Connect with us

Bahia

Funcionários da Transalvador retiraram mais de 400 multas do sistema, diz Ministério Público


A operação realizada na manhã desta segunda-feira (2/12) na sede da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) foi deflagrada para investigar 444 exclusões irregulares de multas do sistema da autarquia. A informação foi divulgada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). Segundo o MP, o prejuízo dado aos cofres públicos, que teria sido realizado por pelo menos um funcionário terceirizado, foi de R$ 84 mil. 

Nesta fase, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Especializada Criminal de Salvador. A Transalvador, que encaminhou ao Gaeco a notícia das fraudes, colaborou com a investigação. Por meio de nota, a autarquia informou que “tem interesse que os fatos sejam esclarecidos com brevidade e que possíveis autores sejam punidos da maneira devida”.

“Essa é uma conduta que além de prejudicar toda sociedade e o erário, também, causa riscos à vida e à saúde da população”, disse a representante do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) do MP-BA, Ana Emanuela Meira. 

Os mandados foram cumpridos no Vale dos Barris e em Narandiba, sendo apreendidos documentos, equipamentos eletrônicos, celulares, computadores, apontamentos e bens de valor associados às práticas criminosas. A operação contou, ainda, com o apoio técnico da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI) e suporte operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A ação é mais uma fase da Operação  “Freio de Arrumação’, que investiga  fraudes em carteiras nacionais de habilitação e infrações de trânsito. 
*Aratu On.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Fraudes no INSS: pelo menos 75 pessoas se beneficiaram de esquema fraudulento

Foto : Divulgação/ Polícia Federal

Um servidor que, segundo a Polícia Federal (PF), fraudava processos de aposentadoria desde 2017 no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Salvador, beneficiou pelo menos 75 pessoas com o esquema. Na manhã de hoje (23) a instituição deflagrou a Operação Contrasenha e cumpriu seis mandados de busca e apreensão na capital baiana e em Catu.

“São indivíduos que se beneficiaram nesse esquema criminoso, pagando valores para ter essa aposentadoria indevida e estudaremos caso a caso para saber a responsabilização que cada um terá, além disso, todos os envolvidos terão o benefício suspenso”, explicou o delegado da operação, Breno Freire, ao Bnews.

Os esquemas foram identificados através do sistema interno da previdência, a partir de uma suspeita do padrão de vida elevado do acusado, desproporcional ao que recebia em sua função. 

Ainda de acordo com o delegado, o servidor agia sozinho com o auxílio de “intermediários”, que seriam pessoas que passavam de “boca em boca”, esse tipo de esquema, fazendo com que crescesse a rede de “clientes” para o delito. “Um desses intermediários foi o alvo de busca e apreensão em Catu”, completou.  (Metro1)

Continue Reading

Bahia

Rui Costa descarta imediata volta às aulas na Bahia: ‘Morre uma sala de aula todo dia’


O governador da Bahia, Rui Costa, disse hoje (23) em entrevista que só irá autorizar a retomada das aulas quando o número diário de mortes diminuir. As aulas no estado estão suspensas desde março.

“Um patamar de 44 mortes, 40 mortes por dia é um alto. Se formos falar a linguagem de escola, é uma sala de aula morrendo todo dia. Hoje, morre uma sala de aula todos os dias”, disse o governador.

Rui afirmou ainda que as pessoas perderam referências de solidariedade com a vida humana, e disse não querer ser responsável pela morte de alunos e professores.

De acordo com o último levantamento da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), a Bahia tem 297.805 casos confirmados de Covid-19 em 417 municípios desde o início da pandemia, com número total de óbitos de 6.359. Só ontem, o estado registrou 1.809 casos (taxa de crescimento de +0,6%) e 46 óbitos pela doença. (Metro1)

Continue Reading

Bahia

Alerta na Bahia sobre sementes misteriosas


Algumas encomendas contendo sementes chegaram pelos Correios sem que o destinatário houvesse solicitado e as embalagens estão sendo tratadas como um mistério a ser desvendado em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul. Para afastar os riscos que ainda são imensuráveis, a ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia), autarquia responsável pela fiscalização do trânsito, armazenamento e comercialização de sementes, mudas e plantas, em parceria com a Superintendência Regional do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) alerta ao público sobre a importância do não aproveitamento das embalagens misteriosas, que não devem ser abertas ou jogadas no lixo, mas encaminhadas imediatamente aos órgãos competentes para passar por perícia.

As embalagens surgem com selos da China porém o governo daquele país nega qualquer envio. “Não há informações seguras da origem dos envelopes que podem estar trazendo sementes de plantas exóticas com o intuito de decorar os ambientes de forma promocional junto ou não com compras realizadas pela internet como se fossem brindes, descritas como jóias, mas, ao mesmo tempo, pode ser um grande perigo à saúde pública e à agricultura do nosso estado”, frisa o diretor-geral da ADAB, Maurício Bacelar.

O sinal vermelho está por todo o Brasil e a vigilância sobre os envelopes é crescente também na Bahia, como explica o superintendente federal da Agricultura, Paulo Emílio Torres. “Os órgãos de defesa agropecuária estão em alerta para evitar o trânsito e plantio inadequado de mudas que não são certificadas e que poderão provocar grandes estragos. Pedimos que a população esteja vigilante e se reporte à ADAB ou à superintendência do Ministério no estado para que, rapidamente, possamos iniciar a análise do conteúdo das embalagens, em laboratório seguro e conveniado conosco, em todo o país os pacotes estão sendo periciados”.

A investigação está em andamento, nos quatro estados onde foram entregues as encomendas. “Como tudo ainda é uma incógnita, a preocupação com os pacotes passa ainda pelo receio que possam trazer doenças ou devastar plantações inteiras. Algumas pragas podem ser introduzidas na Bahia e provocar grandes prejuízos com a destruição de árvores adultas, causando desmatamento e prejuízos econômicos com destruição de pomares e ampliando o número de desempregados”, reforça Maurício.

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook