Connect with us



Política

Brasileiro pula em esgoto e não acontece nada, diz Bolsonaro em alusão a infecção pelo coronavírus


O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (26), ao chegar à residência oficial do Palácio da Alvorada no fim da tarde, que o brasileiro precisa ser “estudado” porque é capaz de pular “no esgoto” sem que nada aconteça com ele.

A declaração foi dada em resposta a uma pergunta sobre a possibilidade de o Brasil chegar à situação dos Estados Unidos, que, após um mês, se tornou o país com mais casos da doença Covid-19 no mundo, com mais de 82 mil infectados e mais de mil mortos em razão do coronavírus.

De acordo com Bolsonaro, muitos brasileiros já foram infectados e adquiriram anticorpos, o que, afirmou, “ajuda a não proliferar isso daí”.

“Eu acho que não vai chegar a esse ponto [a situação dos Estados Unidos]. Até porque o brasileiro tem que ser estudado. Ele não pega nada. Você vê o cara pulando em esgoto ali, sai, mergulha, tá certo? E não acontece nada com ele. Eu acho até que muita gente já foi infectada no Brasil, há poucas semanas ou meses, e ele já tem anticorpos que ajuda a não proliferar isso daí”, afirmou.

O presidente também disse que o brasileiro “tem que aprender a cuidar dele mesmo”, ao ser perguntado se o governo estudava alguma medida para implementar o chamado “isolamento vertical”. Por essa medida, ficam recolhidos somente os que fazem parte de grupo de risco, como idosos e pessoas com doenças crônicas. A posição de Bolsonaro contraria recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“O próprio [ministro da Saúde, Luiz Henrique] Mandetta tá convencido disso. Mas a quarentena vertical tem que começar pela própria família. O brasileiro tem que aprender a cuidar dele mesmo, pô”, afirmou. Fonte: Metro1

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Coronavírus: ‘Não sei dizer em que momento podemos voltar com segurança’, afirma Rui


O governador Rui Costa (PT) disse hoje (14) que ainda não há uma previsão de quando a vida pode voltar à normalidade no estado, por conta da pandemia do novo coronavírus. Segundo o petista, o Estado faz um esforço de alongar o sistema de saúde para evitar o pior momento de atendimento aos doentes. Isso salva vidas, mas prolonga as restrições de convívio social. 

“Estamos projetando com a atual taxa de crescimento no estado na primeira semana de junho [o pico de saturação do sistema de saúde]. Por isso, estamos apertando as cidades com maior taxa para tentar alongar isso. Quanto mais alonga para salvar vidas, mais estende o prazo da restrição do convívio e fica pouco previsível. Não sei dizer em que momento podemos voltar com segurança”, afirmou, durante entrevista na Globo News. 

Rui afirmou ainda que o mercado de venda de insumos médicos está restrito e que “atravessadores” compraram todos os materiais já no início da pandemia. “O comportamento do mercado está muito ruim, muita gente especulando. Já vi pessoas falando na imprensa de que o mercado, o trade, os atravessadores, quando perceberam a crise, compraram toda produção mundial, não só da China. Conseguimos agora, depois do governo Alemão liberar a exportação, falar com uma fábrica, e ela disse que toda produção está vendida até dezembro desse ano”, relatou.

Presidente do Consórcio do Nordeste, Rui contou ainda sobre uma situação com uma empresa americana que foi contratada para trazer respiradores para a região. O material comprado na China ficou retido em Miami. “A empresa americana que traria do mercado chinês os respiradores. Passaria por Miami e viria para o Brasil. Ela então nos relatou que tinha decisão do governo americano de não repassar, por conta da falta de respiradores lá. Acionamos a embaixada e depois de alguns dias de polêmica, a empresa mudou de posição e disse que a decisão não foi pelo governo, mas pela sensibilidade com o povo americano. Entre mandar para os baianos, eles preferiram atender os americanos”, narrou.  (Metro1)

Continue Reading

Política

Em parceria com a Shell, Dal doa 1000 litros de álcool 70% à Hospital para combate ao Coronavírus


Na manhã desta Segunda-Feira, a Fundação Hospitalar da Mata Atlântica (FHMA), recebeu a doação de 1.000 litros de álcool  70%. A aquisição foi um pedido da Prefeitura de Camacã, ao Deputado Estadual Dal (PP), que por sua vez, conseguiu a colaboração com a multinacional Shell.

O Prefeito Oziel Bastos, o Vice Paulo do Gás e  José Valmiro (Representante do Conselho de Curadores da Fundação Hospitalar), acompanharam o desembarque do produto que aconteceu no Posto Primavera e logo em seguida, realizaram a entrega no Hospital.

O Prefeito Oziel Bastos, O representante do Conselho José Valmiro e o Vice-Prefeito Paulo do Gás recebendo o álcool 70%.

“Não temos medido esforços e buscado todas as possibilidades para minimizar o impacto da pandemia. Essa conquista é mais um resultado das nossas buscas. Somos gratos ao parceiro e Deputado Estadual Dal, pela importantíssima contribuição”, disse o Prefeito Oziel.

O Vice-Prefeito Paulo do Gás destacou que a doação e servirá a vários municípios. “É uma grande conquista no combate ao Covid-19, não só para nosso município como para toda a microrregião, pois a Fundação Hospitalar atente pacientes de várias cidades circunvizinhas. Obrigado ao nosso amigo e Deputado Estadual Dal, que levou a sério o nosso apelo e nos contemplou com um produto de tamanha importância nesse momento critico em que vivemos”.

Já o Deputado Estadual Dal, falou ao Folha do Cacau sobre a satisfação em poder contribuir para com a saúde e as ações no combate ao Covid-19 no município. “Meus amigos de Camacã, é uma satisfação muito grande em poder colaborar no combate ao Covid-19. Me sinto feliz em poder corresponder ao pedido do Prefeito Oziel e do Vice Paulo do Gás. Esses 1.000 litros de álcool é uma singela forma de demonstração do carinho que tenho por essa gente que me acolheu tão bem, tanto como deputado quanto como empresário. Camacã foi a primeira das vinte cidades que ajudaremos no combate à pandemia, mas quero deixar claro, que contribuiremos de muitas outras formas para a melhoria da cidade, assim que essa crise passar. Um forte abraço e contem sempre comigo”, disse o deputado e empresário Dal, que tem em Camacã o Posto Primavera, da Rede de Postos Dal.

Fonte: Folha do Cacau

Continue Reading

Política

Regina Duarte se irrita ao vivo na TV após críticas de Maitê Proença


A secretária especial da Cultura, Regina Duarte, encerrou uma entrevista à emissora CNN Brasil hoje (7) ao ser confrontada com críticas feitas pela atriz Maitê Proença.

“O que você ganha com isso? Quem é você que está desenterrando uma fala da Maitê [Proença] de dois meses atrás? Eu não quero ouvir, ela tem o meu telefone. Eu tinha tanta coisa para falar, vocês estão desenterrando mortos”, disse Regina.

A atriz ficou irritada quando a emissora mostrou um vídeo enviado hoje (7) por Maitê pedindo que a secretária desse soluções para a classe artística diante da pandemia de coronavírus.

Questionada sobre as mortes na ditadura pelo entrevistador, Regina minimizou.

“Cara, desculpa, na humanidade não para de morrer gente. Se você falar de vida do lado tem morte”, afirmou.

Questionada por ter se silenciado diante da morte de diversos artistas desde que assumiu a secretaria, em março deste ano, Regina também minimizou e disse que não queria fazer um “obituário” na pasta. (Metro1)

Continue Reading