Connect with us

Política

Após cinco anos, Justiça diz que palestras de Lula não são ilegais

Foto : Paulo Pinto/AGPT

A Justiça Federal no Paraná concluiu, após quase cinco anos de investigações, que as 23 palestras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a empreiteiras investigadas na Lava-Jato não foram ilegais. A decisão foi da juíza Gabriela Hardt, da Vara de Curitiba. Segundo ela, não houve comprovação de que os valores bloqueados possuem origem ilícita.

“Deve-se presumir sua licitude”, afirmou a magistrada. A Lava Jato também admitiu “ausência de prova suficiente” de crime no recebimento dos valores pelo ex-presidente.

A magistrada autorizou a liberação de metade dos R$ 9,3 milhões que estavam bloqueados em uma conta do ex-presidente. A decisão foi dada no processo que analisa o espólio da ex-primeira-dama Marisa Letícia.

De acordo com a coluna Radar, da Revista Veja, a justificativa para manter o bloqueio da integralidade dos ativos financeiros de Lula se baseava na suspeita da prática de crimes envolvendo as palestras ministradas pelo ex-presidente. “Todavia, a autoridade policial concluiu não haver indícios nesse sentido, com o que concordou o MPF. Por tais motivos, o bloqueio integral de tais valores não mais se sustenta”, escreveu Hardt. (Metro1)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro mente e diz que não há vídeo em que chame Covid de ‘gripezinha’; veja os vídeos


O presidente Jair Bolsonaro mentiu ao dizer que não há vídeo ou áudio em que ele tenha chamado de “gripezinha” a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A declaração foi dada ontem (26), durante uma live nas redes sociais. O presidente estava acompanhado do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do secretário de Alfabetização do Ministério da Educação, Carlos Nadalim.

“Falei lá atrás que, no meu caso, pelo meu passado de atleta — eu não generalizei — se pegasse o Covid, não sentiria quase nada. Foi o que eu falei. Então, o pessoal da mídia, a grande mídia, falando que eu chamei de ‘gripezinha’ a questão do Covid. Não existe um vídeo ou um áudio meu falando dessa forma. E eu falei pelo meu estado atlético, minha vida pregressa, tá? Que eu sempre cuidei do meu corpo. Sempre gostei de praticar esporte”, declarou Bolsonaro. 

Diferentemente do que o presidente afirma agora, porém, ele comparou, sim, os sintomas da Covid-19 a uma gripe em mais de uma ocasião. Em março, o presidente citou a “gripezinha”, pelo menos duas vezes, ambas gravadas em vídeos oficiais do governo federal e transmitidas ao vivo. Bolsonaro tentava evitar a paralisação de atividades econômicas e minimizava os efeitos do novo coronavírus. Só em uma delas Bolsonaro refere-se às práticas desportivas que fazia no Exército. Ele se formou em Educação Física na Força. Fonte: Metro1

Continue Reading

Política

CoronaVac pode ser aplicada sem registro da Anvisa se tiver aval de outros países, diz governador de SP


governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse hoje (26) que a CoronaVac, vacina contra covid-19 da chinesa Sinovac que está sendo testada no Brasil pelo Instituto Butantan, poderá ser aplicada no país mesmo que não obtenha registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), desde que receba o aval de agências reguladoras de outros países.

“Não há outro caminho que não liberar [a CoronaVac] dentro dos critérios que a Anvisa tem, que são os mesmos critérios de protocolos internacionais de outras agências de vigilância sanitária que também estão avaliando a vacina CoronaVac, nos Estados Unidos, na Europa, sobretudo na Ásia. Essas agências, se validarem a vacina, ela estará validade independentemente da própria Anvisa”, disse o governador em entrevista ao portal Metrópoles.

Até o momento, a CoronaVac não teve sequer um pedido de aprovação regulatória feito em qualquer país. Fonte: Metro1

Continue Reading

Política

Ibope mostra aumento da avaliação negativa do governo Bolsonaro em 23 capitais


O apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido), caiu em 23 capitais do Brasil entre outubro e novembro de 2020, segundo levantamento do Ibope divulgado nesta quinta-feira, (26).

Na avaliação de que o governo Bolsonaro é ruim ou péssimo aumentou nas seguintes capitais: Salvador (66%), São Luís (57%), Porto Alegre (56%), São Paulo (54%), Recife (52%), Aracajú (51%), Florianópolis (50%), Teresina (48%), Vitória (47%), Fortaleza (46%), Belo Horizonte (45%) Curitiba (44%), Belém (44%), Rio de Janeiro (43%), João Pessoa (43%), Maceió (39%), Natal (39%), Campo Grande (36%), Goiânia (35%), Rio Branco (35%), Manaus (32%), Cuiabá (32%), Palmas (32%), Porto Velho (31%), Macapá (30%), Boa Vista (18%).

O presidente da República teve um aumento na avaliação positiva desde que se iniciou o pagamento do Auxílio Emergencial, programa de transferência de renda para profissionasi afetados pela pandemia do novo coronavírus no país. O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), mesmo contra o posicionamento do ministro da Economia, Paulo Guedes, não descarta prorrogar o auxílio emergencial em 2021 caso a pandemia se mantenha. 

Leia a matéria original em BNews

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook