Connect with us

Política

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, coronel do Exército fez 16 saques que somam R$ 260 mil, diz jornal

Foto : Domingos Peixoto / Agência O Globo

Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, o coronel da reserva do Exército Guilherme Henrique dos Santos Hudson, sacou da sua conta pessoal, em dinheiro vivo, um total de R$ 260 mil em 16 oportunidades diferentes na boca do caixa. As informações são do jornal O Globo.

As retiradas, superiores a R$ 10 mil em cada ocasião, foram identificadas pelo banco com uma observação: “procedimento indica saque em espécie”, registro obrigatório nas instituições financeiras em operações desse tipo.

Hudson tem relações tanto na investigação da suposta prática de “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), como no procedimento que apura funcionários fantasmas e “rachadinha” no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro.

Ainda segundo o Globo, ele cursou a Academia Militar das Agulhas Negras no mesmo período em que o presidente Jair Bolsonaro, com quem também possui parentesco.  (Metro1)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senador tinha o montante de R$ 15 mil próximo às nádegas, diz relato da PF


Trechos do relatório da Polícia Federal sobre a operação que realizou busca e apreensão na casa do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) apontam que o parlamentar tinha R$ 15 mil “no interior de sua cueca, próximo às suas nádegas”. O dinheiro foi descoberto quando o senador pediu para ir ao banheiro e um delegado da PF “percebeu que havia um grande volume, em formato retangular, na parte traseira das vestes do senador”.

Depois que o dinheiro foi localizado, foi apresentado ao escrivão da PF para ser apreendido. Na sala da casa do senador, onde estava sendo realizado o trabalho cartorário da PF, o parlamentar foi indagado se tinha mais alguma quantia em espécie. Quando foi questionado pela terceira vez, segundo informações da corporação, “com bastante raiva, o senador Chico Rodrigues enfiou a mão em sua cueca, e sacou mais maços de dinheiro, que totalizaram a quantia de” R$ 17,9 mil.

Diante da insistência do senador em ocultar valores em suas vestes íntimas, os policiais fizeram nova busca e acharam mais R$ 250, chegando a R$ 33,1 mil escondidos na cueca. Antes disso, a PF já havia encontrado em um cofre no armário do quarto do senador R$ 10 mil e U$ 6 mil (o equivalente a cerca de R$ 33.720, com o dólar a R$ 5,62).

As informações estão em decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, que determinou o afastamento do senador por 90 dias. A decisão foi encaminhada ao Senado, que deve decidir pela manutenção ou não da cautelar.

Leia a matéria original em Correio Braziliense

Continue Reading

Política

Ministro das Comunicações é diagnosticado com Covid-19; é o 11º ministro a contrair a doença


Fábio Faria, ministro das Comunicações, afirmou nesta quinta-feira (15/10), que testou positivo para o novo coronavírus. Em vídeo divulgado em seu perfil no Instagram, Faria conta que realizou três exames para diagnosticar a doença, e que dois deles deram negativo.

“Fiz o teste do dia, aquele do dedo, deu negativo. Depois, fui no hospital, fiz o teste de exame de sangue, que saiu hoje, também, e deu negativo. Mas, após isso, acabou de chegar o PCR, deu positivo”, explicou. O ministro também disse que teve febre e dor de cabeça, mas que agora, já passa bem.

O ministro também afirmou que está fazendo tratamento com hidroxicloroquina e azitromicina; “Assim que eu tive o sintoma, comecei o tratamento com a hidroxicloroquina e azitromicina. Vou incluir agora mais um corticoide e um anti-coagulante, mas assim, já estou com zero sintoma, a dor de cabeça já foi embora, eu praticamente estou total assintomático”.

Casado com a apresentadora Patrícia Abravanel e, portanto genro de Silvio Santos, Fábio Faria tem três filhos e é o 11º ministro do Governo Federal a testar positivo para a Covid-19. Ele seguirá trabalhando, mas isolado em casa. Fonte: AratuOn

Continue Reading

Política

Delegado percebeu ‘volume retangular’ na traseira de senador, diz relatório da PF


O senador Chico Rodrigues (DEM-RR) até que tentou, mas foi pego antes de se desfazer do dinheiro que escondia na cueca, durante cumprimento de busca e operação na sua residência. Agentes da Polícia Federal realizaram na quarta-feira (14) operação contra esquema de desvio de recursos públicos para combate ao novo coronavírus em Roraima.

De acordo com relatório da PF ao qual teve acesso o jornal O Globo, em certo momento das buscas o senador pediu para ir ao banheiro. O delegado Wedson Cajé autorizou, desde que o acompanhasse. Foi quando percebeu um “grande volume, em formato retangular, na parte traseira das vestes” do parlamentar.

O delegado chegou a pensar que fosse um celular e perguntou a Rodrigues o que seria. Assustado, ele disse que não era nada.

Cajé, então, informou sobre a necessidade de fazer uma busca pessoal no senador democrata e solicitou que os agentes filmassem o ato para evitar suspeita de abuso de autoridade. Com a iniciativa, os policiais encontrar R$ 15 mil em maços de dinheiro próximos às nádegas.

Posteriormente, os agentes da PF perguntaram se Chico Rodrigues havia ocultado mais dinheiro e o senador sacou valor ainda maior de dentro da sua própria cueca. Numa última busca, os agentes encontraram mais R$ 250.

Ao todo, os maços de dinheiro retirados da cueca do senador Chico Rodrigues somavam R$ 17,9 mil. Depois do escândalo, o parlamentar foi exonerado do cargo de vice-líder do governo Jair Bolsonaro no Senado. O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou afastamento do senador. Fonte: Bahia.Ba

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook