Connect with us

Polícia

Polícia acha droga avaliada em R$ 105 mil com rosto de Escobar dentro de carro apreendido


Sete quilos de pasta-base de cocaína foram encontrados pela Polícia Civil nesta segunda-feira (13/1). Um detelhe, porém, chamou a atenção dos investigadores: a fotografia do traficante colombiano Pablo Escobar estampava os pacotes. O criminoso se tornou conhecido mundialmente após serem lançados séries e livros contando a história dele. A droga estava escondida dentro do painel de um carro apreendido na última sexta-feira (10/1).

O veículo foi apreendido após denúncia em Salvador. O titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), Glauber Uchiyama, informou que inicialmente não foi encontrado objeto, mas o cheiro chamou atenção dos policiais. A droga foi farejada no compartimento interno do automóvel por uma cadela da Coordenação de Operação Especiais, em conjunto com outras unidades da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Ainda de acordo com o delegado, um quilo de pasta base de cocaína custa cerca de R$ 15 mil e pode render três quilos da droga. Já os sete quilos encontrados custam por volta de R$ 105 mil. Ele diz que a foto de Pablo Escobar nas embalagens pode indicar uma pista da origem do material. “Acreditamos que a droga seja de origem colombiana”, cogita. O material apreendido será enviado para perícia, onde será feito laudo técnico.

6ff141ef-c63d-4373-85e2-3d9e6f308af2

*Aratu On.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Carga de 25 mil litros de cerveja escondida por madeirites é apreendida na BR 116

Foto: divulgação/PRF

Um caminhão com 25 mil litros de cerveja foi apreendido na noite de quarta-feira (5/8) durante uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Km 932 da BR 116, trecho do município de Encruzilhada, a 615 km de Salvador. A carga estava escondida atrás de placas de madeirite.

De acordo com o órgão, a carreta foi parada para fiscalização de rotina. O motorista de 46 anos apresentou os documentos de porte obrigatório e uma nota fiscal de gesso, mas os agentes desconfiaram e pediram para ver a carga. Durante a vistoria do compartimento, foram encontrados fardos da bebida.

O motorista confessou que o carregamento foi realizado em Aracaju e tinha como destino a cidade baiana de Rio Bonito. Ainda de acordo com a PRF, a mercadoria foi encaminhada para a Secretaria de Fazenda Estadual para os procedimentos administrativos, o que incluí pagamento do imposto sonegado. (Aratu On)

Continue Reading

Polícia

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios


A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (4) 12 mandados de busca e apreensão na segunda fase da operação Postal Off, que visa desarticular uma organização criminosa que subfaturava valores para a postagem de cartas comerciais. O esquema conta com a participação de sete funcionários dos Correios e de um empresário titular de agências franqueadas da estatal.

No esquema, cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento muito inferior ao devido, provocando prejuízos à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, que ajudou nas investigações da PF.

De acordo com a PF, o esquema criminoso causou um prejuízo ao patrimônio público estimado em R$ 94 milhões.

Os mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nas cidades de São Paulo, Praia Grande e São Vicente, no estado de São Paulo, além do Rio de Janeiro, em residências de investigados e endereços dos Correios.

Também foram expedidos mandados de afastamento de funcionários dos Correios de suas funções e medidas cautelares que determinam aos investigados restrições ao direito de ir e vir, bem como o compromisso de comparecimento a todos os atos do inquérito policial e de eventual processo criminal.

Fonte: InformeBaiano.

Continue Reading

Polícia

Homens são flagrados com 30 mil comprimidos de Ivermectina na região de Itaberaba


Quase 30 mil comprimidos de Ivermectina foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal, na noite de quinta-feira (30), em frente a unidade policial da PRF, localizada no Km 230 da BR 242, em Itaberaba, na região da Chapada Diamantina. O flagrante ocorreu após os policiais darem ordem de parada a um Fiat/Doblo, com dois ocupantes. Durante a entrevista, os policiais constataram um certo nervosismo do motorista e do passageiro, o que os instigou a fazerem buscas minuciosas no interior do veículo, onde encontraram 7.320 caixas da medicação.

Após o flagrante, foi solicitada a documentação legal para o transporte, porém, o condutor entregou uma nota fiscal que continha dados divergentes do material transportado. No documento apresentado, o local de destino dos medicamentos seria a cidade de Natal (RN), contudo, o veículo seguia uma rota contrária.Outro fato observado que o número de lote e data de fabricação dos produtos apreendidos, não eram condizentes com o discriminado na nota fiscal. Diante dos fatos, os homens assinaram o Termo Circunstanciado de Ocorrência- TCO e vão responder por suas condutas perante o Juizado Especial Criminal (JECRIM). Todo o material apreendido será entregue a Vigilância Sanitária.

Aos policiais, os homens relataram que embarcaram a mercadoria na cidade de Barreiras, no oeste baiano, a pedido de um caminhoneiro e durante o percurso da viagem estavam realizando a venda fracionada do medicamento para farmácias da região. A procura pelo medicamento cresceu durante as últimas semanas em Salvador e não são raros os casos de farmácias que esgostaram os estoques. No entanto, na noite do último dia 23, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu que a venda da Ivermectina agora só irá ocorrer mediante prescrição médica e com a retenção da receita pela farmácia.

A decisão da Anvisa foi comentada pelo secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, no Twitter. Segundo o secretário, a medida é importante “porque tem pessoas usando para evitar o coronavírus, tomando toda semana. Casos de neurotoxidade estão sendo relatados”, escreveu o secretário no microblog.

Com a norma da Anvisa, que visa coibir a compra indiscriminada do remédio, a Ivermectina entra na lista de outros ‘queridinhos’ que as pessoas vêm adotando para prevenir ou tratar a covid-19 por conta própria, sob risco de agravarem quadros de saúde ou terem sequelas, e que já estão sendo vendidos somente mediante prescrição e retenção da receita, como a hidroxicloroquina, cloroquina e nitazoxanida (Annitta). Até antes da portaria da Anvisa ser publicada, o protocolo de venda não exigia receita.

Pela norma da Anvisa, cada prescrição de Ivermectina terá validade de 30 dias, a partir da data de emissão, e só poderá ser utilizada uma vez. A receita terá de ser em duas vias, uma para ficar retida na farmácia e uma com o paciente. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) na noite desta quinta-feira, 23. Fonte: Correio24horas.

Continue Reading