Connect with us



Polícia

DJ baiano natural de Mutuípe é encontrado morto em São Paulo; parentes buscam esclarecer causas da morte


DJ e empresário baiano Luckas Wagg, de 28 anos, natural da cidade de Mutuípe no recôncavo baiano, foi encontrado morto dentro de uma piscina na tarde do último sábado (28), em uma casa localizada na cidade de São Carlos, no interior de São Paulo. A morte, segundo familiares, ainda é cercada de mistério. Segundo o Bocão News, a família acusa os quatro sócios – que estavam com o DJ em uma casa de luxo – de não informar o que aconteceu no dia. Luckas era o criador da revista de música eletrônica Phouse.

“Os sócios dele [Luckas] eram praticamente todos de São Paulo, eles estavam lá nesse lugar, a família não tem explicação se era a casa de algum deles, se a casa foi alugada, a gente não tem essa informação, mas ele estava lá com os sócios, isso a gente sabe, inclusive um dos que estava lá era o Bruno, e ele não atende nossas ligações. A gente ligou no dia do acontecido e ele não atendia e a gente precisa saber o que aconteceu de fato”, disse um primo do DJ ao BNews. 

Ainda de acordo com o familiar, parentes do Luckas que moram em São Paulo precisaram acionar a polícia para conseguir entrar no local onde o corpo foi encontrado. “Tem uma emissora de São Paulo que foi até o local onde ele foi morto, mas o pessoal não deixaram eles entrarem. A equipe e meus familiares foram até a delegacia e conseguiram um mandato pra poder fazer essa investigação aí no local. Porque eles não estão deixando entrar? É outra coisa estranha entendeu? Essa morte é estranha, a gente da família não consegue entender, não temos uma resposta concreta de como é que o Lucas foi morto, documentos dizem uma coisa e o corpo do Luckas condiz com outra. Nós temos conhecimento na área de saúde e sabemos que fazer uma necropsia ele a segue uma linha e não foi feito isso no corpo, não tinha sinais de afogamento como estava no papel, o corpo fica de determinada situação e não estava dessa forma isso nos leva a crer que não foi uma morte normal, foi uma morte estranha”, ressaltou.

Sem as devidas respostas, a família do DJ utilizou o perfil do músico no Instagram para cobrar esclarecimentos. “A família enlutada de Luckas Wagg, criador da @phousebr, pede esclarecimento sobre a morte do mesmo. Onde foi? Como foi? Quem socorreu? Qual foi o horário? Porquê o corpo foi reconhecido por alguém que não é da família? Porquê a demora em devolver todos os pertences dele? Porquê a mídia soube primeiro que a família? Cadê os sócios que não apareceram e não atende telefonemas, muito menos mensagens? NÓS QUEREMOS RESPOSTAS! COMPARTILHEM! VAMOS HONRAR O LEGADO DO NOSSO AMADO LUCKAS!”.

Ao programa Cidade Alerta da Record TV, familiares disseram que eles não acreditam em afogamento, pois a vítima sabia nadar. Ainda de acordo com esses familiares, no boletim de ocorrência o motivo da morte continua desconhecido.

O corpo de Luckas Wagg, 28 anos, foi sepultado no último domingo (31), no cemitério local de Mutuípe. Fonte: Voz da Bahia

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Fim de semana: boletim registra 15 homicídios em Salvador e RMS


Quinze pessoas foram mortas em Salvador e em cidades vizinhas, neste fim de semana. Além da capital, seis casos foram registrados pela polícia em Camaçari (2), Simões Filho (2), Vila de Abrante (1) e Vera Cruz (1), na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Os números são do boletim de ocorrências da Secretaria de Segurança Pública (SSP), referente a sábado, 23, e domingo, 24.

Todas as vítimas são do sexo masculino, com idades entre 18 e 39 anos. Os outros registros na capital baiana foram em São Cristóvão, Vila Canária, Barroquinha, Ceasa e Boca da Mata. As vítimas identificadas são: João Pedro Gonçalves dos Santos (São Cristóvão), Alder Mariano da Silva Santos (Vera Cruz), Lysandro Rosa Santos e Cleiton de Jesus dos Santos (Camaçari), Erick Santos de Jesus, Érico Santos de Jesus, Carlos de Jesus Santos e Valfredo Anunciação de Oliveira (Vila Canária), Igor Silva Santos (Ceasa), José Luis Santos (Boca da Mata), Leonardo Santos da França e Valnei Barbosa Junqueira (Simões Filho), além de Valdir Pereira dos Santos (Vila de Abrantes). Duas pessoas tiveram a identidade ignorada.

Os casos serão investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e delegacias territoriais. (Fonte: ATarde)

Continue Reading

Polícia

SSA: Apontados como líderes de facções, homens são soltos do Complexo da Mata Escura


Quatro homens apontados como lideres de facções foram soltos do Complexo da Mata Escura esta semana, em Salvador.

Segundo informações preliminares, os homens conhecidos como Boca Mole, Galo, Fofão ou FF, e Parma foram liberados por causa da pandemia de coronavírus.

A Justiça já liberou mais de 800 presos no Estado para diminuir a aglomeração nas unidades prisionais. (BNews)

Continue Reading

Polícia

Feira de Santana: Foragido da polícia é flagrado com R$ 2,5 mil em notas falsas


Um homem que estava sendo procurado pela polícia foi detido no Terminal Rodoviário de Feira de Santana, na quarta-feira (20). O foragido saiu da cidade de Serrinha, a cerca de 170 quilômetros de Salvador, para encontrar com um comparsa e fazer a entrega de R$ 2,5 mil em notas falsas.

Os policiais chegaram até o suspeito a partir de uma denúncia anônima. As cédulas estavam em um envelope transportado pelo suspeito.

Segundo informações da Polícia Militar, o homem tinha um mandado de prisão. Ele havia saído temporariamente do presídio na Páscoa, mas não retornou.

O criminoso já tinha passagem por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi encaminhado para a 1ª Delegacia Territorial (DT/ Sobradinho). (G1/BA)

Continue Reading