Connect with us

Cidades

Grupo protesta após vizinho invadir casa e matar avó e neta, de apenas dois anos, em Camaçari

Parentes, amigos e vizinhos das vítimas de um duplo homicídio ocorrido no domingo (21/2) se reuniram na BR-324, na altura do posto Caramuru, na manhã desta quinta-feira (25/2), para pedir por justiça. Com fotos e cartazes nas mãos, o grupo quer a colaboração da população para denunciar o paradeiro do suposto assassino.

Segundo o desabafo da filha e mãe das vítimas, o crime foi motivado por uma briga de crianças. Ingrid das Neves Guimarães contou em entrevista exclusiva à repórter da TV Aratu, Driele Veiga, que o autor dos disparos seria um vizinho que invadiu a casa onde elas dormiam após a mãe dela, identificada como Edileusa Cipriano das Neves, 46 anos, repreender o filho do suspeito. O menino, de quatro anos, teria agredido a pequena Isabela Guimarães Santos, de dois anos, durante uma brincadeira na tarde do sábado (20/2).

Na madrugada de domingo, o rapaz, que não teve a identidade divulgada, foi até a residência, localizada na Rua das Almas, Bairro dos 46, no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, para tirar satisfação acerca do desentendimento envolvendo o filho dele. O suspeito sacou uma arma e disparou contra Isabela. Edileusa ainda tentou proteger a neta, mas também foi alvejada e morta.

A tragédia aconteceu um dia antes do aniversário de três anos da criança. A mãe da menina conta, ainda, que a festa estava quase pronta. Todos os detalhes já haviam sido pensados para uma celebração simples na casa da família, em Salvador, com a presença de pessoas mais próximas. 

Conforme a Polícia Militar, equipes do 12° Batalhão (BPM/Camaçari) foram acionadas para prestar apoio aos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que se encontrava em deslocamento para atender a três vítimas de disparos de arma de fogo.

No local, as equipes encontraram Isabela e Edileusa  já mortas. Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi atingido no pé esquerdo e socorrido para o Hospital Geral de Camaçari pela guarnição. O estado de saúde dele não foi informado.

O sobrevivente relatou que, antes do atentado, houve uma discussão com um vizinho e pouco depois o mesmo homem entrou na sua casa e efetuou os disparos. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Camaçari. (AratuOn)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Primeira mulher prefeita de Cachoeira relata ameaças de morte após assumir o cargo

Foto : Prefeitura de Cachoeira

A prefeita de Cachoeira, no recôncavo da Bahia, Eliana Gonzaga de Jesus (Republicanos), de 52 anos, denunciou ter recebido ameaças de morte desde o início da campanha que levou à sua eleição, em novembro do ano passado. Ela é a primeira mulher a ser eleita prefeita do município.

Devido às ameaças, Eliana de Jesus conta que já registrou dois boletins de ocorrência na delegacia de Cachoeira. Segundo a polícia da cidade, os casos são investigados.

Em entrevista ao portal G1, Eliana de Jesus contou que as ameaças começaram ainda no período da campanha. Ela disse que nunca tinha sido ameaçada antes de disputar a eleição e relatou que dois militantes, que eram ativos durante a campanha, foram mortos entre o final de 2020 e março deste ano.

“Esses crimes supostamente são políticos, porque eu nunca me vi em uma situação dessa antes de ganhar uma eleição para o executivo. Eu não tenho inimigos, não tinha até então, e de repente eu me candidato, foi uma eleição muito bonita, graças a Deus, com uma diferença de 2.535 votos”, contou.
Mesmo sofrendo ameaças, a prefeita conta que não tem pretensão de renunciar. “Desistir jamais, o povo não elegeu uma covarde”, disse.

Leia a matéria original em Metro1

Continue Reading

Cidades

Homem é atingido por golpes de bengala de moto em Jiquiriçá, estado é grave

Um homem identificado pelo prenome Nilson, foi vítima de tentativa de homicídio na noite desta segunda-feira (19), no bairro da Pindoba, em Jiquiriçá.

A vítima sofreu diversos golpes de bengala de moto na região da cabeça, ficando com a massa encefálica exposta, ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), sendo transferido ao Hospital Regional de Santo Antônio em Jesus. O estado de saúde no momento do socorro era considerado muito grave.

Uma familiares revelou a este site que pela manhã encontrou a vítima num supermercado com diversas marcas nas costas, em conversa com ele, foi informada que um cara teria dado diversas panadas de facão, mesmo assim Nilson foi trabalhar catando papelão.

Um homem identificado pelo prenome “Bieca” é apontando com autor do crime. A vítima é usuário de drogas.

Leia a matéria original em Mídia Bahia

Continue Reading

Cidades

Mulher com medida protetiva sofre agressão e suspeito é liberado após ser preso em Brumado na Bahia

Uma jovem de 22 anos foi vítima de agressão na noite de sábado (17), em Brumado, sudoeste da Bahia. O suspeito de ter cometido o crime é o ex-companheiro da vítima. Ele chegou a ser preso pela polícia, mas foi liberado logo em seguida. A vítima tem mandado de medida protetiva contra ele desde o mês de março.

De acordo com a família da vítima, Gleice Helen de Oliveira Silva, de 22 anos, estava em casa trabalhando com mais duas pessoas. O ex-companheiro dela, identificado como Hemerson Matheus Lima Souza, chegou até o local e pediu que todos saíssem.

“Ele [suspeito] queria falar em particular com ela. Elas [funcionárias] saíram e uma ficou aguardando do lado de fora, sem que ele soubesse. Minutos depois, ela ouviu os gritos da minha filha pedindo por socorro. Ela pediu ajuda aos vizinhos, eles foram e invadiram a casa. Ele estava sentado em cima dela, esmurrando ela, deixando ela nesse estado”, conta Maria do Alivio Rosa de Oliveira, mãe da vítima.

A Polícia Militar foi chamada para atender a ocorrência e encaminhou Hemerson Matheus até a delegacia do município. De acordo com o delegado do caso, Cláudio Marques, ele foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio.

“O agressor foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio, é importante que se diga isso. O flagrante foi todo neste sentido. Após a lavratura do flagrante, como de praxe jurídica, foi encaminhado ao plantão judiciário para a adoção de medidas cabíveis e a comunicação da prisão do agressor”, esclarece o delegado.

A Polícia Civil pediu à Justiça a prisão preventiva do suspeito, mas o Ministério Público da Bahia pediu a liberdade provisória de Hemerson Matheus. O juiz Antônio Alberto Faiçal Júnior acatou o pedido do MP-BA e o suspeito foi solto, para que responda ao processo em liberdade.

O suspeito terá de cumprir algumas medidas cautelares, como não se aproximar da vítima, se apresentar à Justiça a cada dois meses, além de estar proibido de sair de Brumado sem autorização do judicial. Ele também deve comparecer a todos os atos do processo.

Na decisão, o juiz também afirma que nesse momento, ainda não está claro de que houve uma tentativa de homicídio. A defesa do suspeito informou que não vai se pronunciar sobre o caso. Já o MP-BA ainda não deu retorno à equipe de reportagem sobre a decisão.

Ainda de acordo com o delegado, Hemerson Matheus já responde inquérito criminal com base na Lei Maria da Penha. A vítima tinha pedido medida protetiva no dia 17 de março. Eles dois têm um filho de oito meses.

“Nós fizemos tudo isso. Expedimos medidas protetivas de afastamento, encaminhamos o inquérito policial para a Justiça criminal, e nesse sentido, o agressor já respondia anteriormente a um procedimento criminal com base na Lei Maria da Penha”, disse o delegado.

Por causa das agressões, a vítima ficou desacordada e foi socorrida a um hospital por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Gleice Helen ficou com o rosto deformado e uma tomografia mostrou que ela está com acúmulo de sangue na região do olho e na lateral esquerda do rosto. O exame ainda apresenta fraturas nos ossos do nariz e da bochecha. Ela deve ficar internada por mais alguns dias, por causa da gravidade das lesões.

“Ela vai ficar três dias sedada, devido às dores. Ela ficou muito machucada, a única alimentação dela está sendo através de soro, mas o importante é que está viva”, conta “Gileane Cortes, prima da vítima.

Leia a matéria original em G1

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas