Connect with us



Mundo

Brasil pode perder direito a voto na ONU se não pagar R$ 530 milhões neste ano


O Brasil pode perder pela primeira vez o direito a voto na Organização das Nações Unidas (ONU) se não pagar à entidade ainda neste ano cerca de R$ 530 milhões pelo câmbio atual, segundo alerta da equipe técnica do Ministério da Economia. As informações são agência Reuters e foram divulgadas pela Folha de São Paulo.

O secretário de Assuntos Econômicos Internacionais, Erivaldo Gomes, chamou atenção, em documento interno, para a necessidade de pagamento à ONU, destacando que o Brasil é o segundo maior devedor da organização.

Autoridades da ONU confirmaram à agência Reuters que a conta total do Brasil é de cerca de 400 milhões de dólares, dos quais 143 milhões de dólares são devidos para este ano.

Sob as regras da ONU, se um país estiver em atraso em um valor igual ou superior às contribuições devidas nos dois anos anteriores, poderá perder seu voto na Assembleia Geral, a menos que mostre que sua incapacidade de pagar está além de seu controle.
*Metro1.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

EUA anunciam proibição de entrada de viajantes do Brasil


Os Estados Unidos anunciaram neste domingo (24) que irão barrar a entrada de pessoas vindas do Brasil por causa da pandemia de coronavírus, através de um decreto assinado pelo presidente Donald Trump.

Trump já havia cogitado tomar a medida há alguns dias, devido ao aumento do número de casos no Brasil, que ocupa o segundo lugar entre os países com mais pessoas contaminadas, atrás justamente dos EUA.

“Estamos considerando isso”, disse Trump a repórteres na Casa Branca, em 19 de maio. “Não quero que as pessoas venham aqui e infectem o nosso povo”, afirmou.

“Hoje o presidente tomou a ação decisiva para proteger nosso país, ao suspender a entrada de estrangeiros que estiveram no país durante um período de 14 dias antes de buscar a admissão nos Estados Unidos”, diz um comunicado da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany.

“A ação de hoje irá garantir que estrangeiros que estiveram no Brasil não se tornem uma fonte adicional de infecções em nosso país. Essas novas restrições não se aplicam aos voos comerciais entre os EUA e o Brasil”, acrescenta a nota.

A restrição não será aplicada a pessoas que residam nos Estados Unidos ou sejam casadas com um cidadão americano ou que tenha residência permanente no país, ou seja filho ou irmão destes, desde que tenha menos de 21 anos.

Membros de tripulações de companhias aéreas ou pessoas que ingressem no país a convite do governo dos EUA também estão isentas da proibição.

Fonte:G1.

Continue Reading

Mundo

Homem que já trabalhou com 11 presidentes dos EUA e aparece no livro de Obama morre com coronavírus


Morreu, vítima da Covid-19, o mordomo da aposentado da Casa Branca, Wilson Roosevelt Jerman, de 91 anos. A informação foi divulgada pela família por meio das redes sociais e lamentada por celebridades.

Jerman começou a trabalhar como empregado de limpeza quando Dwight Eisenhower (1953-1961) era presidente. Foi rapidamente promovido a mordomo na era Kennedy (1961-1963), e aposentou-se em 2012, durante o mandato de Barack Obama (2009-2017), após 55 anos de serviço.

Durante esse período, ele serviu 11 presidentes dos Estados Unidos. “Com a sua amabilidade e cuidado, Wilson Jerman ajudou a fazer da Casa Branca um lar durante décadas para várias primeiras famílias, incluindo a nossa”, disse a ex-primeira dama Michelle Obama. O ex-mordomo chegou a aparecer ao lado de Obama em uma fotografia do livro “Minha história”, da ex-primeira dama Michelle.

Hillary Clinton também transmitiu condolências à família, através do Twitter, elogiando a capacidade de Jerman de fazer as famílias de vários presidentes “sentirem-se em casa”.

O ex-presidente George W. Bush e Laura Bush prestaram tributo ao antigo mordomo, considerando-o “um homem adorável”. “Ele era a primeira pessoa que víamos de manhã quando saímos da residência e a última pessoa que víamos à noite quando regressamos”, escreveu o casal.

Os Estados Unidos já registraram quase 95 mil mortes provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Fonte: AratuOn.

Continue Reading

Mundo

Avião com mais de 100 pessoas a bordo cai em bairro residencial no Sul do Paquistão


Um avião da companhia Pakistan International Airlines (PIA) com cerca de 100 pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira (22/5) em Carachi, no Sul do Paquistão, anunciou a autoridade da aviação paquistanesa. 

Imagens transmitidas pela televisão pública do país mostram que a aeronave caiu em um bairro residencial da cidade, a mais populosa do Paquistão. “O avião caiu em Carachi. Estamos tentando confirmar o número de passageiros, mas, em princípio são 99 e oito tripulantes”, disse à AFP Abdul Sattar Khokhar, porta-voz da autoridade da aviação do Paquistão.

“As últimas palavras do piloto foram para informar que havia um problema técnico. Disseram a ele que tinha duas pistas disponíveis, mas o piloto indicou que queria dar a volta”, disse o ceo da companhia, Arshad Malik, em mensagem de vídeo divulgada após o acidente.

O voo tinha decolado de Lahore, a segunda maior cidade do país. O Airbus A320 teria 107 pessoas a bordo, de acordo com agência Reuters, 99 passageiros e 8 tripulantes.

O Exército paquistanês disse que as tropas paramilitares chegaram rapidamente ao local para prestar socorro e tentar resgatar os tripulantes. Fontes revelaram à Al Jazeera que há várias casas em chamas. O acidente ocorre poucos dias depois de o país ter retomado os voos comerciais, depois de terem sido interrompidos por causa da pandemia de covid-19. (AratuOn)

Continue Reading