Conecte-se agora

Saúde

Primeiro caso suspeito de intoxicação por óleo nas praias é registrado em Salvador


A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirmou na manhã desta terça-feira (12), o primeiro registro de um caso suspeito de intoxicação exógena, em Salvador.

De acordo com a SMS, uma mulher de 28 anos identificada como Tailane Santos, apresentou tontura, cefaleia, vômitos, mal-estar, dor de cabeça e vermelhidão em algumas partes do corpo após alegar ter tido contato com a substância, dando entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itapuã, na última quarta-feira (6).

Em nota o órgão falou sobre o caso. “A mesma foi medicada e mantida em observação, recebendo alta no mesmo dia após apresentar melhora no quadro clínico. O caso é acompanhado pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), da SMS, e diante do exposto, a pasta reforça a importância dos cuidados referentes ao contato com o óleo cru. Após qualquer reação, o recomendável é procurar uma unidade de saúde”, afirmou. *Varela Notícias.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SUS amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe


A partir de 2020, o Sistema Único de Saúde (SUS) passará a ofertar uma dose de reforço da vacina de febre amarela para crianças com 4 anos de idade. O Ministério da Saúde também ampliará, de forma gradativa, a vacinação contra febre amarela nos 1.101 municípios nordestinos que não faziam parte da área de recomendação de vacinação.

“Dessa forma, todo o país passa a contar com a vacina contra a febre amarela na rotina dos serviços. As novas diretrizes sobre as Campanhas Nacionais de Vacinação foram enviadas pela pasta aos estados e aos municípios em novembro deste ano para que estejam preparados para as ações do próximo ano”, destaca o ministério.

A pasta informou também que a campanha contra a gripe, realizada todos os anos entre abril e maio, contará com um novo público, os adultos de 55 a 59 anos. A medida tem por objetivo ampliar a vacinação dos grupos mais vulneráveis. “O público-alvo, portanto, representará aproximadamente 67,7 milhões de pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos prioritários para a vacinação, que já conta com crianças, gestantes, puérperas, povos indígenas, pessoas com doenças crônicas, trabalhadores de saúde, idosos, entre outros.”

Segundo o ministério, as datas para início das campanhas serão definidas pelos estados, a partir do plano de implantação elaborado individualmente por eles. “O Ministério da Saúde conta com estoque suficiente para atender à demanda, a partir da solicitação de quantitativo dos estados, responsáveis por fazer a distribuição das doses aos municípios.”

*Com informações do Ministério da Saúde

*A Tarde.

Continue Lendo

Saúde

SUS registra mais de 2,3 mil casos de câncer infantojuvenil na Bahia em seis anos


Em todo o Brasil, são pelo menos 20 novas ocorrências diariamente

O Sistema Único de Saúde (SUS) registrou, entre 2013 e este ano, 2.348 casos de câncer em crianças e jovens até 19 anos na Bahia. Os dados são do Ministério da Saúde. 

Como foram contabilizados apenas ocorrências do sistema público, a pasta destaca que o balanço é parcial e considera as estatísticas alarmantes. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, todos os dias pelo menos 20 novos casos de câncer infantojuvenil são diagnosticados no Brasil, com base também nos números do Ministério da Saúde.
*Metro1.

Continue Lendo

Saúde

Por dia, 20 crianças são diagnosticadas com câncer pelo SUS; BA soma 325 casos em 2019


A cada dia mais de 20 crianças e adolescentes com idades de zero a 19 anos são diagnosticadas com câncer pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A constatação foi feita pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), com base no Painel de Monitoramento do Tratamento Oncológico (Painel-Oncologia), do Ministério da Saúde.

A entidade aproveitou a informação para chamar a atenção para a necessidade do diagnóstico precoce da doença que mais mata nesta faixa etária. Ao analisar os dados a SBP identificou que mais de 41 mil crianças e adolescentes receberam resultados positivos de exames para identificar neoplasias entre 2013 e novembro deste ano.

Na Bahia nesse período foram diagnosticados 2.348 casos. Em 2019, somente entre janeiro e novembro o número foi de 325 casos. No país o total chegou aos 6.289 casos diagnosticados neste ano.

A presidente da Sociedade Brasileira de Pediatri, Luciana Rodrigues Silva, avalia que os números confirmam a importância da detecção do câncer em seus estágios iniciais. Ela ressalta que o diagnóstico cedo melhora as chances de cura, aumenta a possibilidade de sobrevida e impacta na qualidade de vida dos pacientes. “É importante valorizar as queixas das crianças e levá-las regularmente ao pediatra. Na maioria das vezes, elas sinalizam para doenças comuns da infância, mas em alguns casos pode ser uma condição mais séria”, argumentou.
*Bahia Notícias.

Continue Lendo

Mais Lidas