Connect with us

Brasil

Guarda municipal humilhado por desembargador pede R$ 114 mil de indenização


O guarda civil municipal da cidade de Santos (SP), que foi humilhado pelo desembargador Eduardo Siqueira, em meados de julho deste ano, entrou com uma ação judicial pedindo o pagamento de R$ 114 mil por danos morais, na 10ª Vara Cível de Santos. Cícero Hilário, de 36 anos, foi chamado de ‘analfabeto’, após ter multado Siquiera, que caminhava na praia sem máscara de proteção, item considerado obrigatório na baixada santista, em função da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus).

Enquanto a multa era aplicada, o desembargador tentou dar uma “carteirada” ao telefonar para o secretário de Segurança Pública de Santos, Sérgio Del Bel. Também na ocasião, além de ofender o guarda, o desembargador rasgou a multa e ainda disse, mostrando o documento: “Leia bem com quem o senhor está se metendo”. Cinco dias depois do episódio, Siqueira emitiu uma nota pedindo desculpas e disse que o trabalho do guarda foi “irrepreensível”.

Diante da conduta, o desembargador passou a ser alvo de um processo administrativo disciplinar no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e foi afastado no fim de agosto.

Leia a matéria original em A Tarde

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil


O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta terça-feira (2).

O país registrou 1.726 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas – recorde desde o início da pandemia – chegando ao total de 257.562 mil óbitos desde seu começo. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 1.274. A variação foi de 23% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

O número de mortes em 24 horas registrado no Brasil nesta terça-feira (2) é superior ao registrado preliminarmente nos Estados Unidos na segunda-feira (1º) e compilado nos principais painéis de monitoramento. Segundo a Johns Hopkins, os EUA tiveram 1.567 mortes. O número é semelhante ao verificado pela plataforma Our World in Data, da Universidade de Oxford, que aponta 1.565 mortes no país. Os EUA somam, desde o início da pandemia, 515.985 óbitos.

Já são 40 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de 1 mil, 6 dias acima de 1,1 mil, e pelo terceiro dia a marca aparece acima de 1,2 mil. Foram quatro recordes seguidos de sábado até aqui. Veja a sequência da última semana na média móvel:

  • Quarta-feira (24): 1.129 (recorde)
  • Quinta-feira (25): 1.150 (recorde)
  • Sexta-feira (26): 1.148
  • Sábado (27): 1.180 (recorde)
  • Domingo (28): 1.208 (recorde)
  • Segunda-feira (1º): 1.223 (recorde)
  • Terça-feira (2): 1.726 (recorde)

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 10.647.845 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 58.237 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 55.318 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de 22% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta também nos diagnósticos.

Quinze estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: PR, RS, SC, DF, SP, AC, PA, TO, AL, BA, CE, MA, PB, PI, RN e SE (G1)

Continue Reading

Brasil

Síndrome de Haff: morre, no Recife, veterinária que comeu peixe olho-de-boi


Morreu, hoje (2), a veterinária pernambucana Pryscila Andrade, de 31 anos. Ela estava internada desde o dia 20 de fevereiro no Real Hospital Português (RHP), no Recife, após contrair uma doença por ter comido peixe olho-de-boi.

O quadro clínico de Pryscila era de Síndrome de Haff, conhecida popularmente como “doença da urina preta”.

A morte da veterinária foi informada por sua mãe, Betânia Andrade, em publicação no Instagram.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), há cinco casos de Síndrome de Haff em investigação em Pernambuco, incluindo os dois das irmãs.

Na Bahia, o número de casos da doença de Haff teve um crescimento 206%, segundo dados da Secretaria de Saúde do estado coletados no início de fevereiro. O órgão registra 40 casos da “doença da urina preta”, enquanto até novembro do ano passado havia 19 registros em todo o estado.

Leia a matéria original em Metro1

Continue Reading

Brasil

Sem leitos de UTI Covid, hospital Sírio-Libanês tem fila de espera com 28 pacientes

Foto: Divulgação Etcetera Comunicação

O hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, contabilizava na noite do último domingo uma fila de 28 pessoas para internação da UTI de Covid da unidade. É a maior fila desde o início da pandemia, segundo apurou o colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim.

O número é um indicativo de que a fila vem crescendo, já que na noite da última quinta-feira (25), por exemplo, a lista de espera contava com 22 pacientes.

O Sírio-Libanês é um hospital de alto padrão e considerado por especialistas e entidades da Saúde como um dos melhores do país. (BNews)

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas