Connect with us

Polícia

Suspeitas de matar criança são agredidas por outras detentas

As duas mulheres presas suspeitas de matar Davi Gustavo Marques de Souza, de 3 anos, no município de Nova Marilândia, a 261 km de Cuiabá, foram agredidas por outras detentas, na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, nesta sexta-feira (29).

A mãe da criança, Luana Marques Fernandes, de 25 anos, e a namorada dela, Fabíola Pinheiro Bracelar, de 22, foram presas na terça-feira (26), pelo crime de tortura qualificada e homicídio.

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), elas estão na ala destinada a reeducandas que cometeram crimes semelhantes, porém duas delas estavam mais alteradas e começaram a agredi-las.

Polícia investiga madrasta e mãe suspeitas por morte de criança

Durante a agressão, a equipe de agentes penitenciárias de plantão interveio.

As mulheres ficaram com hematomas no rosto e foram levadas para o registro de boletim de ocorrência, atendimento médico e realização de corpo delito.

Além disso, a direção da unidade já separou as duas detentas que iniciaram a agressão. (G1)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Moradores da Pituba registram tiroteio durante tentativa de roubo a carro forte em supermercado

Moradores da Pituba, um dos bairros nobres de Salvador, registraram um tiroteio ocorrido durante uma tentativa de assalto a um carro forte. O crime ocorreu em um supermercado, na tarde desta segunda-feira (2). A informação foi confirmada pela Polícia Militar.

Um morador, que não quis se identificar, conta que estava em casa quando ouviu os tiros e foi para a janela olhar a movimentação. “Eu vi o segurança atirando nos supostos bandidos”, relata.

“Ficamos assustados com a situação, porque é um bairro calmo, e vendo isso acontecer aqui, é assustador”, comenta.

Equipes da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foram acionados pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) para atender à tentativa de assalto.

No local, a guarnição constatou que houve troca de tiros entre os seguranças e os suspeitos. Até a última atualização desta matéria, não há informações sobre feridos.

A PM também informou que policiais militares realizam rondas na região para localizar e prender os suspeitos. Fonte: G1 Bahia

Continue Reading

Polícia

Professor de tênis é assassinado a tiros dentro de casa em Trancoso

Um professor de tênis foi morto a tiros nesta sexta-feira (30), no distrito turístico de Trancoso, em Porto Seguro, cidade do sul da Bahia. Carlos Naraci de Mesquita Serva tinha 35 anos e foi assassinado dentro da casa onde morava, de acordo com informações do BATV (Rede Bahia).

Segundo a Polícia Civil informou à emissora, dois homens chegaram ao imóvel de Serva e o chamaram para conversar. Em seguida, a dupla efetou os disparos.

Após o ataque, os criminosos conseguiram fugir. Ainda não há informações sobre autoria e motivação do crime. Fonte: Metro1

Continue Reading

Polícia

Homem procurado há 10 anos por matar mulher em Bom Jesus da Lapa é preso no Distrito Federal

Um homem, de 38 anos, que estava foragido da Justiça da Bahia há quase 10 anos, foi preso nesta quarta-feira (28) pela Polícia Militar do Distrito Federal.

O pintor Ademilton Melo da Silva, conhecido como “Niniu”, é suspeito de matar ex-companheira Luciléia de Souza Santos, em maio de 2012, em Bom Jesus da Lapa, na região oeste da Bahia.

Lucélia tinha 18 anos à época, e foi morta com oito facadas. Segundo a Polícia Militar, Ademilton foi encontrado na região do Varjão, após uma troca de informações entre o Centro de Inteligência da PM do DF e o da Bahia, onde o homem tinha um mandado de prisão em aberto, pelo assassinato da ex. Segundo Roberto Barbosa, irmão de Luciléia, a jovem foi morta após terminar o relacionamento.

“Ele falou para a irmã dele ligar pra minha e, quando ela chegou, ele estava escondido dentro de casa e deu as facadas nela”, contou Roberto. O irmão da vítima disse ainda que Ademilton era violento e já tinha ameaçado matar a moça. “Ele se mostrava uma pessoa fria e calculista que conversa sem olhar nos olhos”, contou. “Um dia antes de matar minha irmã ele me parou na rua pra pedir perdão. Fez tudo planejado”, diz Roberto ao G1. Fonte: Mídia Bahia

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas