Connect with us

Bahia

Bahia registra mais de 6 mil mortes por Covid-19

Foto : Camila Souza/GOVBA

A Bahia registrou nas últimas 24 horas 41 mortes por Covid-19, totalizando 6.040 óbitos em decorrência da doença, segundo boletim divulgado hoje (15) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Também em 24h, foram registrados 2.213 novos casos. Ao todo, o estado tem 285.448 casos confirmados de coronavírus.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,93%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.191,22), Almadina (6.131,04), Itabuna (5.493,78), Madre de Deus (5.082,25), Dário Meira (5.023,34).

Ao todo, 272.127 pessoas já estão curadas da doença. Na Bahia, 24.568 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

No estado, dos 2.677 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.092 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de UTI adulto de 47%. Vale lembrar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. (Metro1)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Bahia registra 40 mortes e 2.191 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas


A Secretaria Estadual de Saúde registrou 40 mortes e 2.191 casos de Covid-19 na Bahia nas últimas 24h. O índice representa uma taxa de crescimento de 0,8%. Ao todo, são 1.861 novos curados. Dos 294.210 casos confirmados desde o início da pandemia, 280.351 já são considerados curados e 7.638 encontram-se ativos. 

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Ainda de acordo com a Sesab, as 40 mortes ocorreram em diversas datas. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,65%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.321,84), Almadina (6.131,04), Madre de Deus (5.703,31), Itabuna (5.688,41) e Dário Meira (5.051,35).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 578.932 casos descartados e 71.498 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (19).

Na Bahia, 24.671 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.  Fonte: Metro 1

Continue Reading

Bahia

Bahia registra 49 mortes por Covid-19 em 24h; total chega a 6.181


A Bahia registrou nas últimas 24 horas 2.364 casos de coronavírus e 49 mortes em decorrência da Covid-19, de acordo com boletim divulgado hoje (18) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Ao todo, o estado tem 292.019 casos confirmados desde o início da pandemia e 6.181 óbitos confirmados.

Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,75%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.289,18), Almadina (6.131,04), Itabuna (5.652,77), Madre de Deus (5.461,53), Dário Meira (5.051,35).

Ao todo, 278.490 já estão curados da doença e 7.348 encontram-se ativos. Na Bahia, 24.568 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

No estado, dos 2.355 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.058 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de UTI adulto de 51%. Vale lembrar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. (Metro1)

Continue Reading

Bahia

Sindicato da PF na Bahia ganha processo movido contra Paulo Guedes

Foto: AFP

O Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA) deteve decisão judicial favorável no processo movido contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, devido a ataques públicos da autoridade contra os servidores públicos. A ação foi movida em maio, pelo Sindipol-BA, com uma ação de reparação pelo dano moral coletivo.

“Na situação em epígrafe, o ministro de Estado da Economia, no exercício do seu direito à liberdade de expressão, insultou os servidores públicos. Ele os comparou a ‘parasitas’, pediu que eles ‘não assaltem o Brasil, quando o gigante está de joelhos’ e afirmou que eles ficam em casa ‘com geladeira cheia’”. Por isso, determinou o pagamento no valor de R$ 50 mil, “em virtude da violação aos direitos da personalidade dos integrantes da categoria profissional representada por este ente sindical, por meio dos seus pronunciamentos”, afirmou Cláudia da Costa Tourinho Scarpa, juíza federal da 4ª Vara, que reconheceu os insultos na decisão.

“Antes mesmo da sentença, o Ministério Público Federal (MPF) já havia apresentado parecer no sentido de que as manifestações de Paulo Guedes possuíam conteúdo discriminatório generalizado, o que fez com que o MPF opinasse pela condenação, o que foi confirmada na sentença”, disse o advogado do Sindipol-BA, Dr. Marcel Santos Mutim.

O presidente do SINDIPOL-BA, José Mário Lima, esclareceu que “a justiça foi feita, ante a esse absurdo cometido de forma irresponsável pelo ministro”. “Qualquer cidadão independentemente da sua estatura de poder ou financeira, tem que ter a devida reprimenda quando está errado. A lei é para todos”, completou.

Com isso, o dinheiro pago pelo ministro será doado ao Hospital Santo Antônio – pertencente às Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) – e ao hospital Aristildes Maltes. Ambos são organizações sem fins lucrativos de Salvador (BA), que estão à frente no combate à pandemia de Covid-19.

A decisão cabe recurso. (A Tarde)

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook