Connect with us

Política

Em parceria com a Shell, Dal doa 1000 litros de álcool 70% à Hospital para combate ao Coronavírus


Na manhã desta Segunda-Feira, a Fundação Hospitalar da Mata Atlântica (FHMA), recebeu a doação de 1.000 litros de álcool  70%. A aquisição foi um pedido da Prefeitura de Camacã, ao Deputado Estadual Dal (PP), que por sua vez, conseguiu a colaboração com a multinacional Shell.

O Prefeito Oziel Bastos, o Vice Paulo do Gás e  José Valmiro (Representante do Conselho de Curadores da Fundação Hospitalar), acompanharam o desembarque do produto que aconteceu no Posto Primavera e logo em seguida, realizaram a entrega no Hospital.

O Prefeito Oziel Bastos, O representante do Conselho José Valmiro e o Vice-Prefeito Paulo do Gás recebendo o álcool 70%.

“Não temos medido esforços e buscado todas as possibilidades para minimizar o impacto da pandemia. Essa conquista é mais um resultado das nossas buscas. Somos gratos ao parceiro e Deputado Estadual Dal, pela importantíssima contribuição”, disse o Prefeito Oziel.

O Vice-Prefeito Paulo do Gás destacou que a doação e servirá a vários municípios. “É uma grande conquista no combate ao Covid-19, não só para nosso município como para toda a microrregião, pois a Fundação Hospitalar atente pacientes de várias cidades circunvizinhas. Obrigado ao nosso amigo e Deputado Estadual Dal, que levou a sério o nosso apelo e nos contemplou com um produto de tamanha importância nesse momento critico em que vivemos”.

Já o Deputado Estadual Dal, falou ao Folha do Cacau sobre a satisfação em poder contribuir para com a saúde e as ações no combate ao Covid-19 no município. “Meus amigos de Camacã, é uma satisfação muito grande em poder colaborar no combate ao Covid-19. Me sinto feliz em poder corresponder ao pedido do Prefeito Oziel e do Vice Paulo do Gás. Esses 1.000 litros de álcool é uma singela forma de demonstração do carinho que tenho por essa gente que me acolheu tão bem, tanto como deputado quanto como empresário. Camacã foi a primeira das vinte cidades que ajudaremos no combate à pandemia, mas quero deixar claro, que contribuiremos de muitas outras formas para a melhoria da cidade, assim que essa crise passar. Um forte abraço e contem sempre comigo”, disse o deputado e empresário Dal, que tem em Camacã o Posto Primavera, da Rede de Postos Dal.

Fonte: Folha do Cacau

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Polícia encontra caderno de mulher de Queiroz com contatos de Bolsonaro e Flávio


Ao pedir a prisão preventiva de Fabrício Queiroz, o Ministério Público do Rio citou três contatos que, anotados à mão numa caderneta, poderiam ajudar a família quando o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) fosse detido. No entanto, o material apreendido com a mulher dele em dezembro do ano passado não se limita a isso. A informação foi publicada pelo jornal Estad. de S. Paulo. Márcia Oliveira de Aguiar tinha uma agenda com números de celulares atribuídos ao presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), ao próprio Flávio, à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Outras pessoas ligadas à família também apareciam nas anotações. Investigadores apontam ainda que, em outras páginas, há contatos e anotações sobre policiais, pessoas envolvidas com a milícia e políticos do Rio de Janeiro. Um desses contatos estaria guardando uma pistola Glock para Queiroz enquanto o ex-assessor se escondia em São Paulo, segundo a anotação de Márcia. O ex-assessor foi preso no mês passado em Atibaia, interior de São Paulo, na casa de Frederick Wassef, então advogado de Flávio no caso das rachadinhas na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Márcia é considerada foragida desde então.

No pedido de prisão preventiva, a Promotoria mencionou apenas três nomes que poderiam favorecer Queiroz caso ele fosse levado para o Batalhão Especial Prisional (BEP), vinculado à Polícia Militar. Mas, no material bruto, outros contatos figuram com comentários que também indicam orientações do marido enquanto estava escondido. Outros – como os telefones atribuídos a Bolsonaro, Flávio e Michelle – não vêm acompanhados de anotações específicas e aparecem apenas com nome e número.

Ainda de acordo com a publicação, a família presidencial compõe parte significativa dos papéis. Numa mesma folha, dois números de Jair e um de Michelle aparecem juntos; noutra, um celular de Flávio e um de sua mulher, Fernanda. Há ainda o contato de Max Guilherme Machado de Moura, ex-segurança e hoje assessor especial do presidente, além do sócio de Flávio na loja de chocolate investigada por suposta lavagem de dinheiro, Alexandre Santini.

Bolsonaro não é – e nem poderia ser, por causa do foro especial – investigado pelo Ministério Público do Rio. Também não há indícios, nas conversas mantidas por Márcia no período em que ela a família passaram a ser investigados, de que tenha havido alguma troca de mensagem entre a mulher de Queiroz e o presidente e seus parentes. (Metro1)

Continue Reading

Política

Congresso promulga emenda que adia eleições municipais para novembro


A Emenda Constitucional 107, que adia as eleições municipais de outubro para novembro deste ano, foi promulgada hoje (2) em uma sessão do Congresso Nacional concorrida, com parte de autoridades presentes presencialmente e de forma remota.

A mudança determina que os dois turnos eleitorais, previstos para os dias 4 e 25 de outubro, sejam realizados nos dias 15 e 29 de novembro. A mudança define ainda que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença.

Além disso, a emenda também estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita. Não haverá, porém, prorrogação dos atuais mandatos. A data da posse dos eleitos permanece inalterada, 1º de janeiro de 2021. (Metro1)

Continue Reading

Política

Após revelações de fraudes, governo adia posse de ministro da Educação


O governo do presidente Jair Bolsonaro adiou a posse do ministro da Educação, Carlos Decotelli. 

De acordo com O Globo, a cerimônia estava marcada para amanhã (30), mas agora não tem data definida. 

A publicação aponta que o descobrimento de fraudes na vida acadêmica de Decotelli, como doutarado inexistente na Argentina e pós-doutorado na Alemanha, é o motivo. Fonte: Metro1

Continue Reading