Conecte-se agora

Esporte

Daniel Alves critica Paris e seus moradores: ‘Eles são racistas para c*’


De volta ao Brasil após 17 anos jogando na Europa, o lateral-direito Daniel Alves comparou a cidade de São Paulo com Paris em entrevista à Revista GQ, para a edição deste mês de outubro. O jogador baiano, que foi contratado pelo São Paulo em agosto, criticou a capital francesa e seus moradores.

“Paris também é uma cidade estressante, não gosto muito”, declarou. “Se você for a Paris por uma semana, vai ser a viagem da vida. Mais que isso, já vai cansar. Nisso lembra um pouco São Paulo. Mas lá eles são racistas para c*. Muito mesmo. Comigo não faziam nada, até porque eu mandaria todo mundo tomar no c*, mas via com meus amigos”, completou.

Além de Paris, Daniel Alves morou em Turim quando jogava pela Juventus, mas boa parte da sua carreira no futebol europeu foi na Espanha. Ele chegou ao Velho Continente contratado pelo Sevilla junto ao Bahia em 2002. Depois, na temporada de 2008/2009 foi transferido ao Barcelona, onde ficou até 2016. Ele achou os espanhóis parecidos com os brasileiros. “O pessoal lá parece brasileiro, vive na rua, tem uma energia legal. São muito entrões, se der ousadia f*. Mas eu prefiro que as pessoas sejam assim do que o contrário”, falou.

O atleta baiano também da readaptação ao Brasil. “É um choque cultural bem interessante. Aqui tem muito convite. Pessoal parece que acumula energia pela falta de opções de natureza e chama para sair todo dia. Preciso lembrar os amigos que eu tenho jogo no dia seguinte”, falou.

Após disputar dois jogos amistosos com a Seleção Brasileira em Singapura, Daniel Alves deverá reforçar o São Paulo na partida contra o Cruzeiro. As duas equipes se enfrentam nesta quarta-feira (16), logo mais às 21h, no Mineirão, pela 26ª rodada do Brasileirão. *Bahia Notícias.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Senadores aprovam texto e bebidas alcoólicas poderão ser proibidas em estádios


A Comissão de Educação do Senado Federal aprovou parecer favorável para a proposta de uma punição dura para a oferta ou venda de bebida alcoólica em estádios de futebol. No texto, o Estatuto do Torcedor poderá punir duramente quem oferecer, armazenar, distribuir ouvender, caso o projeto de lei 3.788/2019, de autoria do senador Eduardo Girão (Podemos/CE), seja sancionado.

A pena aos infratores passaria a ser de dois a quatro anos de reclusão, mais multa e o impedimento de o condenado comparecer a qualquer evento esportivo, ou se deslocar pelas proximidades do estádio, em um prazo de dois a quatro anos. Este projeto também apresenta outras mudanças no Estatuto do Torcedor. No artigo sobre o crime de promover tumulto, praticar ou incitar a violência, a proposta sugere o aumento da pena de um a dois anos para um a três anos de reclusão, além da multa.

Caso o condenado estiver sob efeito de álcool ou outra substância psicoativa que leve a dependência, a pena poderá ser aumentada em um terço. Ao justificar o projeto, o senador Eduardo Girão, que já foi presidente do Fortaleza, afirmou entender que “essas medidas são primordiais para a contenção do crescente quadro de violência que hoje permeia o futebol brasileiro”.

“Brigas generalizadas, dentro e no entorno dos estádios, que colocam em risco a segurança dos torcedores e do espetáculo. Com essas medidas, espera-se que todo torcedor possa ter garantidas segurança e tranquilidade para frequentar os estádios de prática esportiva em todo o território nacional”, comentou o senador Plínio Valério (PSDB/AM), relator da proposta na Comissão de Educação do Senado Federal, reconhecendo que notícias sobre confrontos envolvendo pessoas alcoolizadas em eventos esportivos estão sendo cada vez mais frequentes no cenário nacional. 

O próximo passo do projeto de lei é ir para votação final na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal, o que ainda não tem data para ocorrer. *Aratu On.

Continue Lendo

Esporte

Vitória arranca empate em 2 a 2 com o CRB no Barradão


O Vitória recebeu na noite de hoje (12), no Barradão, a equipe do CRB-AL em busca de um resultado para afastar o risco de rebaixamento. O confronto foi válido pela 35ª rodada da Série B. Com gol marcado no início do jogo, o time visitante conseguiu assustar o Leão da Barra, mas o confronto terminou mesmo empatado em 2 a 2.

O primeiro gol do jogo foi marcado por Elton Arábia, ainda no primeiro tempo. O rubro-negro baiano chegou a empatar com Gedoz, mas teve a derrota confirmada com gol de Léo Ceará. O atleta pertence ao Vitória e era dúvida para a partida, mas teve a presença confirmada pela diretoria do CRB, o que revoltou o time baiano, que prometeu buscar as providências na Justiça. Restando 20 minutos para acabar o confronto, Carleto converteu um pênalti e igualou o marcador.

Com o resultado, o Leão segue na 13ª posição, com 42 pontos. Na rodada seguinte, o Vitória tem pela frente o América-MG, na sexta-feira (15), às 17h. A partida está marcada para a Arena Independência, em Belo Horizonte-MG. (M1)

Continue Lendo

Esporte

Brasil vence Itália e se classifica para semifinais da Copa do Mundo do Sub-17


A Seleção Brasileira de futebol masculino derrotou a Itália por 2 a 0 nas quartas-de-final da Copa do Mundo de Futebol do Sub-17, nesta segunda (11), no Estádio Olímpico de Goiânia.

Com o resultado, a seleção se classifica para as semifinais e enfrenta a França, na próxima quinta-feira (14). O Brasil está em busca o seu quarto título na competição. O adversário da seleção derrotou a Espanha por 6 a 1 em partida disputada também nesta segunda.

Os gols da partida foram marcados por Patryck e Peglow, aos 5 e 39 minutos do primeiro tempo, respectivamente. *Varela Notícias.

Continue Lendo

Mais Lidas