Connect with us

Economia

Auxílio Emergencial: Caixa começa a pagar novas parcelas


A Caixa Econômica Federal (CEF) começa a pagar neste domingo (22) mais uma parcela do Auxílio Emergencial. Os primeiros a receber serão 3,6 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro.
Entre os beneficiários deste domingo, estão 3,4 milhões que vão receber uma parcela do Auxílio Emergencial extensão, de R$ 300. Outros 200 mil ainda vão receber alguma das parcelas de R$ 600.

A ajuda paga neste domingo será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito neste domingo serão liberados no dia 19 de dezembro.

  • 200 mil trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em janeiro, recebem a próxima parcela de R$ 600:
    – aprovados que já receberam 4 parcelas recebem a quinta parcela;
    – aprovados que já receberam 3 parcelas recebem a quarta parcela;
    – aprovados que já receberam 2 parcelas recebem a terceira parcela;
    – aprovados que já receberam 1 parcela recebem a segunda parcela.
  • 3,4 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, janeiro em fevereiro, recebem a próxima parcela de R$ 300:
    – trabalhadores que já receberam as 5 parcelas de R$ 600 recebem a primeira de R$ 300
    – trabalhadores que já receberam 1 parcela de R$ 300 recebem a segunda parcela de R$ 300
    – trabalhadores que já receberam 2 parcelas de R$ 300 recebem a terceira parcela de R$ 300

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje


Cerca de 3,4 milhões de beneficiários do auxílio emergencial e do auxílio emergencial extensão nascidos em julho poderão sacar a última parcela do benefício a partir desta sexta-feira (15). Eles poderão sacar ou transferir os recursos da conta poupança social digital. Foram creditados cerca de R$ 2,4 bilhões para esse público nos ciclos 5 e 6 de pagamentos.

Desse total, cerca R$ 2,2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão e o restante, cerca de R$ 200 milhões, às parcelas do auxílio emergencial.

O dinheiro havia sido depositado na conta poupança digital em 2 de dezembro para os beneficiários do ciclo 5 e em 21 de dezembro para os beneficiários do ciclo 6. Até agora, os recursos podiam ser movimentados apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos, de contas de água, luz e telefone, compras com o cartão virtual de débito pela internet e compras em estabelecimentos parceiros por meio de maquininhas com código QR (versão avançada do código de barras).

Para realizar o saque em espécie, é necessário fazer o login no Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou nas agências. (Varela)

Continue Reading

Economia

Bolsa Família: Novo empréstimo de até R$ 15 mil já pode ser feito


O Progredir, conjunto de ações do governo federal para promover a autonomia, por meio da geração de emprego e renda, das famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e beneficiárias do Programa Bolsa Família,  abriu oportunidades para microempreendedores de baixa renda inscritos no Cadastro Único e beneficiários do Bolsa Família.

De acordo com o projeto, os microempreendedores poderão ter acesso ao crédito em condições especiais para que possam empreender. O programa liberou, ao todo, R$ 4 bilhões para operações de microcrédito no plano Progredir. Os beneficiários poderão solicitar até R$ 15 mil.

O plano reúne qualificação profissional, apoio ao empreendedorismo e encaminhamento ao mercado de trabalho, a fim de contribuir para fortalecer as capacidades individuais e gerar independência socioeconômica.

Coordenado pela Secretaria de Inclusão Social e Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), e mediante parcerias públicas e privadas, o Progredir atua de forma conjunta e integrada em três eixos:

Intermediação de mão de obra

  • Ferramenta para elaboração de currículos
  • Identificação do perfil dos candidatos
  • Cruzamento dos perfis dos candidatos e das vagas de emprego oferecidas por empresas parceiras
  • Encaminhamento para o mercado de trabalho

Qualificação profissional

Cursos profissionalizantes: 

  • 1 milhão de vagas em cursos do Pronatec Oferta Voluntária
  • Ferramenta on-line de localização de Centros Vocacionais Tecnológicos para apoiar o acesso a cursos de formação profissional

 Educação financeira:

  • Oficinas de educação financeira para mais de 100 mil famílias

Inclusão digital:

  • Ferramenta on-line de localização de telecentros para apoiar o acesso a cursos de inclusão digital
  • Bolsas para Agentes de Inclusão Digital

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, a expectativa é que os recursos beneficiem cerca de 1,5 milhão de pessoas. Até maio, R$ 3,3 bilhões foram liberados e usados por esse público dando início ao próprio negócio e assim gerando renda.

O programa é destinado à cidadãos em situação de vulnerabilidade e que em outras circunstâncias não teriam acesso a crédito por não possuírem garantias, houve a criação de um aval solidário. No entanto, para evitar inadimplência, caso uma pessoa participante da modalidade, não cumpra com suas obrigações, todas as outras cobrem o valor devido. Sendo assim, a inadimplência ficou em 1% das operações.

Como solicitar?

Para solicitar, antes de tudo, o interessado deverá estar inscrito no Cadastro Único e acessar o site, se cadastrar e em seguida solicitar Após isso, será necessário selecionar entre duas opções disponíveis conforme o perfil do solicitante, se já empreendedor ou se pretende ser um empreendedor.

Após isso, os bancos parceiros vão avaliar as informações que fornecidas no formulário e verificar a viabilidade de oferecer o microcrédito do Bolsa Família. Fonte: NotíciasConcursos

Continue Reading

Economia

Ministério da Economia autoriza reajuste de aposentadorias dos brasileiros

Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Aposentadorias e benefícios acima de um salário mínimo pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terão reajuste de 5,45%. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), pelo Ministério da Economia, nesta quarta-feira (13/1).

Com o aumento, a partir de 1º de janeiro, o teto dos benefícios pagos pelo INSS passa de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57. O reajuste segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), conforme determina a legislação previdenciária. 

Na publicação, também consta que o valor mínimo a ser pago em aposentadorias, pensões por morte, auxílio-doença e auxílio reclusão será de R$ 1.100 de acordo com o valor do salário mínimo aprovado para 2021, que serve como piso para os pagamentos feitos pelo INSS. 

No caso dos benefícios concedidos no ano passado, o beneficiário pode ter direito a um reajuste apenas proporcional, de acordo com o mês em que obteve o direito a receber o pagamento.

O reajuste, no entanto, equivale também ao aumento de 5,45% de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (12/1), pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Isso significa que o reajuste nos pagamentos do INSS não significa ganho real aos beneficiários.  

Leia a matéria original em AratuOn

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas