Connect with us

Violência

Homem é detido por espancar companheira grávida na Bahia; vítima perdeu bebê

Foto: Agência Brasil

Um homem suspeito de espancar a companheira grávida, na cidade de Ipiaú, no sul da Bahia, foi detido por mandado de prisão preventiva. Devido às lesões, a vítima perdeu o bebê e precisou ser hospitalizada. Caso foi divulgado neste sábado (20) e a polícia não deu detalhes.

O suspeito, que tem 28 anos, chegou a ser preso em flagrante e foi solto em audiência de custódia, com a imposição de medidas protetivas.

Diante disso, a delegacia entrou com pedido de prisão preventiva, que foi aceito pela Justiça. A vítima estava grávida de sete semanas e o homem é o pai do bebê.

A jovem ainda não foi ouvida pela polícia, por causa do estado de saúde, e por isso não há informações sobre o que motivou o ataque.

Leia a matéria original em Varela Notícias

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Violência

Idoso de 80 anos morre após ser empurrado e bater cabeça no chão durante briga de trânsito em Caculé


Um aposentado de 80 anos, identificado como Juracy Teixeira Costa, morreu após bater a cabeça no chão, depois de ser empurrado em uma briga de trânsito na cidade de Caculé, no sudoeste da Bahia. O suspeito foi preso.

De acordo com a Polícia Civil, o idoso estava descarregando um caminhão, na quarta-feira (24), quando um homem de 48 anos chegou em outro veículo e pediu para o aposentado retirar o carro. Os dois discutiram, o idoso foi empurrado, caiu no chão e bateu a cabeça. Ele foi levado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

O suspeito foi autuado em flagrante por lesão corporal seguida de morte e levado para a sede da 22ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Guanambi, cerca de 70 km distante de Caculé, e permanece preso à disposição da Justiça Criminal. (G1)

Continue Reading

Violência

Camaçari: Menina de dois anos morre com tiro na cabeça um dia antes do aniversário


A festa de 3 anos da Isabela Guimarães Santos estava pronta. Todos os detalhes haviam sido pensados pela mãe que pretendia realizar uma festa simples na casa da família, em Águas Claras, Salvador, com a presença de pessoas mais próximas, mas a pequena não teve a chance de soprar a velinha. Ela foi morta no último domingo, 21, com um tiro na cabeça junto com a avó materna, um dia antes do aniversário.

O crime aconteceu na Rua das Almas, bairro dos 46, na residência da avó, Edileuza Cipriano das Neves, de 46 anos, com quem a criança costumava passar os finais de semana. 

De acordo com um tio paterno de Isabela, no dia do crime, um homem, com quem Edileuza teria tido uma discussão, invadiu a casa à procura do desafeto. Ao encontrar as duas em um dos cômodos da residência, ele sacou a arma e disparou em direção a mulher. A criança, que estava ao lado, não teve tempo de correr, foi alvejada e morreu na hora.

“A menina foi passar o final de semana com a avó que se envolveu em uma discussão, não sei se foi uma discussão apenas com ofensas verbais ou com agressões físicas, acabou que o rapaz se ofendeu, entrou na casa, sacou a arma e atirou primeiro na avó, como a menina estava do lado, ele também atirou”, conta o tio. 

No local do crime havia uma quarta pessoa, um vizinho de Edileuza que presenciou o crime e que, também, foi baleado. Ele é o único sobrevivente. Com um ferimento na perna, foi encaminhado e atendido em uma unidade de saúde da cidade. 

O tio de Isabela, diz que a mãe e o pai da criança, seu irmão, estão bastante abalados. Parte da família realizará amanhã um protesto na BR-324, na altura do posto Caramuru. A intenção é chamar atenção das autoridades já que o suspeito do crime ainda não foi preso. (BNews)

Continue Reading

Violência

Homem mata mulher ao inserir 13 embalagens de camisinha em sua boca; ela teve o corpo carbonizado


A polícia identificou o responsável pela morte de Francisca Nunes Evaristo. Ela foi assassinada no último dia 15 de dezembro, em Juazeiro, no norte da Bahia, e a perícia do corpo atestou que havia 13 embalagens de preservativos masculinos dentro de sua boca, em uma tentativa de asfixiá-la. Depois, o corpo ainda foi carbonizado dentro da casa onde ela morava. O suspeito, que não teve o nome revelado, é o seu ex-companheiro. Ele já respondia a processos pela morte de quatro mulheres, três delas em Salvador e uma em Minas Gerais

Após o crime, foi emitido um mandado de prisão preventiva contra ele. De acordo com a apuração da delegacia local, dias antes da morte, Francisca tinha falado aos amigos que havia pedido que o suspeito fosse embora da sua casa, mas que ele havia respondido que só sairia caso ela lhe pagasse uma alta quantia em dinheiro. 

O homem, que trabalhava no Mercado do Produtor da cidade, não compareceu ao trabalho no dia seguinte ao assassinato da vítima, que era vendedora de cocadas, e foi visto por testemunhas com uma bolsa nas costas, em direção a Petrolina, em Pernambuco. Ele está foragido.

Familiares dele informaram à polícia que o suspeito já havia matado outras quatro pessoas, todas do sexo feminino. Segundo estes relatos, ele  costumava se aproximar de mulheres sozinhas, conquistar sua confiança e depois assassiná-las.

(AratuOn)

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas