Connect with us



Brasil

Segunda parcela do auxílio terá saques liberados por dia; confira como será


A ordem de pagamentos continuará a ser feita de acordo com o mês de aniversário do trabalhador, mas em vez de dois meses em um dia, como foi na primeira parcela, cada dia de pagamento será reservado para um mês de nascimento, diminuindo o número de beneficiários liberados para o saque.

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta (7), o presidente da Caixa disse ainda que o pagamento da segunda parcela do benefício deve ocorrer de forma mais tranquila, já que, agora, há parceria da Caixa com prefeituras e mais de 50 bancos, o aplicativo Caixa Tem está mais eficiente, há 5.000 funcionários a mais para o atendimento, todas as agências estão abrindo às 8h e, principalmente, os trabalhadores já estão na base de dados do governo federal.

De acordo com a Caixa, mais de 96 milhões de pessoas pediram o auxílio emergencial. Destas, 50 milhões tiveram o benefício concedido e cerca de 12 milhões estão passando por nova análise.

Quem pediu uma nova análise precisa aguardar. Após a finalização do cadastro ou da contestação, os dados informados pelo trabalhador são analisados novamente pela Dataprev, empresa de dados do governo federal.

Caso o trabalhador tenha o direito reconhecido pela Dataprev, a Caixa é informada e faz a liberação dos recursos em até três dias úteis após o recebimento da informação pela Dataprev.

É possível acompanhar o pedido pelo aplicativo CAIXA Auxílio Emergencial, pelo telefone 111 e pelos sites auxilio.caixa.gov.br e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br

Leia também:
Governo adia novamente anúncio das datas de pagamento da segunda parcela

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Com recorde, Brasil tem 1.473 novas mortes nas últimas 24h


O Brasil chegou a marca de 34.021 mortes provocadas pela Covid-19 nesta quinta-feira (4). Pelo terceiro dia o Brasil teve um recorde, nas últimas 24 horas houve um aumento de 1.473 mortes em razão da doença, de acordo com o boletim informativo divulgado pelo ministério da saúde.

Em relação ao total de casos, o Brasil atingiu 614.941 casos confirmados da doença em todo o país, com um aumento de 30.925? novos casos nas últimas 24 horas. (BahiaNotícias)

Veja:

Continue Reading

Brasil

Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial


O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira (4/6), durante live nas redes sociais que já definiu com o ministro Paulo Guedes o pagamento adicional de duas parcelas do auxílio emergencial.

Ontem, o presidente falou que havia possibilidades de estender as parcelas. No entanto, Bolsonaro não informou o valor do benefício, que deverá ser menor do que os R$ 600 já pagos, entre R$ 200 e R$ 300. 
“Vai ter, também acertado com o Paulo Guedes, a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial. Vai ser menor do que os R$ 600, para ir aí partindo exatamente para um fim. Porque cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões. É mais do que os 13 meses do Bolsa Família. O Estado não aguenta isso aí. O Estado, não, o contribuinte brasileiro não aguenta isso aí”, apontou.

Bolsonaro ainda falou de uma surpresa no Bolsa Família, mas não adiantou o assunto. “Acho que o pessoal do Bolsa Família vai ter uma boa surpresa, não vai demorar, não. São pessoas que necessitam desse auxílio que parece que está um pouquinho baixo isso aí. Então, se Deus quiser, a gente vai ter uma novidade no tocante a isso aí’, concluiu. (correiobraziliense)

Continue Reading

Brasil

Brasil passa a Itália e se torna 3º país com mais vítimas do coronavírus


Veja os dados sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (4), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde. Foram registradas 33.884 mortes provocadas pela Covid-19 e 612.862 casos confirmados da doença em todo o país.

Além de passar a marca de 600 mil infectados, o Brasil ultrapassou o número de óbitos da Itália por Covid-19. Nesta quinta, a Itália aparece com 33.689 mortos no balanço global da universidade Johns Hopkins. Somos agora o terceiro país com mais vítimas pela doença, atrás apenas de EUA e Reino Unido.

O balanço do Ministério da Saúde na quarta-feira (3) registrou 1.349 novos óbitos, número recorde de vítimas anotadas em um dia, totalizando 32.548 mortos e 584.016 casos. Assim como na quarta, a pasta anunciou nesta quinta que seu boletim diário nacional só será divulgado às 22h.

No Brasil, o coronavírus já chegou a 72% das cidades brasileiras e já matou em 30% delas. Há um mês, a pandemia tinha alcançado 40% dos municípios, e 13,4% deles tinham confirmado mortes pela Covid-19. Consulte o número de casos e mortes em sua cidade no Mapa do Coronavírus.

Das 20 cidades com maior mortalidade no Brasil, 12 estão no Amazonas e só três fora da Região Norte. No ranking, aparecem cinco capitais, nesta ordem: Belém (3°), Fortaleza (6°), Recife (10°), Manaus (12°) e Rio de Janeiro (16°).

Taxa de ocupação de leitos de UTI

  • Acre – 78,2% em todo o estado em 1º/6
  • Alagoas – 78% em todo o estado 1º/6
  • Amapá – 98,84% em todo o estado em 3/6
  • Amazonas – 71% em todo o estado em 2/6
  • Bahia – 69% em todo o estado em 3/6
  • Ceará – 82,72% em todo o estado em 4/6
  • Distrito Federal – 69,5% na rede privada e 42,24% na rede pública em 29/5
  • Espírito Santo – 82,44% em todo o estado em 2/6
  • Goiás – 46,6% dos leitos de gestão estadual, em todo o estado em 3/6
  • Maranhão –96,25% na Grande São Luís, 80,85% no interior e 85,2% em Imperatriz em 2/6
  • Mato Grosso – 17,9% em todo o estado em 4/6
  • Mato Grosso do Sul – 7% em todo o estado em 4/6
  • Minas Gerais – 71% em todo o estado em 3/6
  • Pará – 79% em todo o estado em 3/6
  • Paraíba – 69% em todo o estado em 3/6
  • Paraná – 45% em todo o estado em 3/6
  • Pernambuco – 98% em todo o estado em 3/6
  • Piauí – 61% em todo o estado em 24/5
  • Rio de Janeiro – 86% em todo o estado em 24/5
  • Rio Grande do Norte – 89% em 3/6
  • Rio Grande do Sul – 73% em todo o estado em 3/6
  • Rondônia – 77,9% em todo o estado em 3/6
  • Santa Catarina – 61,7% do sistema público em todo o estado em 3/6
  • São Paulo – 72,3% em todo o estado em 3/6
  • Sergipe – 56,7% do sistema público em todo o estado em 2/6
  • Tocantins – 60% dos leitos ocupados em 3/6
  • Roraima não divulgou a lotação dos leitos de UTI do estado.

Testes feitos pelos estados

Número de testes de coronavírus feitos pelos estados

EstadoNº de testesData de divulgação
Acre14.9153/6
Alagoas18.0481º/6
Amapá212413/6
Amazonas6.18327/4
Bahia39.94921/5
Ceará137.4344/6
Distrito Federal141.34429/5
Espírito Santo52.7013/6
Goiás12.92529/5
Maranhão66.7173/6
Mato Grosso8.2533/6
Mato Grosso do Sul11.7134/6
Minas Gerais23.4614/6
Pará54.3113/6
Paraíba53.0893/6
Paraná26.06325/5
Pernambuco50.39228/5
Piauí43.1093/6
Rio Grande do Norte25.1303/6
Rio Grande do Sul12.50826/5
Rondônia18.8913/6
Roraima71823/4
Santa Catarina32.0003/6
São Paulo87.46327/5
Sergipe20.7022/6
Tocantins7.09525/5
Total986.365

Fonte: secretarias estaduais de Saúde

Rio de Janeiro não divulgou o número de testes.

Pacientes recuperados

Pacientes recuperados de Covid-19 nos estados

EstadosNº de pacientes recuperadosData de divulgação
Acre3.0123/6
Alagoas7.3393/6
Amapá4.8593/6
Amazonas34.5832/6
Bahia7.8233/6
Ceará39.2634/6
Distrito Federal5.9822/6
Espírito Santo8.7983/6
Goiás73826/5
Maranhão14.0143/6
Mato Grosso9293/6
Mato Grosso do Sul8724/6
Minas Gerais5.6064/6
Pará35.9694/6
Paraíba3.1753/6
Paraná2.0972/6
Pernambuco10.10227/5
Piauí45629/5
Rio de Janeiro41.8382/6
Rio Grande do Norte1.8243/6
Rio Grande do Sul7.8973/6
Rondônia2.6003/6
Roraima1.2304/6
Santa Catarina6.1643/6
São Paulo23.0003/6
Sergipe2.9992/6
Tocantins1.8284/6
Total274.997

Fonte: secretarias estaduais de Saúde

Continue Reading