres negras, dados sobre outros aspectos da desigualdade social entre negros e brancos também foram divulgados. (ATarde)

Continue Lendo

Mais Lidas