Connect with us

Economia

Caixa pede devolução de auxílio para Nubank e PicPay, e clientes reclamam que dinheiro sumiu


Clientes das contas digitais Nubank e PicPay acusam desde a última terça-feira (7) o sumiço de dinheiro de suas contas. O montante supostamente desaparecido é do auxílio emergencial, mas não, ele não sumiu. Ele voltou para a Caixa.

Beneficiários do auxílio emergencial precisam administrar o dinheiro pelo Caixa Tem, aplicativo que apresenta falhas desde o início do pagamento dos R$ 600. Com a formação de filas nas agências e a falta de dinheiro em espécie, a Caixa criou um cronograma para saque dos valores. Ao anunciar o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial, referente a junho, o calendário restringiu também as transferências para outros bancos.

Essas transações dependem da data de nascimento do beneficiário e poderão ser feitas a partir de 18 de julho com um calendário que se estende até setembro. Enquanto isso, o beneficiário pode usar o aplicativo para ler QR-Codes em maquininhas de cartão e pagar compras no comércio e também para pagar boletos.

Boa parte das contas digitais de fintechs do país aceita depósitos de dinheiro em boleto, um serviço criado para driblar as altas taxas de transferências bancárias do tipo DOC e TED.

No contexto do auxílio emergencial, a ferramenta passou a ser usada para transferir o dinheiro para uma conta antes do calendário da Caixa. O banco público procurou na terça Picpay e Nubank afirmando que havia identificado pagamento de boletos em duplicidade e pediu o estorno de valores. Segundo fontes do mercado financeiro, o pedido é praxe. FolhaPress.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Com pedido de recuperação judicial, Ricardo Eletro fecha 320 lojas e demite 3.500 funcionários


Com pedido de recuperação judicial protocolado na última sexta-feira (7), na 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo (SP), a Máquina de Vendas, empresa que controla a operação das varejistas Ricardo Eletro, Insinuante, City Lar, Salfer e EletroShopping decidiu fechar todas as suas lojas físicas e apostar no comércio eletrônico. Com isso, cerca de 3.500 funcionários ligados à operação física foram demitidos. Sobram mil, sendo 850 de suporte, ligados à logística e entrega, e 150 no escritório.

A varejista alega que a pandemia de Covid-19 interrompeu o processo de retomada com a reestruturação da rede, após troca na administração no segundo semestre de 2019. A companhia também relata dificuldades no recebimento de produtos chineses para renovação de estoque desde janeiro, com a paralisação de fornecedores.

A Máquina de Vendas cita necessidade de adequar o tamanho da companhia e os custos fixos considerando dificuldades a médio prazo. Com o crescimento do ecommerce na pandemia, o número de visitantes diários no site da Ricardo Eletro foi de 50 mil em março para 350 mil em agosto. A empresa também expandiu seu marketplace e passou a ofertar produtos médicos e alimentícios. Outra aposta da organização é a implementação de revendedores, semelhante ao modelo da Natura.

Os revendedores, que podem ser pessoa física ou jurídica, ganham, em média, 12 e 15% de comissão dos serviços financeiros e produtos vendidos, todos disponíveis no site da varejista. A plataforma já tem 1.500 revendedores cadastrados. Destes, 100 são ex-funcionários das lojas físicas da Ricardo Eletro.

As 320 lojas físicas da rede estavam temporariamente fechadas ao público devido à pandemia. Destas, 30% chegaram a reabrir, mas tiveram que fechar por determinações de governos estaduais ou municipais.

No momento, 313 já foram fechadas definitivamente e sete encerram as atividades nos próximos dez dias. A empresa afirma ainda que todas as compras e entregas serão atendidas nos prazos. (Bahia.ba)

Continue Reading

Economia

Dólar fecha em alta cotado a R$ 5,41


O dólar fechou em alta  (7), acima de R$ 5,40, e encerrou a semana com ganhos em meio a tensões entre Estados Unidos e China e dados de emprego norte-americanos.

Segundo analistas, o comportamento dos investidores continuou refletindo o corte da taxa Selic pelo Banco Central à nova mínima histórica de 2% ao ano.

A moeda norte-americana subiu 1,32%, vendida a R$ 5,4133.  Com variação semelhante, o dólar turismo era cotado a R$ 5,72. (Metro1)

Continue Reading

Economia

Caixa libera saque de novas parcelas do Auxílio Emergencial e FGTS neste sábado


A Caixa Econômica Federal (CEF) libera hoje (8) saques e transferências de novas parcelas do Auxílio Emergencial e do saque emergencial de até R$ 1.045 do FGTS.

As novas parcelas referentes ao Auxílio Emergencial são destinadas aos beneficiários do programa nascidos em abril e que estão nos lotes 1 a 5. Saques e transferências também serão liberados para os nascidos entre janeiro e abril, que estão entre os que tiveram o pedido liberado no último dia 3.

Trabalhadores nascidos em fevereiro, que tiveram o depósito de até R$ 1.045 do FGTS feito em poupança social digital do banco no último dia 6 de julho, também terão saques e transferências liberados.

Para fazer o pagamento desses valores, 770 agências estarão abertas das 8h às 12h neste sábado. (Metro1)

Continue Reading