Connect with us

Bahia

SAJ: Natulab retorna atividades sem apresentar plano de preservação ao coronavírus, diz sindicato


Os trabalhadores da Natulab, fábrica de medicamentos e suplementos alimentares, localizado na cidade de Santo Antônio de Jesus, foram surpreendidos pela decisão da empresa de retorno ao funcionamento da operação, neste domingo (24), sem antes realizar as medidas urgentes de garantia da segurança e saúde dos funcionários exigidos pelo Sindiquímica.

Até o momento já foram confirmados sete trabalhadores da fábrica que testaram positivo para Covid-19 (dos 11 casos confirmados no município de Santo Antônio de Jesus). Outros funcionários estão em análise, aguardando resultado, e todo o corpo de trabalhadores encontra-se apreensivo, deixando também seus familiares e toda a cidade em uma estado de alerta e medo.

O Sindiquimica enviou ofício para empresa com uma série de sugestões para permitir um retorno às atividades com segurança e uma reunião com a empresa está agendada para esta segunda-feira, (25), às 10h. Portanto, a Natulab retornou às atividades antes de apresentar o plano pronto e antes da reunião com o sindicato

“Consideramos uma afronta à entidade e uma irresponsabilidade com a saúde e segurança de todos os trabalhadores. Não aceitaremos. Estamos adotando todas as medidas necessárias para que a empresa não retorne os trabalhos hoje e estamos orientando os trabalhadores a não irem, não até a Natulab apresentar o plano de prevenção”, disse.

Ainda de acordo com o diretor, o Sindicato entende que por ser uma organização farmaceutica ela pode estar aberta mas precisa seguir as orientações.

“Santo Antônio de Jesus é uma cidade pequena , se a empresa libera sem a devida segurança ao trabalhador, em uma época como essa, a chance de um surto na cidade será muito grande”, alertou.

Uma das medidas essenciais, além da testagem de todos os trabalhadores, é a apresentação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional-PCMSO e do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais-PPRA, com inclusão de Covid-19 e definição de corpo técnico responsável por acompanhamento, compartilhamento e transparência, elencando todas as medidas adequadas, de forma compartilhada com todos os trabalhadores. (VarelaNotícias)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Ao menos seis cidades do interior utilizam remédios sem eficácia comprovada no combate à covid-19


O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), foi a Brasília e se reuniu com o Ministério da Saúde com um documento em mãos: um abaixo-assinado com 124 assinaturas de médicos da cidade que solicitam o envio, pelo Governo Federal, de medicamentos para o suposto tratamento precoce e até preventivo ao coronavírus. Dentre as drogas defendidas pelo grupo, estão a cloroquina ou hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina.

A cidade no Sudoeste da Bahia não está só. O CORREIO identificou outros cinco municípios do estado onde o tratamento precoce é adotado com algum apoio do poder municipal: Itaberaba, Itagi, Lençóis, Jequié e Porto Seguro. 

Gusmão apoia a demanda desses médicos, que desenvolveram o protocolo de tratamento com base nas “experiências positivas divulgadas por diversos profissionais em várias partes do mundo, inclusive no Brasil”, como diz um trecho do abaixo-assinado. 
 
“O que a gente vê é que é uma doença nova. Nenhum médico tem experiência com ela. Quando você tá numa guerra, você deve usar a arma que você tem”, explicou o médico Péricles Melo Prado, integrante do grupo e consultor sobre efeitos colaterais das drogas usadas.  

A prefeitura de Conquista não adotou nenhum protocolo de tratamento da doença com o uso desses medicamentos. Os médicos, no entanto, possuem autonomia para receitar as drogas, caso os pacientes aceitem. Péricles, por exemplo, é contra ao uso dos remédios sem prescrição. “O médico tem que autorizar e o paciente também”, destacou.  

Fonte: Correio.

Continue Reading

Bahia

Campanha de vacinação contra o sarampo é prorrogada até 31 de agosto


A Campanha de Vacinação contra o Sarampo foi prorrogada até o dia 31 de agosto, segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep). A estimativa é de quem, em toda a Bahia, 6,5 milhões de pessoas sejam vacinadas. Entretanto, até o momento, apenas 350 mil tomaram o imunobiológico. 

O sarampo é uma doença viral aguda, considerada uma das mais contagiosas, com potencial para ser extremamente grave, afetando principalmente crianças menores de 5 anos, especialmente as mal nutridas e bebês não vacinados, mas que pode acometer também pessoas em qualquer idade não vacinadas.

A única medida efetiva de prevenção contra o sarampo é a vacina Tríplice Viral, distribuída gratuitamente nos postos de saúde e que também imuniza contra caxumba e rubéola. Essa imunização faz parte do calendário vacinal. O público alvo a ser imunizado está na faixa de 20 a 49 anos. Acima dos 50 anos não é mais feita a imunização. (Metro1)

Continue Reading

Bahia

Bahia registra mais 1.575 casos de Covid-19 em 24 horas; total chega a 105.763


A Bahia registrou nas últimas 24 horas 1.575 casos de coronavírus e 47 mortes em decorrência da Covid-19, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Ao todo, o estado tem 105.763 casos confirmados desde o início da pandemia e 2.483 óbitos confirmados.

Os casos confirmados ocorreram em 398 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (41,08%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.660,25), Itajuípe (2.322.97), Ipiaú (2.005,54), Lauro de Freitas (1.739,57) e Itabuna (1.656,01).

Ao todo, 73.730 já estão curados da doença e 98.366 continuam em investigação. Na Bahia, 11.305 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Na Bahia, dos 2.378 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.546 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. Vale lembrar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Fonte: Metro1

Continue Reading