Conecte-se agora

Esporte

Vitória perde para o América-MG por 2 x 1


Fora de casa, o Vitória não conseguiu vencer o América-MG, nesta sexta-feira (15/11). O time da casa abriu o placar e o lateral rubro-negro Matheus Rocha até deixou tudo igual no Independência, mas, a equipe mineira marcou mais um e cravou o resultado: 2 x 1.

Com isso, o América entra no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, enquanto o Leão continua na 13ª colocação, com os mesmos 43 pontos. A próxima partida da equipe baiana é contra o Operário, na próxima terça-feira (19/11). (AratuOn)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Rússia é banida por doping e país está fora de competições esportivas por quatro anos


A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) decidiu nesta segunda-feira (9/12) excluir a Rússia de competições oficiais por quatro anos em consequência da falsificação de dados dos controles entregues à entidade. Com a punição, o país não disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, no Japão, e os Jogos de Inverno de Pequim-2022, na China, além de outros grandes eventos esportivos. A entidade deve incluir a Copa do Mundo.

Na última segunda-feira (2/12), o Comitê de Compliance da Wada, um dos principais painéis da entidade, sugeriu medidas drásticas contra o esporte russo, o que foi aprovado com unanimidade nesta segunda pelo Comitê Executivo, após uma reunião em Lausanne, na Suíça.

A informação foi divulgada nesta segunda (9/12). “A lista completa de recomendações (de sanções por parte do Comitê de Revisão de Conformidade) foi aprovada por unanimidade dos 12 membros do Comitê Executivo”, declarou o porta-voz James Fitzgerald aos jornalistas presentes na sede da Wada.

Atletas russos que provarem que não fizeram parte do esquema e que estão limpos em exames antidoping poderão competir individualmente sob a bandeira neutra, como aconteceu nos Jogos de Inverno de 2018, disputados em Pyeongchang, na Coreia do Sul. E também nos Jogos do Rio, no atletismo. A Rússia tem 21 dias para recorrer da decisão da Wada e o caso pode parar na Corte Arbitral de Esporte (CAS, na sigla em inglês).

A decisão da Wada poderá trazer fortes consequências para a Uefa e para a Fifa. Se não puder mais receber grandes eventos esportivos por um período de quatro anos, a Rússia não poderá mais receber jogos da Eurocopa do próximo ano, a ser realizada em diversas cidades espalhadas pelo continente, incluindo São Petersburgo. A mesma cidade já foi escolhida pela Uefa para receber a final da Liga dos Campeões em 2021. A Wada também vai explicar essa situação em breve.
*Aratu On.

Continue Lendo

Esporte

Bahia perde para o Fortaleza e termina o Brasileirão em 11º


Na tarde de hoje (8), o Bahia perdeu por 2×1 para o Fortaleza, no Castelão, e encerrou sua participação no Brasileirão 2019 com derrota. Os gols da partida foram marcados por Osvaldo e Tinga, para o Fortaleza, e Artur, para o Bahia.

A equipe cearense saiu na frente do placar com gol do atacante Osvaldo aos 12 minutos do 1º tempo. O Bahia conseguiu melhorar e empatou ainda na primeira etapa, gol de falta do atacante Artur.

No entanto, a lei do ex surgiu no Castelão. O lateral-direito Tinga, que já defendeu as cores do Bahia, recebeu passe de Gabriel Dias e deu números finais ao placar.

Com o resultado, o tricolor baiano ficou com 49 pontos e terminou a competição na segunda parte da tabela, no 11º lugar. O Esquadrão está garantido na Copa Sul-Americana 2020. (M1)

Continue Lendo

Esporte

Bahia fecha o Brasileirão 2019 com média de público de 26 mil pagantes


Com o jogo diante do Vasco na última quinta-feira (5), o Bahia encerrou a sua participação como mandante no Campeonato Brasileiro. Apesar dos últimos jogos em Salvador não animarem em termos de resultado, os tricolores têm o que comemorar: a massiva presença nas arquibancadas.

De acordo com números do site GloboEsporte.com, a média de público do Esquadrão de Aço foi de 26.338 pagantes, o que significa uma ocupação média de 55% da capacidade e a sexta maior presença da competição, sendo superada pelas torcidas de Palmeiras, São Paulo, Fortaleza, Corinthians e Flamengo.

A maior presença aconteceu no jogo contra o Flamengo, com 43.099 pessoas. Já a menor assistência foi no encontro com a Chapecoense, com o total de 16.836 torcedores.

O número desta temporada é o maior desde que o Esquadrão de Aço retornou para a Série A. Em 2018 a média fechou em 19.315, enquanto em 2017 foi de 21,540.
*Bahia Notícias.

Continue Lendo

Mais Lidas