Conecte-se agora

Política

Bolsonaro diz que Brasil não está ‘aumentando artificialmente o preço do dólar’


O presidente Jair Bolsonaro negou nesta quarta-feira (4) a possibilidade de o governo estar interferindo na cotação do dólar.

“Nós não queremos aqui aumentar artificialmente, não estamos aumentando artificialmente o preço do dólar”, afirmou Bolsonaro ao ser questionado sobre o tema por jornalistas na porta da residência oficial do Palácio da Alvorada.

Na segunda-feira (2), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que Brasil e Argentina “têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas”.

De acordo com ele, agricultores norte-americanos estariam sendo prejudicados, já que, com o real e o peso valendo menos em relação ao dólar, exportações de Brasil e Argentina ficam mais competitivas.

A declaração de Trump gerou avaliações no mercado financeiro de que o governo brasileiro poderia estar valorizando o dólar de forma artificial.

De acordo com Bolsonaro, um dos motivos da alta da moeda norte-americana nas últimas semanas é a guerra comercial entre EUA e China.

“O mundo está globalizado. A própria briga comercial entre Estados Unidos e China influencia o preço do dólar aqui”, disse o presidente.
*BNews.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Justiça

Lula e Dilma são absolvidos pela Justiça no processo sobre ‘quadrilhão do PT’


A Justiça absolveu os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, do delito de organização criminosa. Na decisão, o juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, também absolveu outras três pessoas ligadas ao partido.

O juiz avaliou a denúncia como “tentativa de criminalizar a atividade política”. E acrecentou que “a utilização distorcida da responsabilização penal, como no caso dos autos de imputação de organização criminosa sem os elementos do tipo objetivo e subjetivo, provoca efeitos nocivos à democracia, dentre elas a grave crise de credibilidade e de legitimação do poder político como um todo”.

Os ex-ministros Antonio Palocci, Guido Mantega e Edinho Silva também foram absolvidos. O magistrado ainda declarou que “A narrativa que encerra não permite concluir, sequer em tese, pela existência de uma associação de quatro ou mais pessoas estruturalmente ordenada, com divisão de tarefas, alguma forma de hierarquia e estabilidade.”

Por fim, o juiz concluiu que a denúncia feita “adota determinada suposição – a da instalação de ‘organização criminosa’ que perdurou até o final do mandato da ex-presidente Dilma Vana Rousseff – apresentando-a como sendo a ‘verdade dos fatos’, sequer se dando ao trabalho de apontar os elementos essenciais à caracterização do crime de organização criminosa”. (VarelaNotícias)

Continue Lendo

Política

Frota ganha prêmio de “maior arrependido de acreditar em Bolsonaro” e comemora na Câmara; assista


O deputado federal eleito por São Paulo, Alexandre Frota (PSD), aproveitou o pronunciamento de terça-feira (3/11) durante uma sessão do congresso nacional para agradecer a um prêmio. Ele foi eleito o “maior arrependidode ter acreditado em Bolsonaro” com 77% dos votos.

A votação foi feita pelo Twitter, pela página “Movimento Jair Me Arrependi”. Nomes como Lobão, Rachel Scherazade e Joice Hasselman também foram indicados.

Frota agradeceu à publicação afinetando o governo. “Agradeço aos Mavs Vagabundos e aos covardes  Milicianos Digitais pela expressiva votação”, disse na publicação.
*Aratu On.

CONFIRA O VÍDEO

Continue Lendo

Política

Bolsonaro descarta planos para Moro como vice em 2022: ‘Por enquanto estou casado com Mourão’


O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (4) que, por enquanto, não tem planos para formar uma chapa em 2022, para concorrer à reeleição, com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, como vice. 

“Por enquanto estou casado com Mourão (atual vice-presidente). Sou sem amante”, afirmou Bolsonaro, de acordo com o Estadão. 

Ainda assim, o presidente teceu elogios ao ex-juiz federal. “O Moro está indo bem para caramba também na parte política. Está aprendendo, está ficando um hábil político.”
*Metro1.

Continue Lendo

Mais Lidas