Connect with us



Educação

Projeto de internet nas escolas públicas será ampliado para Enem digital


O Ministério da Educação (MEC), divulgou que pretende ampliar o projeto “Educação Conectada”, que leva internet as escolas públicas. A expectativa é que o projeto alcance mais de 24 mil escolas e mais de 11 milhões de estudantes em todo o Brasil.     

Escolas públicas estaduais e municipais deverão receber conexão de internet. Na rede municipal, são mais de 13 mil unidades de ensino, com mais de 5 milhões de estudantes. Já na rede estadual, básica o total é de 10 mil escolas com pouco mais de 6 milhões de alunos. 

Segundo o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, a medida vai ser tomada por causa das mudanças anunciadas para a aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) digital. O novo formato será lançado em 2020, em edição piloto. A previsão é que até 2026, o exame seja totalmente digitalizado. A operação terá investimento estimado em R$ 82,6 milhões.

Se você faz parte de uma escola pública, confira abaixo as regras para receber a conexão de internet. As instituições precisam ter:

Número de matrículas maior que 14 alunos;

No mínimo, três computadores para uso dos alunos;

No mínimo, um computador para uso administrativo;

Pelo menos uma sala de aula em funcionamento.

*Aratu On.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Covid-19: MEC suspende pagamento de parcelas do Fies


O Comitê Gestor do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) autorizou a suspensão das parcelas dos contratos de financiamento estudantil concedidos com recursos do Fies, que estejam na fase de utilização, carência ou amortização, durante o estado de calamidade pública em razão da pandemia de covid-19. A resolução foi publicada hoje (25) no Diário Oficial da União.

O estudante que tiver interesse em suspender as parcelas deverá se manifestar junto ao banco até 31 de dezembro. A suspensão vale para os contratos que estavam em dia antes da decretação do estado de calamidade pública, reconhecido em 20 de março, e será retroativa às parcelas que não foram pagas desde então.

Está permitida a suspensão de duas parcelas para os contratos em fase de utilização ou carência (referente aos juros trimestrais para contratos feitos até o 2º semestre de 2017) e de quatro parcelas para os contratos em fase de amortização, dos estudantes que já concluíram o curso. O governo federal poderá prorrogar esses prazos.

De acordo com a resolução, as parcelas suspensas serão incorporadas ao saldo devedor do contrato do estudante. (Metro1)

Continue Reading

Educação

Inscrições para o Enem terminam nesta sexta-feira


As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 terminam às 23h59 desta sexta-feira (22). As provas, entretanto, foram adiadas na quarta-feira (20) por 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto inicialmente no edital por determinação do Ministério da Educação.Ontem (21), segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo exame, mais de 4, 3 milhões de estudantes tinham feito a inscrição para participar desta edição do Enem.

Neste ano, o Inep também oferecerá o Enem Digital, porém, desde a semana passada, as 101,1 mil vagas ofertadas para a versão informatizada do exame já haviam se esgotado. A aplicação do Enem Digital será em laboratórios de informática, em diversas faculdades brasileiras, e o candidato receberá um cartão de confirmação da inscrição no exame, com o endereço da faculdade e o laboratório de informática onde fará a prova, sob supervisão de fiscais. (Correio)

Continue Reading

Brasil

ENEM: Secretaria da Educação alerta que as inscrições se encerram nesta sexta-feira (22)


A Secretaria da Educação do Estado alerta que as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) se encerram nesta sexta-feira (22) e podem ser realizadas através do site https://enem.inep.gov.br/participante/. O anúncio do adiamento é referente apenas às provas que aconteceriam em novembro.

A inscrição é gratuita para todos os estudantes da rede pública e o exame é a principal forma de acesso ao Ensino Superior, pois possibilita aos inscritos concorrerem a vagas em universidades pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU).  

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram, nesta quarta-feira (20), pelo adiamento da aplicação das provas do ENEM nas versões impressa e digital, que estavam marcadas para acontecer em novembro. A nova data, que não foi definida, será condicionada a uma enquete com os estudantes inscritos no ENEM 2020, previsto para o mês de junho. (Ascom)

Continue Reading