Conecte-se agora

Acidente

Batida entre ônibus de transporte de estudantes e caminhão deixa feridos na Bahia


Dois motoristas ficaram feridos durante uma batida frontal entre um ônibus que fazia o transporte de estudantes universitários e um caminhão, na BR-101, altura de Ibirapoã, cidade da região sul da Bahia, na noite de quinta-feira (7).

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a batida ocorreu no Km-908, por volta das 19h. Ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do acidente.

Informações preliminares apontam que a batida foi provocada durante uma passagem indevida feita pelo motorista do caminhão, que foi levado para o Hospital Regional de Teixeira de Freitas, com ferimentos graves após ficar preso às ferragens do veículo.

Já o condutor do ônibus foi atendido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Os estudantes, que moram em Ibirapoã e estavam a caminho da faculdade em Teixeira de Freitas, não tiveram ferimentos. (Fonte: G1-BA)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

Jornalista é vítima fatal de queda de avião em Maraú


A jornalista e relações públicas, Marcela Brandão Elias, foi a vítima fatal do acidente aéreo que ocorreu na última quinta-feira, 14, no município de Maraú (distante 270 km de Salvador). Ela ficou presa nas ferragens e morreu carbonizada. Seu corpo está no Departamento de Polícia técnica de Ilhéus e familiares aguardam o documento de sua arcada dentária chegar de São Paulo, onde residia, para que seja identificado oficialmente e liberado.

Os demais sete passageiros e dois tripulantes se feriram e tiveram partes dos corpos queimados. Os nove sobreviventes foram transferidos ainda na quinta-feira para Salvador, mas já tiveram a liberação dos médicos para serem transferidos para São Paulo, onde residem os familiares. Oito deles estão na ala de queimados do Hospital Geral do Estado (HGE) e uma pessoa segue no Hospital do Subúrbio.

Entre os acidentados, o garoto de seis anos, que perdeu a mãe no acidente, e o pai da criança, o empresário Eduardo Trajano Telles Elias, 38 anos. Ambos estão no HGE, assim como o piloto da aeronave, Aires Napoleão, 66, Marrie Cavelan, de 27 anos, Marcelo Constantino, 28 anos, Fernando Oliveira Silva, 26 anos e o piloto de Stock Car, Christiano Chiaradia Alcoba Rocha, mais conhecido como Tuka Rocha, de 36 anos.

Também está internado no HGE, Eduardo Mussi, irmão do deputado licenciado Guilherme Mussi. A mulher de Eduardo, Maysa Marques Mussi, 27 anos, é a única do grupo que até ontem permanecia internada no Hospital do Subúrbio.

O avião, que explodiu ao cair ao lado da pista de pouso, provocando um forte estrondo segundo moradores que presenciaram a cena, tinha decolado do Aeroporto de Jundiaí (SP) e foi alugado para levar os passageiros até o distrito de Barra Grande, onde participariam de uma celebração de casamento.

Investigação 

Sem data prevista para encerrar os trabalhos, uma equipe do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II), do Ministério da Aeronáutica, iniciou ontem, em Barra Grande, distrito de Maraú, 477 km de Salvador, as investigações para apontar as causas da queda e explosão de um avião bimotor, que ocorreu na tarde de quinta-feira.

A Seripa II faz parte do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), do Ministério da Aeronáutica. Em Barra Grande a equipe de especialistas passou o dia de ontem coletando dados, analisando partes do avião, fotografias e ouvindo testemunhas.

A investigação, conforme nota do Ministério da Aeronáutica, não objetiva apenas identificar causas e responsabilidades sobre este acidente. O trabalho da Cenipa visa também prevenir que outros desastres aconteçam. (ATarde)

Continue Lendo

Acidente

Identidade de vítimas do acidente de avião em Maraú é revelada pela polícia


A identidade do corpo carbonizado encontrado após a queda do jatinho no município de Maraú, no sul da Bahia. A informação foi divulgada pela Polícia Civil no início da noite desta quinta-feira (14/11). A vítima foi identificada como Marcela Brandão Elias, de 35 anos. A informação foi confimada ao Aratu On pela 72ª Companhia Independente da Polícia Militar (Cipm) de Itacaré.

O acidente também deixou outros nove feridos no total. Cinco vítimas foram levadas para o Hospital Geral do Estado (HGE). Entre elas, uma criança. Três dos feridos foram identificados como Fernando Oliveira Vieira Silva, de 26 anos, Mariê Cavalan, de 27 anos e Eduardo Mousse, de 33 anos. Eles estão internados no Centro de Tratamento de Queimados do hospital. (AratuOn)

Continue Lendo

Acidente

Avião que caiu em Maraú pertence a um dos homens mais ricos do Brasil, diz registro


O avião que caiu em uma pista de um resort em Maraú, a 360 km de Salvador, está registrado em nome de Juca Abdallah, um dos homens mais ricos do país, com fortuna estimada em US$ 3,1 bilhões. Seis pessoas sairam da aeronave com vida e uma morte foi confirmada pela Polícia Militar.

A Agência Nacional de Aviação (ANAC) confirma que a aeronave PT-LTJ, série 550-0225, é de posse de José João Abdallah Filho, mais conhecido como Juca Abdallah. O bilionário não gosta de dar entrevistas e criou o Banco Clássico, no qual é o único cliente para administrar a herança deixada por seu pai. 

Os dados da ANAC dizem ainda que a aeronave teve operação negada para táxi aéreo. Outros sites de aviação mostram que o modelo pode ser alugado pela empresa Global Taxi Aéreo. Conforme informado pela 72ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), o avião foi fretado por um empresário paulista do ramo da mineração.

Juca Abdallah está em Nova York. Ao Portal R7, ele informou que nem ele nem seus familiares estavam no avião. A polícia ainda não divulgou o nome das vítimas do acidente. *Aratu On.

Continue Lendo

Mais Lidas