Connect with us

Cidades

Justiça proíbe corte de árvores em Ilhéus após ação civil por danos que resultaram em mortes de maritacas

Maurício Maron

A Justiça proibiu o corte de árvores na Avenida Soares Lopes e na zona urbana de Ilhéus, no sul da Bahia, na terça-feira (17), após uma ação civil pública ser impetrada contra a prefeitura da cidade depois que a derrubada de árvores na região ocasionou a fuga das maritacas [espécie de ave].

A ação foi impetrada em setembro deste ano por duas organizações integrantes do Movimento Preserva. Na ocasião, a ação visava, em caráter de urgência, a suspensão de todo e qualquer corte ou poda de árvores na avenida e em todo o perímetro urbano de Ilhéus.

Na decisão desta quarta (18), a juíza substituta da Primeira Vara de Fazenda Pública de Ilhéus concedeu a liminar para que o município e a Mazza Engenharia interrompam imediatamente qualquer poda ou derrubada de árvore nas obras de duplicação da BA-001e também nas obras de acesso à ponte Jorge Amado.

A decisão pontuou ainda que, caso não seja cumprida a determinação, os envolvidos poderão pagar multa diária de R$ 50 mil, além de uma multa pessoal de R$ 5 mil, também diária.

A polêmica teve início quando várias aves da espécie foram encontradas mortas ou desorientadas em vários pontos da cidade, em julho deste ano. As mortes ocorreram após os cortes de árvores exóticas, na Avenida Soares Lopes, no centro de llhéus, onde as maritacas costumavam se abrigar.

No mesmo mês, a prefeitura de Ilhéus informou que seria elaborado um plano de ação para ajudar na readaptação das aves e maritacas da paisagem urbana. No entanto, conforme documento publicado na terça, dois meses após a derrubada das árvores, a prefeitura não havia tomado nenhuma medida para diminuir os dados ambientais causados.

Leia a matéria original em G1

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Riachão do Jacuípe: Professor é preso suspeito de abuso sexual contra adolescente


Um professor foi preso temporariamente por suspeita de abuso sexual na última quinta-feira (21) em Riachão do Jacuípe, cidade a cerca de 200 Km de Salvador. A vítima é adolescente, mas não há detalhes se outros menores de idade também foram abusadas pelo suspeito, identificado como Aurelino Silveira Leo Mascarenhas Filho, de 46 anos.

De acordo com o Ministério Público (MP-BA), que informou sobre o caso, o professor foi preso temporariamente e o inquérito policial está em andamento para investigar a denúncia de abuso contra pessoas menores de idade. No entanto, o conteúdo não pode ser divulgado por envolver adolescente.

Ainda de acordo com o MP-BA, a prisão temporária do suspeito vai durar por 30 dias e vale até o dia 21 de fevereiro.

O G1 entrou em contato com a Polícia Civil, que informou por meio de nota que o caso corre sob segredo de Justiça. Além disso, o órgão disse que não possui nenhuma informação do caso.

Leia a matéria original em Voz da Bahia

Continue Reading

Cidades

Instrutor de Auto Escola é assassinado em Riachão do Jacuípe


O instrutor de Auto Escola de Riachão do Jacuípe José Orbervan Carneiro, 46 anos, conhecido como ‘Moral’ foi baleado na noite desta segunda-feira, 25, após reagir a um assalto no Bairro Jatobá, ainda com vida foi socorrido para o Hospital Municipal mas não resistiu.

As primeiras informações dão conta que a vítima comprou um carro na cidade de Capim Grosso distante cerca de 80km de Riachão e estava dando uma volta pela cidade na companhia de um jovem de prenome Gabriel que estava dirigindo quando chegaram dois indivíduos de moto anunciando o assalto.

Gabriel teria saído de dentro do veículo com as mãos pra cima, enquanto ‘Moral’ foi de encontro ao bandido na tentativa de evitar o assalto e acabou sendo alvejado. Os criminosos fugiram sem levar o veículo. Fonte: Calila Notícias.

Continue Reading

Cidades

Bando invade casa, mata jovem de 15 anos e sequestra a mãe dela na Bahia


Uma adolescente de 15 anos, Stefany Jesus do Nascimento, foi executada a tiros, na madrugada desta terça-feira (26/1), no município de Cruz das Almas, a 153 km de Salvador. O crime aconteceu em uma vila quilombola localizada nas proximidades da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Agentes da delegacia local disseram ao Aratu On que o crime aconteceu por volta de 1h45, e foi cometido por dois homens que invadiram a casa onde a vítima morava. Os criminosos, além de executar a adolescente, fugiram sequestrando a mãe dela, de 36 anos.

Na manhã desta terça-feira, segundo investigadores, a unidade recebeu um telefonema anônimo, informando que o carro utilizado pelos assassinos, roubado de um taxista, foi localizado na cidade de Conceição da Feira.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o delegado Cristóvão Éder, que investiga o caso, saiu com uma equipe em diligência para verificar se a denúncia se confirma. Até a publicação desta reportagem, a mãe da jovem estava desaparecida. 

A 27ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Cruz das Almas) foi acionada e isolou a área da execução até a chegada do Departamento de Polícia Técnica. O corpo de Stefany foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Santo Antônio de Jesus. 

Leia a matéria original em AratuOn

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas