Connect with us

Saúde

Bahia passa dos 300 mil casos confirmados de Covid-19; 1.833 foram registrados nas últimas 24 horas

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.833 casos de Covid-19 e, com isso, o total passou dos 300 mil. São 301.248 casos confirmados desde o início da pandemia, conforme divulgado pela Secretaria da Saúde (Sesab), nesta quinta-feira (24/9).

Das confirmações, 7.307 encontram-se com o vírus ativo, 25.507 são referentes a profissionais da saúde contaminados e 6.455 morreram, das quais 47 foram contabilizadas nas últimas 24 horas. 

Em relação a curados, já são 287.486 em todo o estado.

A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

NOTIFICAÇÕES

Os casos confirmados ocorreram em todos os 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (28,38%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100 mil habitantes foram: Ibirataia (6.432,86), Almadina (6.314,06), Madre de Deus (5.892,95), Itabuna (5.860,06), Dário Meira (5.088,70).

O boletim epidemiológico contabiliza, ainda, 596.056 casos descartados e 74.522 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta quinta-feira (24/0). (AratuOn)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Quase 57 mil baianos já receberam primeira dose da vacina contra Covid-19


Mais de 56 mil baianos já receberam a primeira dose da vacina CoronaVac, contra a Covid-19. O dado sobre a aplicação do imunizante foi divulgado na tarde de ontem (22), pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). 

Dentro do montante de vacinados, a maior parcela corresponde aos profissionais de saúde, que receberam mais de 49 mil doses do imunizante. Idosos, Indígenas e Pessoas com deficiência aparecem na sequência, com 4.208, 2.618 e 211, respectivamente.

A cidade com maior número de vacinados foi a capital baiana, com mais de 11 mil doses. Vitória da Conquista aparece em segundo com quase 2 mil, depois vem Lauro de Freitas e Santo Antônio de Jesus, com pouco mais de 1,2 mil cada uma.  Fonte: Metro1

Continue Reading

Saúde

Avião com doses de vacina da Oxford chega ao Brasil


Um avião com 2 milhões de doses da vacina da Oxford chegou ao Brasil na tarde de hoje (22). A aeronave decolou da Índia com o imunizante produzido pelo laboratório Serum e pousou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 17h20.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), os imunizantes devem estar prontos para uso no sábado (23) à tarde, após checagem de qualidade e segurança, além de rotulagem e etiquetagem.

A Índia liberou recentemente a importação comercial das vacinas produzidas no Serum, maior produtor de imunizantes no mundo. Depois da liberação, Brasil e Marrocos foram os primeiros países beneficiados.  Fonte: Metro1

Continue Reading

Saúde

Coronavírus: mutações do Brasil, Reino Unido e África do Sul representam ‘alto risco’, alerta UE

Foto : Peter Ilicciev/Fiocruz

O Centro de Prevenção e Controle de Doenças Europeu (ECDC), ligado à União Europeia (UE), anunciou hoje (21) que as mutações do coronavírus encontradas no Brasil, Reino Unido e na África do Sul representam um “alto risco” para a Europa em razão de sua maior transmissibilidade.

“Baseado nas novas informações, o risco associado à introdução e à transmissão comunitária destas variantes preocupantes foi alterado para alto/muito alto”, disse o ECDC em um comunicado.

A mutação brasileira, chamada E484, foi identificada no Rio de Janeiro e em variantes em Manaus, como a identificada em japoneses que estiveram no Amazonas. Ela altera o RDB, o ponto da proteína S em que o Sars-CoV-2 se liga às células humanas.

Leia a matéria original em Metro1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas