Connect with us

Brasil

Padre Fábio de Melo defende união civil entre homossexuais: ‘Questão de justiça’

Foto: Reprodução

Conhecido por suas visões progressistas, o padre Fábio de Melo voltou a defender, nesta quinta-feira (29), o direito à união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Em live com o empresário Marcus Montenegro, ele falou sobre a declaração do papa Francisco de que pessoas homossexuais “são filhas de Deus e têm direito a uma família”.

O sacerdote brasileiro lembrou que em 2013 foi execrado por ala mais conservadora da Igreja Católica por ter se posicionado de forma semelhante.

“Nós precisamos saber distinguir o que é uma regra religiosa de uma regra civil. Porque somos religiosos nós não temos que impor às pessoas que não são as nossas regras ou impedi-las de terem os seus direitos civis garantidos”, afirmou ele.

Padre Fábio disse que sempre considerou uma injustiça os casais gays não terem direito a uma união civil.

“Não cabe a mim como padre ficar impondo ao outro uma regra que não me diz respeito. É uma questão de justiça.” Segundo ele, o que o papa Francisco disse não quer dizer que os sacerdotes terão que celebrar agora os casamentos gays agora dentro da igreja. “O contexto que ele fala é uma instância jurídica civil. A gente sabe do grande desastre que é quando misturamos a religião e o Estado, do quanto pode ser prejudicial”, acrescentou.

A declaração do papa em defesa dos direitos LGBT está presente no documentário “Francesco”, dirigido pelo americano Evgeny Afineevsky, e lançado em Roma, no último dia 21. “Pessoas homossexuais têm o direito de estar em uma família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deveria ser descartado [dela] ou ser transformado em miserável por conta disso”, diz o pontífice no filme.

“O que temos de criar é uma lei de união civil. Assim, ficam legalmente protegidos. Posiciono-me por isso”, afirma.

Leia a matéria original em Correio

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Brasil registra 1.840 mortes por Covid em 24h e renova recorde


O Brasil bateu, pelo segundo dia consecutivo, o recorde de mortes por Covid-19 notificadas em 24h. Foram 1.840 óbitos contabilizados pelas secretarias estaduais de saúde. O país totaliza 259.402 vidas perdidas para o novo coronavírus. A média móvel também bateu um novo recorde: 1.332. É o quinto dia consecutivo que isto ocorre. O cálculo está 29% maior do que duas semanas atrás.

Veja os dez dias com maior número de mortes por Covid-19:

  • 3/3/2021 com 1.840 mortes
  • 2/3/2021 com 1.726 mortes
  • 25/2/2021 com 1.582 mortes
  • 29/7/2020 com 1.554 mortes
  • 4/6/2020 com 1.470 mortes
  • 11/2/2021 com 1.452 mortes
  • 28/1/2021 com 1.439 mortes
  • 24/2/2021 com 1.433 mortes
  • 18/2/2021 com 1.432 mortes
  • 4/8/2020 com 1.394 mortes

Desde as 20h de terça-feira, 74.376 novos casos foram registrados, elevando para 10.722.221 o total de infectados pelo vírus Sars-CoV-2 no país. A média móvel foi de 56.602 diagnósticos positivos, 27% maior do que o cálculo de 14 dias atrás.

A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda dos casos ou das mortes. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o ruído” causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão. Fonte: OGlobo.

Continue Reading

Brasil

Senado vota nesta quarta PEC que abre caminhos para novo auxílio emergencial; confira valores


O Governo Federal prepara a medida provisória que definirá o novo auxílio emergencial de R$ 250 assim que a Proposta de Emenda à Constituição 186, que cria espaco para o benefício nas contas públicas, for aprovada em votação no Senado ainda nesta quarta-feira (3/3). A MP trará outros dois valores: R$ 175 e R$ 375.

Além do público do Bolsa Família, também serão beneficiados os inscritos no Cadastro Único e os trabalhadores informais. De acordo com apuração do SBT News,  as cotas previstas na MP, a ser publicada na próxima semana, serão diferenciadas. Além dos valores de R$ 250 previstos para a maior parte dos beneficiados, haverá outras duas cotas: R$ 175 para pessoas sozinhas (unifamiliar) e R$ 375 para as mulheres chefes de família (monoparentais).

A previsão é que a PEC Emergencial seja aprovada no Senado ainda nesta quarta. Na Câmara, a aprovação deverá ocorrer na próxima quarta-feira (10/3). Assim, a MP com a definção dos valores deverá ser editada até o final da semana que vem.

Leia a matéria original em AratuOn

Continue Reading

Brasil

Hospital em Porto Alegre instala contêiner refrigerado para armazenar corpos de vítimas da Covid-19

Foto : Itamar Aguiar/Pálacio Piratini

O Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS) teve que instalar um contêiner refrigerado para armazenar corpos de pacientes mortos pela Covid-19. A capital enfrenta um colapso no seu sistema de saúde diante do grande aumento de casos e internações pela doença.

Segundo um comunicado divulgado pela unidade particular, a instalação é uma medida preventiva a ser utilizada “somente em caso de real necessidade”. O necrotério do hospital tem como armazenar três corpos, quantidade suficiente para o porte da unidade, segundo a instituição. Mas, com a explosão do número de mortes pela doença, pode precisar de mais espaço.

O índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Moinho de Vento chegou a 120%, com 79 pacientes para 66 leitos originalmente disponíveis. A unidade abriu novas alas para atender a demanda de infectados com o vírus necessitando de cuidados hospitalares.

A taxa de ocupação de UTIs na cidade ultrapassou 100% ontem (2). Muitos hospitais estão improvisando leitos para atender pacientes.

Leia a matéria original em Metro1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas