Connect with us

Economia

Auxílio emergencial: 2ª parcela será paga a partir de segunda-feira, diz presidente da Caixa


O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (14) que a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será depositada a partir da próxima segunda-feira (18).

Segundo Guimarães, o pagamento será escalonado com base na data de nascimento dos beneficiários. O cronograma exato será divulgado nesta sexta (15), às 15h.

Nesta quinta, o G1 mostrou que a Caixa completou duas semanas sem liberar novos créditos do auxílio emergencial. O último balanço dos pagamentos divulgado pelo banco, às 12h da terça-feira (13), apontava que haviam sido creditados até então R$ 35,5 bilhões a 50 milhões de brasileiros – mesmos números informados desde 30 de abril.

Primeira parcela pendente

Pedro Guimarães também anunciou que a Caixa pagará, entre sexta (15) e sábado (16), mais um “lote” referente à primeira parcela. Devem ser incluídos, nesse momento, pessoas que tiveram inconsistências no cadastro e, por isso, ainda estavam com o benefício pendente.

O presidente da Caixa não informou quantas pessoas serão incluídas nesse pagamento, e nem se haverá novas liberações da primeira parcela do auxílio de R$ 600 nas próximas semanas.

Até esta quinta, mesmo quem já recebeu a primeira parcela sem problemas ainda não tinha a confirmação do cronograma. Apenas os trabalhadores que já são beneficiários do Bolsa Família têm data para receber, já que os pagamentos seguem o calendário do Bolsa.

Outros milhões de brasileiros ainda aguardam a concessão do benefício, sem saber se – e quando – vão receber.

Conta digital para todos

O presidente da Caixa também afirmou, na live, que o banco vai criar contas digitais para todos os beneficiários do auxílio emergencial.

No pagamento da primeira parcela, em abril, a Caixa criou 20 milhões de contas desse tipo, voltadas para quem ainda não tinha conta bancária nem cartão do Cadastro Único do governo federal (CadÚnico) – ou seja, não tinha um meio digital para receber os R$ 600.

Os outros 29,7 milhões de beneficiários receberam o dinheiro em contas bancárias que já existiam antes, ou no cartão do Bolsa Família. Agora, segundo Guimarães, mesmo essas pessoas passarão a receber o auxílio em uma conta digital da Caixa.

Assim como o cronograma, os detalhes só serão divulgados na tarde desta sexta.

“É muito importante, porque você consegue fazer essa movimentação pelo celular. Isso é uma novidade: nós tínhamos 20 milhões de contas e agora, já para a segunda parcela, teremos 50 milhões de contas digitais”, declarou Pedro Guimarães.

Fonte: G1.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Pagamento do Bolsa Família será feito por poupança digital a partir de dezembro


A partir de dezembro, a Caixa Econômica Federal fará o pagamento aos beneficiários do programa Bolsa Família por meio da Conta Poupança Social Digital. As informações são da Agência Brasil.

O novo formato permitirá que o beneficiário tenha conta bancária sem obrigatoriedade de saque integral das parcelas. Nesta primeira etapa, cerca de cerca de 1,5 milhão de pessoas receberão os valores pelo CAIXA Tem.

A abertura das contas digitais será feita de forma automática e escalonada. Os primeiros a receber os recursos com os serviços da Conta Poupança Social Digital serão os beneficiários de NIS com final 9 e 0, seguindo a data de crédito regular do Programa.

Mais de 9 milhões de pessoas que ainda não possuem nenhuma conta bancária poderão receber o benefício por meio de crédito na conta digital, sacar com o cartão Bolsa Família e movimentar os valores pelo aplicativo CAIXA Tem.

Confira como irá funcionar o calendário de pagamento:

Beneficiários com NIS final 6, 7 e 8 receberão em janeiro (2,25 milhões de pessoas)

– Beneficiários com NIS final 3, 4 e 5 receberão em fevereiro (2,25 milhões de pessoas)

– Beneficiários com NIS final 1, 2 e Grupos Populacionais Tradicionais Específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares e outros) receberão em março (3 milhões de pessoas)

(Bahia.ba)

Continue Reading

Economia

Auxílio emergencial: beneficiário do Bolsa Família tem até segunda (30) para contestar


 Se você é um beneficiário do Bolsa Família e ficou sem o auxílio emergencial, fique atento pois você terá até o dia 30 de novembro para contestar o cancelamento das novas parcelas.

E para fazer o pedido de contestação é simples: o responsável familiar precisa acessar o site da Dataprev, independente se a contestação seja em nome de outro membro da família. Não será necessário comparecer a uma agência da Caixa, lotéricas ou ao posto de atendimento do cadastro único (CadÚnico).

Vale atentar para alguns pontos que permitem a contestação do auxílio.

– Idade inferior a 18 anos, salvo no caso de mães adolescentes;

– Falecimento do beneficiário identificado pela SIRC ou Sisobi;

– Existência de emprego formal;

– Recebimento do seguro-desemprego ou seguro defeso;

– Ser trabalhador intermitente;

– Renda familiar mensal superior a meio salário mínimo por pessoa e a três salários mínimos no total;

– Recebimento de benefício assistencial ou previdenciário;

– Ser servidor público identificado pelo SIAPE;

– Ser preso identificado em regime fechado;

– Ser preso sem regime de cumprimento de pena identificado nas bases do governo federal;

– Ser servidor público militar;

– Ser servidor público estadual, municipal ou distrital identificado pela auditoria da Controladoria Geral da União (CGU);

– Recebimento do BEm – Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda;

– Fazer parte de uma família que já recebe duas cotas da extensão do auxílio emergencial;

– Apontamento de órgãos de controle;

– Denúncia de recebimento indevido do benefício recebidas pelo Ministério. (Isto é)

Continue Reading

Economia

Caixa libera saque do auxílio emergencial para novo grupo; veja quem recebe nesta quinta


A partir desta quinta (26/11), cerca de 3,6 milhões de beneficiários do auxílio emergencial nascidos em julho podem sacar ou transferir os recursos da Poupança Social Digital. Foram creditados R$ 3 bilhões para esse público nos ciclos 3 e 4 de pagamentos do auxílio emergencial.

Desse total, R$ 1,2 bilhão são referentes às parcelas do auxílio emergencial e o restante, R$ 1,8 bilhão, às parcelas do extensão.

COMO REALIZAR 

É preciso fazer o login no App CAIXA Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora.

O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da CAIXA, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes CAIXA Aqui.

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas Lotéricas, Correspondentes CAIXA Aqui ou mesmo nas agências.

Continua disponível aos beneficiários a opção de utilização dos recursos creditados na Poupança Social Digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços. Com o aplicativo CAIXA Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco. Fonte: AgênciaBrasil

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook