Connect with us

Cidades

Município de Ubaíra já vacinou 585 pessoas contra Covid-19


O município de Ubaíra no Vale do Jiquiricá, já vacinou 585 pessoas contra Covid-19, é o que informa o boletim epidemiológico deste domingo (21).

Neste momento são 02 casos ativos, 01 em isolamento e outro internado.

52 monitorados, 09 aguardando resultado, 349 recuperados, 08 óbitos e total de 359 casos desde o início da Pandemia. (Criativa Online)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Mulher é executada a tiros no município de Santo Estêvão; vítima conduzia motocicleta

Foto: Berimbau Notícias

Uma mulher, de 29 anos, identificada como Cássia Araújo de Oliveira, foi assassinada a tiros, na tarde desta quinta-feira (25/2) no município de Santo Estêvão, a 155 km de Salvador. O crime aconteceu no Conjunto Lagoinha, que fica no bairro São Roque.

Segundo informações da polícia, a vítima conduzia uma motocicleta, Honda de cor vermelha (Placa de Feira de Santana), quando foi atingida pelos disparos. Ela morava no mesmo conjunto onde o crime aconteceu.

O autor do assassinato e a motivação do crime ainda são desconhecidos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. (AratuOn)

Continue Reading

Cidades

Araci: homem é preso acusado de estupro de vulnerável


Um homem, de 46 anos, acusado de estupro de vulnerável foi preso nesta quarta-feira, 24, no bairro Tiracolo, em Araci, a 211 km de Salvador. O crime ocorreu em 2015, em Suzano (SP) e já existia um mandado de prisão preventiva aberto contra ele, expedido pela Vara de Violência Doméstica e Familiar de Suzano.

Segundo as investigações, ele é acusado de estuprar a enteada de 8 anos e fugir  e, em seguida, fugir de São Paulo para Araci. Ao ser localizado no bairro do município baiano, ele foi imediatamente capturado.

Agora, o acusado segue à disposição da Justiça. (A Tarde)

Continue Reading

Cidades

Grupo protesta após vizinho invadir casa e matar avó e neta, de apenas dois anos, em Camaçari


Parentes, amigos e vizinhos das vítimas de um duplo homicídio ocorrido no domingo (21/2) se reuniram na BR-324, na altura do posto Caramuru, na manhã desta quinta-feira (25/2), para pedir por justiça. Com fotos e cartazes nas mãos, o grupo quer a colaboração da população para denunciar o paradeiro do suposto assassino.

Segundo o desabafo da filha e mãe das vítimas, o crime foi motivado por uma briga de crianças. Ingrid das Neves Guimarães contou em entrevista exclusiva à repórter da TV Aratu, Driele Veiga, que o autor dos disparos seria um vizinho que invadiu a casa onde elas dormiam após a mãe dela, identificada como Edileusa Cipriano das Neves, 46 anos, repreender o filho do suspeito. O menino, de quatro anos, teria agredido a pequena Isabela Guimarães Santos, de dois anos, durante uma brincadeira na tarde do sábado (20/2).

Na madrugada de domingo, o rapaz, que não teve a identidade divulgada, foi até a residência, localizada na Rua das Almas, Bairro dos 46, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, para tirar satisfação acerca do desentendimento envolvendo o filho dele. O suspeito sacou uma arma e disparou contra Isabela. Edileusa ainda tentou proteger a neta, mas também foi alvejada e morta.

A tragédia aconteceu um dia antes do aniversário de três anos da criança. A mãe da menina conta, ainda, que a festa estava quase pronta. Todos os detalhes já haviam sido pensados para uma celebração simples na casa da família, em Salvador, com a presença de pessoas mais próximas. 

Conforme a Polícia Militar, equipes do 12° Batalhão (BPM/Camaçari) foram acionadas para prestar apoio aos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que se encontrava em deslocamento para atender a três vítimas de disparos de arma de fogo.

No local, as equipes encontraram Isabela e Edileusa  já mortas. Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi atingido no pé esquerdo e socorrido para o Hospital Geral de Camaçari pela guarnição. O estado de saúde dele não foi informado.

O sobrevivente relatou que, antes do atentado, houve uma discussão com um vizinho e pouco depois o mesmo homem entrou na sua casa e efetuou os disparos. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Camaçari. (AratuOn)

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas