Conecte-se agora

Polícia

Facebook fornece dados de contas ligadas a caso Marielle


Após ordem judicial, o Facebook forneceu às autoridades brasileiras dados cadastrais e registros de acesso de 79 contas que podem ser usadas nas investigações do assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes. A informação consta de uma decisão da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, ao analisar recurso da empresa contra decisão da Justiça que determinou quebra de sigilo de dados de 82 terminais telefônicos.

A quebra do sigilo foi feita dentro da apuração sobre o envolvimento de integrantes da organização criminosa conhecida como Escritório do Crime na execução de Marielle e Anderson. A Justiça fluminense determinou diligências que envolviam a entrega de dados privados de usuários do Facebook e Instagram, como o endereço do Protocolo de Internet (IP) empregado para logar as contas, e até o fornecimento das buscas que investigados realizaram nas duas plataformas. A investigação tramita sob sigilo.

O caso Marielle ganhou um novo capítulo no último domingo, após a morte do ex-policial militar Adriano Magalhães da Nóbrega, conhecido como capitão Adriano e apontado como chefe do Escritório do Crime, milícia investigada por organizar esquemas de grilagem na zona norte do Rio e por ligação com o assassinato de Marielle.

Pedido
Além dos dados dos perfis (nome, e-mail, data de nascimento, números de telefones celulares associados à conta, endereço de IP), a Justiça do Rio pediu acesso a todas as buscas realizadas pelos usuários nas plataformas Facebook e Instagram a partir de 1 de janeiro de 2018, sob pena de multa diária (que pode variar de R$ 100 mil até R$ 3 milhões). O Facebook recorreu.

No STJ, o processo foi originalmente encaminhado para o ministro Reynaldo Soares Fonseca, que decidiu enviá-lo para a ministra Laurita Vaz, que já é relatora do processo que discute a federalização das investigações. A decisão sobre a federalização caberá à Terceira Seção do STJ, em data ainda a ser marcada. A expectativa de integrantes do tribunal é que o debate ocorra depois do carnaval, mas um ministro afirma que as circunstâncias da morte do capitão Adriano ainda precisam ser esclarecidas.

O colegiado é formado pelos ministros que integram as duas turmas especializadas em matérias criminais. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM-BA diz que Kannário incitou foliões contra policiais: ‘Atitude irresponsável e criminosa’


O Comando-Geral da Polícia Militar divulgou nota em que reclama da atitude do cantor-político Igor Kannário. Nesta segunda-feira (24), durante desfile no Campo Grande, o artista afirmou que, se “algo” acontecesse com ele, “quem mandou me matar foi alguém da PM” .

Em nota, a PM-BA informou que “repudia as provocações e agressões feitas à tropa” por Kannário. “Além da atitude irresponsável e criminosa o também deputado federal incitou os foliões contra os policiais militares que faziam o policiamento do circuito Osmar”, ressaltou.

“É inaceitável que qualquer pessoa, ainda mais um parlamentar, tente comprometer a honra da instituição e de policiais militares que estão comprometidos e empenhados na defesa da sociedade baiana. Todas as medidas judiciais cabíveis que o caso requer serão adotadas”, acrescentou.   (BN)

Continue Lendo

Polícia

SSA: PM apreende 102 armas brancas com ambulantes no circuito Dodô


Patrulhas da Polícia Militar apreenderam, na madrugada desta terça-feira (25), 102 armas brancas com ambulantes, no circuito Dodô (Barra/Ondina). Facas, tesouras, garfos, martelo, entre outros itens proibidos estavam dentro de isopores e sacolas.

Os militares percorreram o treco entre o clube Espanhol e o hotel Othon. Materiais foram recolhidos e os ambulantes orientados sobre a proibição daqueles materiais nos circuitos do Carnaval.

“Temos uma concentração grande de ambulantes na Barra e em Ondina, muitos deles dormindo no local desde o Fuzuê e o Furdunço. Esses materiais irregulares poderiam ser utilizados em brigas com foliões ou até em desavenças com outros ambulantes por disputa de espaço”, disse o comandante de Operações da PM, coronel Humberto Sturaro. (BNews)

Continue Lendo

Polícia

Carnaval: policial de folga se envolve em briga, atira e fere três pessoas em SSA


A Polícia Civil investiga a ocorrência com três pessoas feridas por disparos de arma de fogo nas pernas. O caso aconteceu, na noite de segunda-feira (24), no circuito Osmar (Centro), na região do São Bento.


Câmeras da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) flagram a ação. “Informações preliminares indicam que um policial fora de serviço teria se envolvido em uma briga e efetuou os disparos. As vítimas foram atendidas em um posto médico no próprio circuito e depois encaminhadas para o HGE. Nenhuma corre risco de morte”, afirmou a SSP-BA. 

Fonte: Correio.

Continue Lendo

Mais Lidas