Connect with us

Polícia

Polícia vai deixar de apresentar presos e divulgar suas fotos; nomes também não serão informados


A Secretaria da Segurança Pública da Bahia disse nesta sexta-feira (10/1) que vai deixar de apresentar e divulgar fotos e nomes de pessoas presas em qualquer situação. De acordo com a pasta, a determinação cumpre a Lei 13.869/19, chamada de “Abuso de Autoridade”. 

Nos casos de procurados pela Justiça com mandados de prisão, a SSP disse que vai manter a divulgação das imagens, já que atende a um “bem maior”, o direito constitucional do cidadão à segurança pública, sendo mantidas ferramentas como o Baralho do Crime, que apresenta a imagem dos procurados mais perigosos e conta com a ajuda da sociedade. 

A secretaria informou ainda que uma cartilha produzida pela Corregedoria da pasta estará disponível no portal da órgão, orientando policiais militares e civis sobre os pontos da nova lei, que entrou em vigor no dia 3 de janeiro. O texto é de autoria do senador Randolfe Rodrigues (REDE/AP) e foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele define uma série de regras para agentes públicos, a exemplo de policiais civis e militares. 
*Aratu On.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Quatro homens são mortos pela polícia em confronto em Salvador


Quatro homens foram mortos em uma troca de tiros com a policiais militares na Saramandaia no final da tarde da sexta-feira (7), informou neste sábado a Secretaria da Segurança Pública (SSP). O caso foi durante uma operação para desarticular um grupo criminoso que atua na região, contando com Operação Gêmeos, Rondesp Central, Graer e 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Pernambués).

Os PMs faziam a ação preventiva na região quando notaram 15 homens em atitude suspeita. O local foi cercado pelos policiais, mas na tentativa de abordagem o grupo começou a atirar contra os PMs, diz a SSP. Houve reação e troca de tiros.

Quatro dos suspeitos foram baleados e levados para o Hospital Geral Roberto Santos, mas não resistiram e morreram. Um suspeito foi preso e os demais conseguiram fugir.

Depois do tiroteio, Saramandaia teve policiamento reforçado. “O patrulhamento no bairro permanece intensificado, buscando capturar o restante da quadrilha”, diz o comandante do Policiamento na Risp Central, coronel Paulo Coutinho. (Correio)

Continue Reading

Polícia

Carga de 25 mil litros de cerveja escondida por madeirites é apreendida na BR 116

Foto: divulgação/PRF

Um caminhão com 25 mil litros de cerveja foi apreendido na noite de quarta-feira (5/8) durante uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Km 932 da BR 116, trecho do município de Encruzilhada, a 615 km de Salvador. A carga estava escondida atrás de placas de madeirite.

De acordo com o órgão, a carreta foi parada para fiscalização de rotina. O motorista de 46 anos apresentou os documentos de porte obrigatório e uma nota fiscal de gesso, mas os agentes desconfiaram e pediram para ver a carga. Durante a vistoria do compartimento, foram encontrados fardos da bebida.

O motorista confessou que o carregamento foi realizado em Aracaju e tinha como destino a cidade baiana de Rio Bonito. Ainda de acordo com a PRF, a mercadoria foi encaminhada para a Secretaria de Fazenda Estadual para os procedimentos administrativos, o que incluí pagamento do imposto sonegado. (Aratu On)

Continue Reading

Polícia

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios


A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (4) 12 mandados de busca e apreensão na segunda fase da operação Postal Off, que visa desarticular uma organização criminosa que subfaturava valores para a postagem de cartas comerciais. O esquema conta com a participação de sete funcionários dos Correios e de um empresário titular de agências franqueadas da estatal.

No esquema, cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento muito inferior ao devido, provocando prejuízos à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, que ajudou nas investigações da PF.

De acordo com a PF, o esquema criminoso causou um prejuízo ao patrimônio público estimado em R$ 94 milhões.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas cidades de São Paulo, Praia Grande e São Vicente, no estado de São Paulo, além do Rio de Janeiro, em residências de investigados e endereços dos Correios.

Também foram expedidos mandados de afastamento de funcionários dos Correios de suas funções e medidas cautelares que determinam aos investigados restrições ao direito de ir e vir, bem como o compromisso de comparecimento a todos os atos do inquérito policial e de eventual processo criminal.

Fonte: InformeBaiano.

Continue Reading