Connect with us

Saúde

OMS registra recorde de novos casos de coronavírus em 24 horas


O mundo registrou na última sexta-feira (17) um novo recorde diário de novos casos de novo coronavírus, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 24 horas foram 237.743 novas notificações. O recorde anterior de novos casos era de 230.370, registrado em 12 de julho.

Segundo o G1, ao mesmo tempo em que a OMS registrou o recorde diário, uma contagem da agência de notícias Reuters aponta que, pela 1ª vez, o balanço global teve o acréscimo de 1 milhão de casos em um período de 100 horas, o equivalente a aproximadamente 4 dias.

No cenário diário apontado pela OMS, os maiores aumentos no número de contaminações foram registrados nos Estados Unidos, Brasil, África do Sul e Índia. Fonte: Metro1

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ocupação de UTI Covid pediátrica na Bahia salta de 43% para 81% em 15 dias


A ocupação de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) pediátricas para Covid-19 cresceu consideravelmente na Bahia em 15 dias. Em 1º de outubro o boletim da Secretaria da Saúde (Sesab) informava que a taxa de ocupação deste tipo de leito era de 43%, enquanto nesta quinta-feira (15) o documento informa que agora o índice está em 81%.

Os leitos de UTI são destinados ao casos mais graves da infecção pelo novo coronavírus. As Unidades possuem equipamentos de suporte de vida, que auxiliam no tratamento dos pacientes que tiveram os pulmões afetados pela doença. 

O prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou na terça-feira (13) que houve um aumento preocupante na demanda por internações pediátricas por coronavírus em Salvador. De acordo com ele, a ocupação de leitos de UTI Covid-19 para crianças chegou a 70%, enquanto o de leitos clínicos atingiu 80%. Para o gestor, este repique vai interferir na decisão sobre a volta às aulas presenciais na capital baiana.

Outros dados que constam no boletim mostram que agora a Bahia soma 331.362 infectados desde o início da pandemia e 7.243 mortes. Nas últimas 24 horas foram registrados 1.575 novos casos de Covid-19 e 29 óbitos. 

Os casos ativos são 6.822.  Fonte: Bahia Notícias

Continue Reading

Saúde

Estudo brasileiro comprova que novo coronavírus afeta o cérebro e detalha seus efeitos


Estudo brasileiro divulgado nesta última quarta-feira (14/10), na plataforma medRxiv, comprova que o vírus Sars-CoV-2 é capaz de infectar células do tecido cerebral, tendo como principal alvo os astrócitos. Os resultados revelam, ainda, que mesmo os indivíduos que tiveram a forma leve da COVID-19 podem apresentar alterações significativas na estrutura do córtex, região do cérebro mais rica em neurônios e responsável por funções complexas como memória, atenção, consciência e linguagem.

A investigação foi conduzida por diversos grupos da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e da USP (Universidade de São Paulo) – todos financiados pela Fapesp. Também colaboraram pesquisadores do LNBio (Laboratório Nacional de Biociências), do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

“Nós mostramos, pela primeira vez, que ele, de fato, infecta e se replica nos astrócitos e que isso pode diminuir a viabilidade dos neurônios”, conta à Agência Fapesp Daniel Martins-de-Souza, professor do Instituto de Biologia (IB) da Unicamp, pesquisador do IDOR e um dos coordenadores da investigação.

Os astrócitos são as células mais abundantes do sistema nervoso central e desempenham funções variadas: oferecem sustentação e nutrientes para os neurônios; regulam a concentração de neurotransmissores e de outras substâncias com potencial de interferir no funcionamento neuronal, como o potássio; integram a barreira hematoencefálica, ajudando a proteger o cérebro contra patógenos e toxinas; e ajudam a manter a homeostase cerebral.

A infecção desse tipo celular foi confirmada por meio de experimentos feitos com tecido cerebral de 26 pacientes que morreram de COVID-19. Em cinco delas também foram encontradas alterações que sugeriam um possível prejuízo ao sistema nervoso central.

Continue Reading

Saúde

Jovens saudáveis devem esperar até 2022 para serem vacinados contra Covid-19, diz OMS


A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou hoje (15) que jovens saudáveis podem precisar esperar até 2022 para serem vacinados contra a Covid-19.

“As pessoas pensam que já no primeiro dia de janeiro vão tomar a vacina e tudo vai voltar ao normal, mas não vai funcionar assim”, advertiu a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan.

Ainda de acordo com a cientista, os primeiros a serem imunizados devem ser profissionais de saúde, idosos e trabalhadores que lidam com o público mais suscetível a contrair o vírus. Fonte: Metro1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook