Connect with us

Bahia

BA registra 3.251 novos casos de Covid em 24h e soma 68.495 infectados e 1.748 mortes


O estado da Bahia chegou a marca de 68.495 infectados pelo novo coronavírus e 1.748 mortes pela doença desde o início da pandemia neste domingo (28). No sábado (27) o estado tinha 65.244 casos confirmados e 1.697 óbitos. Os 3.251 novos casos desde o último boletim são um recorde. 

De acordo com o boletim da Secretaria da Saúde (Sesab), 43.072 pessoas são consideradas recuperadas da doença, e outras 23.675 são casos ativos. 

As confirmações ocorreram em 386 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (47,80%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (1.800,79), Ipiaú (1.488,89), Gandu (1.413,45), Uruçuca (1.203,76) e Salvador (1.125,63). Fonte: Bahia Notícias

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Bahia registra 61 mortes e mais de 3.500 casos de Covid-19 em 24 horas


A Bahia registrou nas últimas 24 horas 3.582 casos de coronavírus e 61 mortes em decorrência da Covid-19, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Ao todo, o estado tem 95.536 casos confirmados desde o início da pandemia e 2.277 óbitos confirmados.

As confirmações ocorreram em 393 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (43,66%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.305, 34), Itajuípe (2.235,13), Ipiaú (1.867,68), Lauro de Freitas (1.531,45) Uruçuca (1.525,42).

Ao todo, 66.550 já estão curados da doença e 94.539 continuam em investigação. Na Bahia, 10.561 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Na Bahia, dos 2.335 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.479 possuem pacientes internados, ou seja, a taxa de ocupação é de 63%. Vale lembrar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. M1.

Continue Reading

Bahia

Feira de Santana: após mais um fechamento do comércio, prefeitura suspende feira livre


Após mais um fechamento do comércio em Feira de Santana, no centro-norte da Bahia, nesta semana, a maior feira livre da cidade também terá as atividades suspensas a partir de amanhã (9). 

A tradicional Feiraguay será fechada porque a prefeitura considera o espaço também como “área de elevado índice de infecção”.

Após a suspensão do funcionamento das lojas no município, a Superintendência de Trânsito de Feira reportou, na região central da cidade, “apresentou movimento moderado, sem os engarrafamentos nas principais avenidas verificado no período em que o comércio esteve autorizado a abrir”. (Metro1)

Continue Reading

Bahia

Casos de covid-19 crescem até 200% em cidades com tradição de São João


Mesmo com o cancelamento das festas de São João por causa da pandemia, ainda houve um movimento de gente em direção ao interior da Bahia. O resultado desse fluxo junino chegou agora, duas semanas depois, estampado nos boletins epidemiológicos. Cidades como Senhor do Bonfim, Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Ibicuí e Mucugê, tradicionalmente conhecidas pelas festas, apresentaram alta de casos de covid-19. 

O maior percentual foi em Mucugê, que cresceu 200%. Localizado na Chapada Diamantina, o município de pouco mais de 9 mil habitantes saltou de 4 para 12 infectados. Em números absolutos, a maior alta aconteceu em Santo Antônio de Jesus, que foi de 253 para 571. De 21 de junho até esta segunda-feira (6), a Bahia subiu de 46,2 mil para 88,2 mil casos acumulados. De modo geral, houve aumento percentual de mais de 90% neste período. 

Segundo o governador Rui Costa (PT), prefeitos com quem ele tem conversado apontaram que a festa acabou provocando uma multiplicação dos casos, apesar da divulgação de campanhas que incentivam o isolamento social e combatem as aglomerações. 

“[O São João] Foi o fator mais relevante nestas conversas que tive com os prefeitos. Muitas pessoas se encontraram nas suas casas, sítios, comunidades, mesmo em família ou com amigos, para fazer algum tipo de confraternização. Em grupo familiares, quase 100% das pessoas foram contaminadas ao ter contato com algum infectado. As taxas neste período pós-São João foram bastante expressivas”, pontuou Rui, em entrevista conjunta com o prefeito ACM Neto (DEM), nesta terça-feira (7).

Fonte: Correio.

Continue Reading