Connect with us

Brasil

Sem máscara, Bolsonaro faz visita surpresa a Minas Gerais e provoca aglomeração

O presidente Jair Bolsonaro viajou neste sábado (27) para Araguari, no Triângulo Mineiro, em compromisso não previsto na agenda oficial. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto após o presidente chegar ao local e uma live ser realizada numa rede social.

De acordo com a assessoria, trata-se de um compromisso privado. Uma fonte ligada à Presidência afirmou que Bolsonaro visitaria o Batalhão Mauá na cidade.

Na live, foi possível ver que o presidente estava com uma máscara na mão e voltou a provocar aglomeração, desta vez em um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), como já havia feito em Planaltina, no Distrito Federal.

Com inúmeros carros passando devagar pelo local e com pessoas amontoadas na beira da rodovia, o presidente ouvia palavras de apoio. Em determinado momento, Bolsonaro pediu aos policiais que faziam uma espécie de cordão de isolamento que deixassem uma criança chegar até ele. O garoto estava com uma máscara no queixo e foi carregado no colo pelo presidente por alguns momentos.

Uso da máscara

Uma decisão judicial proferida na última terça, 23, pelo juiz federal Renato Borelli, da 9ª Vara Cível do Distrito Federal, determinou que Bolsonaro deveria cumprir a recomendação para evitar a disseminação da Covid-19 e usar máscara ‘em todos os espaços públicos, vias públicas, equipamentos de transporte público coletivo e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços’, porém, a determinação vale apenas para o Distrito Federal, sob pena de multa diária de R$2 mil.

Porém, na sexta, a Advocacia Geral da União (AGU) recorreu da decisão. De acordo com o recurso, o presidente deve receber tratamento igual aos demais cidadãos e, na prática, a decisão dirigida a ele é mais ‘rígida’ e ‘onerosa’. O documento destaca ainda que a imposição é descabida, uma vez que já existe um decreto do governo local, em vigor desde 30 de abril, que regulamenta o uso do EPI.

“Ao Presidente da República deve ser conferido tratamento justo e isonômico nem mais nem menos. Não obstante, a situação dos autos deixa dúvida sobre a aplicação prática desse postulado, uma vez que – salvo se houver o consenso de que a não utilização de máscara de proteção, por parte de qualquer cidadão de bem, é prática lesiva ao princípio da moralidade e à saúde pública, tutelada por meio de ação popular -, o que a situação dos autos indica é a imposição de um controle fiscalizatório mais rígido e oneroso ao Presidente da República”, afirma a AGU no texto.

Fonte: Estadão Conteúdo

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Bolsonaro sinaliza que Bolsa Família pode chegar a R$ 400

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sinalizou nesta terça-feira (3) que o novo valor médio do Bolsa Família pode chegar ao dobro do valor médio atual, passando de R$ 192 para cerca de R$ 400. 

“Estamos aqui ultimando esforços e estudos no sentido de dar um aumento de no mínimo 50% para o Bolsa Família, podendo chegar até 100% em média”, disse Bolsonaro à TV Asa Branca, afiliada da Globo em Caruaru (PE), conforme divulgação do portal Metrópoles.

Até então, Bolsonaro vinha defendendo que o ticket aumentasse para R$ 300, mas nos últimos dias começou a ganhar força uma proposta de aumento ainda maior, impulsionada pela ala política do governo, que ganhou peso com a chegada do senador Ciro Nogueira (PP-PI) à Casa Civil.

A reformulação do programa é tratada pelo governo federal como uma forma de impulsionar a campanha à reeleição do presidente. O governo finalizou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para abrir espaço no Orçamento de 2022.

O texto estipula que as despesas com sentenças da Justiça poderão ser pagas com uma fração do valor em 2022 e mais nove parcelas anuais. São os chamados precatórios, dívidas do governo reconhecidas pela Justiça e para as quais não é mais possível recorrer. As mudanças previstas na PEC criam uma margem de cerca de R$ 40 bilhões no Orçamento de 2022. (BN)

Continue Reading

Brasil

CPI da Covid aprova quebra de sigilo de líder do governo Bolsonaro

A CPI da Covid aprovou a quebra de sigilos telefônico, telemático, fiscal e bancário do líder do governo Bolsonaro na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR). O requerimento que autoriza a medida foi votado nesta terça-feira (3) pelo senadores do colegiado. 

Os parlamentares da comissão querem apurar a ligação do deputado com a negociação para a compra da vacina indiana Covaxin, cujo contrato foi cancelado por suspeitas de irregularidades.

Em depoimento à CPI, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) afirmou que levou as suspeitas ao presidente Jair Bolsonaro pessoalmente. Bolsonaro então teria dito que era um “rolo” do líder do governo. Fonte: Metro1

Continue Reading

Brasil

Brasil completa três dias com média móvel de mortes por Covid abaixo de mil

Depois de seis meses seguidos com uma média de mais de mil vítimas diárias de Covid-19, o Brasil registrou na última segunda (2) o terceiro dia consecutivo com a média móvel de sete dias abaixo desse patamar, segundo o painel de dados Monitora Covid-19, mantido pela Fiocruz. A informação foi divulgada pela Agência Brasil.

A média móvel de mortes é calculada somando as mortes confirmadas nas últimas 24 horas com as que foram registradas nos seis dias anteriores. O resultado é dividido por sete.

Esse dado é observado por pesquisadores para avaliar a tendência de evolução da pandemia de forma mais clara, já que menos informações são notificadas pelas secretarias de saúde municipais e estaduais nos fins de semana e ficam represadas nos primeiros dias de semana, gerando grande oscilação nos números. Fonte: Metro1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas