Connect with us

Brasil

Após ser torturada, jovem sequestrada em Pernambuco é resgatada em Alagoas


Uma jovem de 24 anos sequestrada em Ibimibirim, no Sertão de Pernambuco, no domingo (10), foi encontrada pela polícia no município de Arapiraca, em Alagoas, nessa terça-feira (12). De acordo com a corporação, ela chegou a ser torturada no cativeiro. Três suspeitos foram presos pelos crimes, dois homens de 25 e 20 anos e uma mulher de 27.

As buscas na cidade foram iniciadas a partir de informações repassadas pela Polícia Civil de Pernambuco a agentes de Arapiraca. Por volta das 14h, os policiais localizaram um veículo gol prata, mesmo carro utilizado no sequestro em Pernambuco.

A jovem teria sido sequestrada por causa de uma dívida por tráfico de drogas do namorado, e os criminosos teriam enviado para ele vídeos das torturas, exigindo ainda R$ 15 mil para o resgate. Nas imagens, a vítima aparecia sendo torturada dentro do carro encontrado.

Após encontrar o veículo, os policiais identificaram uma casa e fizeram um cerco no local. Três pessoas foram presas no imóvel, mas a vítima não foi encontrada. Também não houve colaboração dos presos em falar onde seria o cativeiro.

A jovem foi achada após troca de informações entre agências de inteligência das polícias civis de Pernambuco, Alagoas e Santa Catarina. Ela estava no loteamento Real, na rua Marinita Gomes, bairro Batingas, no interior de um imóvel em um cômodo escuro, amarrada, com várias lesões pelo corpo e em estado de choque.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada até o local, e a vítima foi levada para o hospital de emergência do Agreste, onde foi atendida. Após alta médica, foi encaminhada até a Central de Polícia de Arapiraca e ouvida pelo delegado Filipe Caldas.

Efetivo
A operação de resgate foi realizada pelas policias Civil e Militar de Alagoas, de Pernambuco e de Santa Catarina, e foi coordenada pelos delegados Filipe Caldas, da Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DH), Guilherme Iustem, da 4ª Delegacia Regional de Polícia de Arapiraca, e Gustavo Xavier, da 7° Delegacia Regional de Polícia de Penedo.

A ação foi acompanhada pelo secretário de Segurança Pública de Alagoas, Alfredo Gaspar, o delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, e o gerente de Polícia Judiciária da Região 3, delegado Mário Jorge Barros, todos de Alagoas.

Leia a matéria original em Correio

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Twitter põe alerta de informação enganosa em publicação de Bolsonaro sobre tratamento precoce contra Covid

Foto : Marcos Corrêa/PR

O Twitter marcou como “enganosa” uma publicação na qual o presidente Jair Bolsonaro falava sobre “tratamento precoce” contra a Covid-19, indicando remédios sem eficácia comprovada por profissionais da área de saúde. 

Na medida, a plataforma alerta que a postagem “violou as regras do Twitter sobre a publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à covid-19”, mas mantém a publicação no ar. 

Desde o início da pandemia do coronavírus, o presidente defende o uso de remédios sem eficácia comprovada para tratamento ou prevenção da doença. No entanto, pesquisadores de diferentes universidades e países já comprovaram que não há medicamentos capazes de tal efeito. 

Leia a matéria original em Metro1

Continue Reading

Brasil

Oposição vai entrar com pedido de impeachment contra Bolsonaro por crise no AM


Os partidos de oposição Rede, PSB, PT, PCdoB e PDT informaram que vão formalizar um novo pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta sexta-feira (15) por causa do colapso na saúde do Amazonas. O estado não possui oferta suficiente de oxigênio para atender pacientes internados com a Covid-19.

“Considerando a prática de crimes de responsabilidade em série, que resultaram na dor asfixiante do Amazonas e de milhares de famílias brasileiras, nossos partidos – Rede, PSB, PT, PCdoB e PDT – decidiram apresentar novo pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro”, diz um trecho da nota, de acordo com UOL.

“O presidente da República deve ser política e criminalmente responsabilizado por deixar sem oxigênio o Amazonas, por sabotar pesquisas e campanhas de vacinação, por desincentivar o uso de máscaras e incentivar o uso de medicamentos ineficazes, por difundir desinformação, além de violar o pacto constitucional entre União, Estados e Municípios”, completa.

Em meio ao caos que o Amazonas enfrenta, o presidente disse a apoiadores nesta sexta que o Governo Federal fez sua parte.

“Terrível o problema em Manaus. Agora, nós fizemos a nossa parte. Recursos, meios. Hoje, as Forças Armadas ‘deslocou’ para lá um hospital de campanha. O Ministro da Saúde esteve lá segunda-feira e providenciou oxigênio”, afirmou conforme o G1.

Leia a matéria original em Bahia.Ba

Continue Reading

Brasil

Ministério da Saúde solicita “entrega imediata” de 6 milhões de doses da CoronaVac que estão no Butantan

Foto: fotos públicas/HM Treasury

O Ministério da Saúde enviou um ofício endereçado ao Instituto Butatan, nesta sexta-feira (15/1), solicitando todas as doses da Coronavac, feita em parceria com a impresa chinesa Sinovac. O documento requer que o Butantan faça “a entrega imediata das 6 milhões de doses da vacina importadas e que foram objeto do pedido de autorização de uso emergencial perante a Anvisa”. 

A intenção seria distribuí-la igualmente para os estados. “Ressaltamos a urgência na imediata entrega do quantitativo contratado e acima mencionado, tendo em vista que esse Ministério precisa fazer o devido loteamento pata iniciar a logística e a distribuição para todos os estados da federação de maneira simultânea e equitativa, conforme cronograma previsto no Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a Covid-19”, diz o ofício. 

O documento é assinado por Roberto Ferreira Dias, diretor do departamento de logística em saúde. A entrega das duas mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford, que o Brasil afirma ter adquirido do laboratório indiano Serum Institute e que seriam entregues até esse sábado (15/1) sofrerão atraso, segundo o Itamaraty, e não há data para chegarem ao Brasil.

Nas redes sociais, a divulgação do documento gerou comentários negativos. Parte dos internautas lembraram a hesitação do presidente Jair Bolsonaro em relação à essa vacina e sua declaração de que não iria comprar o composto. 

Leia a matéria original em AratuOn

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas