Connect with us

Bahia

Carro-forte fica destruído após ser explodido por homens armados na BR-110, na Bahia


Um carro-forte ficou completamente destruído após ser explodido por homens armados na BR-110, trecho entre as cidades de Jeremoabo e Santa Brígida, no norte da Bahia. Ninguém ficou ferido na ação.

Segundo o delegado Ailton José de Souza, titular da delegacia de Jeremoabo, o caso aconteceu por volta das 13h do último sábado (19). Conforme o delegado, o veículo saiu de Feira de Santana e estava indo para a cidade de Paulo Afonso, quando foi abordado pelos suspeitos.

Não há detalhes sobre a quantia de dinheiro que foi levada pelos suspeitos. Eles fugiram após o assalto. O caso é investigado pela Polícia Civil. (G1)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Bahia registra 1.221 casos e 21 mortes por Covid-19 em 24h


A Bahia registrou nas últimas 24 horas 1.221 casos de coronavírus e 21 mortes em decorrência da Covid-19, segundo boletim divulgado hoje (21) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Ao todo, a Bahia tem 339.215 casos confirmados e 7.384 óbitos desde o início da pandemia.

Os casos confirmados ocorreram em todos os 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (26,66%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (7.967,61), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.397,06), Madre de Deus (6.338,60), Apuarema (5.920,87).

Ao todo, 325.134 pessoas já estão curadas da doença. Na Bahia, 28.066 profissionais da saúde foram infectados pela Covid-19.

No estado, dos 2.029 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 886 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de UTI adulto de 48%. Vale lembrar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. (Metro1)

Continue Reading

Bahia

Operação resgata 37 pessoas em situação análoga à escravidão na Bahia


Trinta e sete pessoas que trabalhavam na extração e beneficiamento de sisal nos municípios de Várzea Nova, Jacobina e Mulungu do Morro, no nordeste do estado, foram resgatadas por agentes públicos e retiradas de condições de trabalho escravo. Dentre os lavradores encontrados em condições indignas de trabalho está um idoso de 67 anos.

A ação foi coordenada pela Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) e contou com a participação do Ministério Público do Trabalho (MPT), da Defensoria Pública da União (DPU) e da Polícia Federal.

De acordo com os fiscais, os trabalhadores foram encontrados em situações degradantes, alojados em barracos e casas precárias sem condições mínimas de habitação. A água para beber ou para cozinhar era amarelada e armazenada em galões de produtos químicos reutilizados.

Além disso, os trabalhadores dormiam em pedaços de espumas colocados em cima de varas de sisal. Não havia banheiros e as necessidades fisiológicas eram feitas no mato. Os valores que eles recebiam mensalmente variavam entre R$ 350 a 950, sem direitos.

Os resgates ocorreram em frentes de trabalho localizadas A força-tarefa, formada por agentes públicos de diversos órgãos federais, passou vários dias percorrendo a região para avaliar as condições de trabalho na cadeia do sisal. Os auditores fiscais co trabalho responsáveis pela ação fiscal lavraram diversos autos de infração e fizeram os resgates.

Os trabalhadores receberam guias para retirada do seguro desemprego e estão tendo os valores a que têm direito calculados e cobrados dos empregadores.

Audiências públicas

Os nomes dos envolvidos na ação desta semana não foram divulgados para não atrapalhar o processo de pagamento de salários e direitos atrasados e do dano moral individual estipulado pela DPU e peloo MPT, que está em andamento. Um dos empregadores não foi localizado e será alvo de ação judicial. A fiscalização estima o montante em R$ 400 mil para quitar os valores devidos aos trabalhadores resgatados.

Em agosto deste ano, Wilson Andrade, presidente da Sindifibras, entidade que representa todas as indústrias de sisal da Bahia, após responder todos os questionamentos de uma repórter da Rede Record, esqueceu de desligar a chamada e admitiu a situação de irregularidades dos trabalhadores.

O MPT imediatamente instaurou um procedimento para apurar o caso e agora, com a ação da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT). O objetivo da atuação do MPT é articular um conjunto de ações para modificar a realidade dessa cadeia produtiva. (A Tarde)

Continue Reading

Bahia

Bahia registra 1.762 casos e 21 mortes por Covid-19 em 24h


A Bahia registrou nas últimas 24 horas 1.762 casos de coronavírus e 21 mortes em decorrência da Covid-19, segundo boletim divulgado hoje (20) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Ao todo, a Bahia tem 337.994 casos confirmados e 7.363 óbitos desde o início da pandemia.

Os casos confirmados ocorreram em todos os 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (26,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (7.850,05), Almadina (6.551,98), Itabuna (6.382,05), Madre de Deus (6.329,11), Apuarema (5.920,87).

Ao todo, 323.782 pessoas já estão curadas da doença. Na Bahia, 27.997 profissionais da saúde foram infectados pela Covid-19.

No estado, dos 2.019 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 867 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de UTI adulto de 48%. Vale lembrar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Metro1.

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook