Connect with us



Brasil

Agência Brasileira de Inteligência alertou Bolsonaro sobre possibilidade de mais de 5 mil mortes por coronavírus


Um relatório da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), aponta que o novo coronavírus (Covid-19), poderá chegar a 207.435 casos no país e causar a morte de até 5.571 pessoas em uma projeção de duas semanas. As informações foram divulgadas no início da manhã desta quarta-feira (25/3), no site The Intercept Brasil.

De acordo com o portal, o relatório foi enviado ao presidente Jair Bolsonaro às 22h10 da última segunda-feira (23). Na noite da última terça-feira (24), em pronunciamento em rede nacional, Bolsonaro criticou governadores e prefeitos por fecharem escolas e o comércio para evitar a disseminação do vírus.

O número de mortes leva em conta os casos oficiais e mortes causadas pelo coronavírus nos países mais afetados pela pandemia, como China, Itália e Irã. A Abin projeta 71.735 casos e 2.062 mortes até 6 de abril, considerando a evolução do vírus na Alemanha e na França, países que adotaram  imediatamente medidas restritivas para enfrentar a crise.

As projeções da Abin são feitas diariamente a partir dos dados divulgados pelo Ministério da Saúde e podem variar de um dia para o outro. Segundo o site, o relatório anterior, do último domingo, (22/3,) projetava 8.621 mortes até 5 de abril, sendo este o pior cenário possível. 

O relatório analisou também dados de outros países, apontando que o avanço da pandemia foi freado e as vítimas começaram a diminuir após a adoção de medidas restritivas. “Coreia do Sul, Irã e China conseguiram mudar a direção da reta, provavelmente depois da adoção de medidas de contenção”, diz um trecho do documento. Fonte: AratuOn

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

‘Nós vamos continuar’, diz Mandetta após reunião com Bolsonaro


Após rumores de que podia ser demitido do Ministério da Saúde, Henrique Mandetta concedeu entrevista na noite de hoje (6) e, assim como disse o vice-presidente Hamilton Mourão, confirmou que continua na pasta.

“Hoje foi um dia que rendeu muito pouco no ministério. Gente limpando as gavetas, até as minhas gavetas. Nós vamos continuar para enfrentar o nosso inimigo – o coronavírus. Eu vou continuar porque médico não abandona paciente”, disse.

A coletiva foi após uma reunião que contou com outros ministros e com o presidente Jair Bolsonaro. De acordo com Mourão, a conversa foi para falar sobre os cenários futuros para flexibilizar o isolamento. (Metro1)

Continue Reading

Brasil

Crédito para folha de pagamentos já está disponível nos bancos


O Conselho Monetário Nacional (CMN) regulamentou nesta segunda-feira (6) programa de financiamento da folha de pagamento para pequenas e médias empresas. A deliberação foi feita em reunião extraordinária. Com isso, as empresas já podem pedir o empréstimo aos bancos.

A expectativa é de que cerca de 1,4 milhão de pequenas e médias empresas, que empregam 12,2 milhões de trabalhadores que ganham até dois salários mínimos, recebam cerca de R$ 40 bilhões de crédito com juros baixos para manter a folha de pagamento por dois meses, conforme reportagem da Agência Brasil.

O limite de financiamento é de dois salários mínimos. Ou seja, se o trabalhador ganha mais de dois salários mínimos, a empresa terá de complementar o salário. Ao contratar o crédito, a empresa assume o compromisso de não demitir o funcionário nesse período de dois meses.

A taxa de juros será de 3,75% ao ano (atual taxa Selic), com seis meses de carência e 36 meses para o pagamento.

A reportagem destaca que os recursos serão do Tesouro Nacional (85%) e das instituições financeiras participantes (15%). Em caso de inadimplência, as perdas serão absorvidas pelo Tesouro e pelos bancos participantes nessa mesma proporção. A União, por meio do Tesouro Nacional, aportará até R$ 34 bilhões no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que atuará como agente financeiro da União no programa. Fonte: Bahia Notícias

Continue Reading

Brasil

Sobe para 437 o número de casos de coronavírus na Bahia; 83 pessoas estão curadas


A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registrou 437 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) na tarde desta segunda-feira (6/4). Desse número, 2.511 casos foram descartados e houve dez óbitos, sendo oito em Salvador (cinco idosos do sexo masculino, uma idosa do sexo feminino, uma pessoa do sexo masculino de 55 anos e uma pessoa de 41 anos do sexo feminino), um óbito no município de Utinga (sexo masculino, 80 anos) e um no município de Itapetinga (sexo feminino, 28 anos). A letalidade foi de 2,28%.

Ao todo, 83 pessoas estão recuperadas e 46 encontram-se internadas, sendo 26 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 26,77% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 50 a 59 anos, indicando o maior risco de adoecer entre essa faixa etária.

Os casos confirmados estão distribuídos em 51 municípios do estado, com maior proporção em Salvador. Fonte: AratuOn

Continue Reading

Mais Lidas