Connect with us

Brasil

Secretário especial de Cultura, Mario Frias chama auxilio de R$ 600 de ‘esmola’


Em conversa com o deputado federal Eduardo Bolsonaro transmitida pelo Youtube, o secretário especial de Cultura, o ator Mario Frias, afirmou que os artistas não querem “esmola”, se referindo ao auxílio emergencial de R$ 600 aprovado pelo Congresso à categoria.

“Artista não quer esmola. A maioria que eu vejo diz: ‘Me deixa trabalhar’. Não quero auxílio”, disse o substituto de Regina Duarte na Secretária Especial de Cultura.

Quase um mês após ser aprovado no Congresso Nacional, o projeto de auxílio emergencial ao setor ainda não foi assinado por Bolsonaro. Ele tem até o dia 30 de junho para sancionar ou vetar o texto. Caso contrário, a lei entra em vigor automaticamente.

Durante conversa, Mario Frias ainda afirmou que estar em total sintonia com o presidente Jair Bolsonaro. “Tudo que eu faço pode ter certeza que estou em comunhão com meu presidente. O patrão quer uma linha estética e essa linha estética vai ser privilegiada”, garantiu. (Metro1)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Covid-19: Brasil tem 67,9 mil mortes e 1 milhão de curados


De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, divulgados hoje (8), o Brasil acumula 1.713.160 de casos confirmados e 67.964 mortes pelo novo coronavírus. O país atingiu hoje a marca de um milhão de casos recuperados de covid-19.

Nas últimas 24 horas, foram adicionadas 1.223 mortes aos registros oficiais. Há ainda 4.105 óbitos em investigação. O painel do órgão também trouxe 44.571 novos casos diagnosticados de ontem (7) para hoje. Estão em acompanhamento no país 624.695 pacientes infectados pelo novo coronavírus.

No balanço de terça-feira, o país contabilizava 66.741 mortes e 1.668.589 casos acumulados de covid-19, desde o início dos registros.

Em entrevista coletiva realizada hoje em Brasília, a equipe do Ministério da Saúde apresentou a evolução da pandemia no país, destacando uma estabilidade na curva do número de mortes e um aumento na curva dos casos confirmados. Fonte: Agência Brasil.

Continue Reading

Brasil

Assessor de Bolsonaro é identificado como administrador de páginas de fake news removidas no Facebook


Tercio Arnaud Tomaz, assessor do presidente Jair Bolsonaro, foi identificado como administrador de algumas das páginas removidas ontem (8) pelo Facebook na investigação que resultou na derrubada de uma rede de contas falsas relacionadas ao PSL e a gabinetes da família do chefe do Executivo. 

A investigação do Atlantic Council’s Digital Forensic Research Lab, que realiza análises desde 2018 no Facebook de remoções feitas pela rede social por comportamento inautêntico coordenado. As exclusões de posts foram feitas também no Instagram. 

Tomaz foi o único responsável pelos perfis identificado na investigação que trabalha diretamente com Bolsonaro. Ele chegou a administrar as redes sociais do presidente, quando ainda era candidato, em 2018. Também já trabalhou com o vereador Carlos Bolsonaro e hoje trabalha no Palácio do Planalto, em sala próxima à do chefe do Executivo tem um salário de R$ 14 mil por mês. (Metro1)

Continue Reading

Brasil

INSS adia para agosto retomada gradual do atendimento presencial


O atendimento presencial para os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que estava previsto para ser retomado gradualmente a partir de 13 de julho, foi adiada para 3 de agosto.

Em portaria publicada hoje (8) no Diário Oficial da União, o governo federal decidiu prorrogar o atendimento remoto até 31 de julho, uma sexta-feira.

Em nota, o INSS justificou que o adiamento foi definido “após nova avaliação das informações apresentadas pelo grupo de trabalho responsável pelo plano de ação de reabertura indicar que um número reduzido de agências cumpriria todos os requisitos estabelecidos até a data anteriormente prevista. Essa decisão mostra que os gestores da Previdência Social estão comprometidos com o objetivo de conciliar a segurança sanitária da população e dos servidores com a garantia da proteção social dos segurados e beneficiários”.

O atendimento presencial foi suspenso em março devido à pandemia do coronavírus e deverá ser retomado gradualmente. Primeiro, serão atendidos os segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos. (Metro1)

Continue Reading