Conecte-se agora

Bahia

Camaçari: Gerente de farmácia é absolvida em ação que a responsabilizava por explosão


A gerente da farmácia Pague Menos que explodiu em Camaçari, em novembro de 2016, Maria Rita dos Santos Sampaio, foi absolvida da ação que a responsabilizava pelo incidente, que matou 10 pessoas e feriu outras 17.

A decisão foi tomada pelo Juiz Waldir Viana Ribeiro Junior, da Vara do Júri e Execuções Penais da Comarca de Camaçari, que entendeu que o fato aconteceu motivado por circunstâncias consequentes de uma decisão que não cabia à acusada, mas aos seus superiores hierárquicos, mesmo ela sendo omissa em relação ao risco iminente.

Isso porque, no período do aciente, intervenções no telhado e no sistema de ar-condicionado estavam sendo feitas sem que o atendimento na loja fosse interrompido. As obras realizadas, por envolverem o uso de solda e a presença de inflamáveis nas prateleiras, provocaram a explosão.

Na sentença a Corte ressaltou: “A cultura na empresa é de não fechar as lojas para serviços de reparos ou reforma, mantendo a continuidade dos negócios de varejo, ainda que em condições inapropriadas, ou mesmo com risco de dano às integridades físicas dos empregados e consumidores”.

Maria Rita foi acusada junto com outras quatro pessoas, Luciano Santos Silva, Rafael Fabrício Nascimento de Almeida, Augusto Alves Pereira e Erick Bezerra Chianca, mas teve seu caso desmembrado, sendo julgada separadamente. *Bahia Notícias.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Manchas de óleo aparecem novamente em três cidades do extremo sul da Bahia


Novas manchas de óleo retornaram às praias de Nova Viçosa, Mucuri e Prado, cidades do extremo sul da Bahia, nesta quinta-feira (14).

De acordo com a prefeitura de Prado, os fragmentos chegaram em grande quantidade na praia de Camuruxatiba. Não há informações dos pontos atingidos nas outras cidades.

A Secretaria do Meio Ambiente de Nova Viçosa afirmou que a chegada da substância dessa vez foi maior do que a quantidade que atingiu o município anteriormente. Ainda de acordo com o órgão, o retorno das manchas pode ter sido causado pela mudança climática, com a presença de ventos fortes.

As prefeituras das três cidades já iniciaram o processo de limpeza das praias atingidas. *Varela Notícias.

Continue Lendo

Bahia

Policiais baianos recebem R$ 40 milhões em prêmios por redução de mortes violentas

Foto: divulgação/SSP

Cerca de R$ 40 milhões estão sendo pagos, nesta quinta-feira (14), aos policiais militares, civis e técnicos que alcançaram redução de 6% das mortes violentas, na Bahia. O prêmio reconhece o esforço dos efetivos, no primeiro semestre de 2019, comparando com o mesmo período do ano passado.

Pela PM, cerca de 19,6 mil homens e mulheres foram contemplados, com valores mínimos entre R$ 619 e R$ 2,4 mil. Já os efetivos das polícias Civil e Técnica, que também alcançaram a meta, receberam premiações variando entre R$ 371 e R$ 2,4 mil.

No total, 25,3 mil policiais receberam o PDP, na Bahia. Desde a implantação, em 2013, aproximadamente 172 milhões de reais foram pagos, para cerca de 132,5 mil integrantes da PM, PC e DPT. *Varela Notícias.

Continue Lendo

Bahia

Porto Seguro: Baleia com óleo aparece morta; substância não é petróleo de praias

Foto: Divulgação / Projeto Baleia Jubarte

Uma baleia cachalote foi encontrada encalhada na localidade de Aldeia Velha, em Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, na noite desta quarta-feira (13). Uma equipe do Projeto Baleia Jubarte, que monitora baleias no litoral baiano, trabalha no desencalhe do animal na manhã desta quinta (14).

Segundo Hernani Ramos, médico veterinário do Projeto Baleia Jubarte, o óleo impregnado no corpo do animal não é a mesma substância que tem afetado praias do estado e do Nordeste. “A princípio, não tem relação nenhuma com o óleo que está chegando nas praias. O pessoal confunde. A baleia é oleosa e solta gordura”, explica Ramos.

A baleia encontrada em Aldeia Velha antes encalhou em um recife em Corumbau, no município de Prado, no extremo sul baiano. Hernani Ramos diz que a maré alta de lua cheia e o movimento das correntes marítimas fizeram o animal chegar até Aldeia Velha.

O Projeto Baleia Jubarte tem um telefone [73 9 8802 1874] para informações de casos de encalhes de animais como baleias e golfinhos. Em caso de os moradores se depararem com animais encalhados, a recomendação é de que ele não seja tocado sob risco de contaminação. O projeto também pede que os casos sejam relatados à própria entidade bem como às secretarias de Meio Ambiente ou prefeituras municipais. *Bahia Notícias.

Continue Lendo

Mais Lidas