Conecte-se agora

Mundo

Outras 39 pessoas a bordo do navio em quarentena no Japão tem infecção do coronavírus confirmada


O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão afirmou hoje (12) que outras 39 pessoas a bordo de um navio de cruzeiro atracado no porto de Yokohama, nas proximidades de Tóquio, foram confirmadas como tendo sido infectadas pelo novo coronavírus.

O total atualizado de casos detectados a bordo do Diamond Princess já chega a 174.

Houve a confirmação de que um funcionário responsável por procedimentos de quarentena também foi infectado.

Segundo o ministério, testes para detecção de vírus em mais 53 pessoas tiveram resultado positivo para 29 passageiros e 10 tripulantes. Incluem-se aí dez japoneses e uma garota de 10 anos, a primeira paciente nessa faixa etária.

Funcionário é infectado
O Ministério da Saúde informou, também, que o funcionário responsável por procedimentos de quarentena encontrava-se a bordo do Diamond Princess nos dias 3 e 4 de fevereiro.

Ele trajava máscara protetora e luvas, e entrou nos quartos dos passageiros para recolher questionários e medir a temperatura corporal deles.

O funcionário passou a ter febre cinco dias depois e foi até uma instituição médica no dia seguinte, onde passou por testes para detecção do vírus.

Entre os casos no navio, quatro pessoas estão em estado grave. Duas delas encontram-se internadas em unidades de tratamento intensivo, e as outras duas utilizam respiradores artificiais.

*Varela Notícias.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Mulher sem sintomas infecta cinco parentes com coronavírus


Uma chinesa de 20 anos da província de Wuhan, epicentro da epidemia de coronavírus, viajou 675 quilômetros até Anyang, no norte do país, onde infectou cinco parentes sem jamais ter exibido os sintomas da doença, anunciaram cientistas chineses na sexta-feira, indicando novos sinais de que o vírus pode ser espalhar assintomaticamente.

O estudo sobre o caso foi publicado jornal da Associação Médica Americana, trazendo pistas sobre como o coronavírus vem se espalhando e indicando que pode ser difícil pará-lo.

– Cientistas têm se perguntado se a pessoa pode ter a infecção e não adoecer. A resposta, aparentemente, é sim, disse William Schaffner, especialista em doenças infecciosas no Centro Médico da Universidade Vanderbilt, que não participou do estudo.

A China relatou à Organização Mundial da Saúde (OMS) 75.567 casos do vírus, conhecido como COVID-19, incluindo 2.239 mortes. A doença já se espalhou por 26 países e territórios fora da China continental.

Pesquisadores relataram casos esporádicos de indivíduos sem sintomas espalhando o vírus. A diferença neste estudo é que ele oferece uma espécie de laboratório de testes, disse Schaffner.

– Essa paciente de Wuhan com vírus viajou para onde esse vírus não existe. Ela continuou assintomática e contaminou um grupo de parentes. E um grupo de cientistas aproveitou imediatamente a oportunidade e examinou todos – explicou o especialista. (O Globo)

Continue Lendo

Entretenimento

Bolsonaro é tema de carro alegórico na Alemanha


O carnaval da cidade Colônia, na Alemanha, traz o boneco de Jair Bolsonaro retratado em um carro alegórico. Bolsonaro é representado segurando a bandeira do Brasil atada a um palito de fósforo tamanho família e exibindo um largo sorriso, diante de árvores carbonizadas e sambistas seminuas e chamuscadas. Na segunda-feira (24), o ponto alto do desfile, tem o carro alegórico como destaque.

Essa não é a primeira vez que o presidente brasileiro é alvo do humor alemão. Em agosto, ele foi ridicularizado em horário nobre num programa humorístico transmitido pela principal rede de televisão pública da Alemanha, que criticou as políticas ambientais e agrícolas de Bolsonaro e chamou o presidente de o “boçal de Ipanema”.

O presidente russo, Vladimir Putin, seu colega chinês, Xi Jinping, o premiê britânico, Boris Johnson, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente dos EUA, Donald Trump também são atrações de carros alegóricos no Carnaval de Colônia em 2020. M1.

Continue Lendo

Mundo

Líbano confirma primeiro caso de Covid-19


O Líbano confirmou, hoje (21), o primeiro caso de Covid-19 no país. A paciente é uma mulher de 45 anos que chegou ao país em um avião vindo do Irã, onde quatro pessoas já morreram por causa da doença e 18 casos foram detectados. De acordo com a OMS, existem agora 1.152 casos confirmados em 26 países, sem contar a China.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse em coletiva hoje (21), estar preocupado com a propagação da doença. “Embora o número total de casos fora da China permaneça relativamente pequeno, estamos preocupados com o número de casos sem vínculo epidemiológico claro, como histórico de viagens à China ou contato com um caso confirmado”, declarou.

Ghebreyesus cobrou, mais uma vez, apoio para combater o novo coronavírus. “Apesar de estarmos pedindo à comunidade internacional que aja rapidamente,inclusive financeiramente, não é o que vemos”.

A Coreia do Sul registrou ontem (20) a primeira morte provocada por Covid-19, hoje (21) foram notificados mais 100 novos casos. “Entramos em uma fase de emergência”, disse o primeiro-ministro, Chung Se-kyun, em televisão nacional, segundo a Associated Press.
*Metro1.

Continue Lendo

Mais Lidas