Connect with us

Esporte

Condenado por estupro, Robinho reclama: ‘Infelizmente, existe esse movimento feminista’


Condenado em primeira instância a nove anos de prisão por violência sexual de grupo contra uma jovem de origem albanesa, Robinho comentou a situação nesta sexta-feira (16), após anunciar a suspensão do contrato com o Santos. As informações são do UOL.

Robinho afirmou que não se lembra de tudo o que aconteceu na madrugada de 22 de janeiro de 2013, mas negou ter tido relação sexual com a jovem e disse que houve consentimento dela até o momento em que ele teria deixado a cena. 

“Não tive relação sexual com ela, não. A gente teve relação entre homem e mulher, relações que homem tem com a mulher, mas não chegou a ter nenhuma relação sexual, nenhuma penetração, nada disso”, disse. “Quando eu saí, os garotos continuaram lá com consentimento dela. Se eles fizeram alguma coisa com ela, não posso falar por eles. Eu sei o que eu fiz e com consentimento dela, entendeu?”, completou.

Durante a entrevista, jogador alega que “faltou contexto” em trechos da sentença mostrados em reportagem do Globo Esporte e criticou o movimento feminista.

“Infelizmente, existe esse movimento feminista. Muitas mulheres às vezes não são nem mulheres, para falar o português claro. E se levantam contra porque coisas que homens”, disse. Fonte: Metro1

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato


O Santos e o atacante Robinho anunciaram hoje (16) a suspensão do contrato entre clube e jogador, que havia acertado seu retorno ao clube no último dia 10 de outubro.

A decisão se dá depois da pressão de conselheiros, patrocinadores após a divulgação de diálogos nos quais o jogador Robinho relata o estupro que teria sido cometido por ele e amigos contra uma mulher albanesa na Itália.

“O Santos Futebol Clube e o atleta Robinho informam que, em comum acordo, resolveram suspender a validade do contrato firmado no último dia 10 de outubro para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”, disse o clube em nota oficial.

Nas redes sociais, Robinho gravou um vídeo em que fala sobre o acordo:

“Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão junto do presidente de suspender meu contrato neste momento conturbado da minha vida. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos Futebol Clube. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais. Para os torcedores do Peixão e aqueles que gostam de mim, vou provar minha inocência”, disse o jogador. Fonte: Metro1

Continue Reading

Esporte

Primeiro-ministro do Japão disse que fará “tudo o que for preciso” para Olimpíada acontecer em 2021


O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, disse que fará “tudo o que for preciso” para realizar a Olimpíada de Tóquio em 2021. Para isso, ele garante que há um trabalho intenso com o Comitê Olímpico Internacional (COI) e os organizadores locais.

“Quero fazer o necessário para ver a Olimpíada acontecer no próximo ano”, disse ele à maior agência de notícias do Japão, Kyodo News, durante assembleia popular.

Na ocasião, Yoshihide Suga também mencionou sua visita ao Vietnã e à Indonésia, afirmando que um Indo-Pacífico livre e aberto é “essencial” para a estabilidade da região. Marcada para domingo (18/10), a visita será a primeira viagem ao exterior como premiê.

Ainda na oportunidade, Suga falou que combinará medidas de contenção da Covid-19 com ações para reativar a economia. Fonte: AratuOn

Continue Reading

Esporte

Patrocinadores ameaçam rescindir contrato com Santos caso Robinho permaneça no time


Após a divulgação de diálogos nos quais o jogador Robinho relata o estupro que teria sido cometido por ele e amigos contra uma mulher albanesa na Itália, a empresa Kicaldo, uma das patrocinadoras do Santos, declarou hoje (16) que rescindirá o contrato com o clube se o atacante permanecer.  As informações são do site Globoesporte.com.

“Após acesso à reportagem do ge, comunicamos o Santos que, caso o clube não rescinda o contrato com o jogador em questão, retiraremos nosso patrocínio. A Kicaldo repudia todo tipo de violência, e por isso vamos seguir agindo sempre de acordo com nossos valores”, declarou a empresa. 

Outros patrocinadores também cogitam as rescisões dos contratos caso o Santos prossiga com a contratação do jogador ou, pelo menos, a suspensão dos pagamentos até que haja o julgamento em segunda instância na Itália. Entre eles estão a Kodilar, a Tekbond e o Grupo Foxlux.

A Orthopride, rede de franquias da área de ortodontia estética, que tinha acordo até fevereiro de 2021 para exibir sua marca dentro dos números da camisa do Santos, foi a primeira, e única até o momento, a romper contrato com o time devido à contratação de Robinho. A decisão foi divulgada na última quarta-feira (14). 

Em novembro de 2017, uma corte em Milão, na Itália, condenou o jogador a nove anos de prisão pelo crime de estupro coletivo. A decisão do Tribunal de Milão, no entanto, ainda não é definitiva e foi contestada pelas defesas do jogador do Santos e de Ricardo Falco, o outro acusado brasileiro no crime. A Corte de Apelo de Milão vai iniciar a análise do processo, em segunda instância, no dia 10 de dezembro. Fonte: Metro1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook